Inteligência artificial cria, sozinha, nova vacina contra a gripe

USACE Europe District / Flickr

Uma inteligência artificial desenvolveu uma nova vacina para a gripe. Apelidada de “SAM”, a tecnologia criou uma medicação tão eficaz que testes em humanos já estão começando nos Estados Unidos.

Segundo o relato da própria universidade, a SAM recebeu diversas informações de agentes químicos conhecidos por ativarem o sistema imunológico humano. Em seguida, outros agentes químicos — que não trazem efeito algum sobre o nosso corpo — também foram inseridos no banco de dados da IA. A partir daí, SAM passou a trabalhar na geração de “trilhões” de compostos e combinações químicas para criar novos medicamentos. A gripe em si nem era o alvo da pesquisa.

Os pesquisadores responsáveis pelo estudo então selecionaram as combinações candidatas mais viáveis de serem reproduzidas e, veja só, uma delas deu origem a uma vacina “turbocarregada” que, segundo testes realizados em animais, mostrou-se extremamente capaz de combater diversos tipos de gripe.

“Nós tivemos de ensinar o programa de IA a ler uma série de componentes de ativação do sistema imunológico humano, bem como alguns que não o fazem. O trabalho da IA em si era o de distingui-los entre componentes que funcionavam e componentes inúteis”, disse ao Business Insider o pesquisador Nikolai Petrovsky, professor da Universidade de Flinders, líder do projeto e também diretor de pesquisas da empresa australiana de biotecnologia Vaxine.

“Então desenvolvemos outro programa, chamado de ‘químico sintético’, que gerou trilhões de diferentes combinações químicas que foram reinseridas na SAM para que ela analisasse e separasse todas até que encontrasse candidatas que pudessem resultar em boas drogas imunizantes para humanos”, explicou o professor. Ele também ressaltou que o processo via inteligência artificial tem o potencial de encurtar em vários anos o tempo de descobrimento de novas medicações, salvando milhares de vidas e economizando milhões de dólares.

“Isso confirmou que a SAM não apenas tem a habilidade de identificar bons medicamentos, mas também a de criar drogas imunizantes ainda melhores do que as que existem atualmente”, disse Nikolai. “Então pegamos essas drogas criadas pela SAM e desenvolvemos testes com céulas humanas, depois em animais, a fim de confirmar a sua capacidade de ampliar a eficácia da vacina contra a influenza”.

De acordo com a Universidade de Flinders, testes humanos já estão sendo encomendados nos Estados Unidos, dizendo que já se sabe que a nova vacina é melhor do que as atuais em animais, e agora precisam confirmar isso em humanos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Secularismo e tolerância a minorias predizem a prosperidade de um país

Pesquisadores da Universidade de Bristol e Universidade do Tennesse analisaram dados de quase 500 mil pessoas de 109 países e concluíram que mudanças na cultura geralmente vêm antes da melhora na riqueza, educação e democracia. Os …

Estudo: declínio de abelhas se aproxima da extinção em massa

De acordo com um novo estudo liderado por cientistas da Universidade de Ottawa (Canadá), a probabilidade de uma população de abelhas sobreviver em qualquer lugar diminuiu 30% no curso de uma geração humana. Os pesquisadores sugerem …

Pesquisador diz ter descoberto droga capaz de apagar memória ruim de separação amorosa

Um pesquisador de Montreal, no Canadá, diz ter encontrado uma maneira de acabar com o sofrimento causado por uma separação traumática — ele "edita" as memórias dolorosas usando um betabloqueador e sessões de terapia. Alain Brunet …

Documento revela que Facebook poderia ter virado uma "Wikipédia da vida privada"

Steven Levy, conhecido editor da Wired, conseguiu colocar as mãos em algo que ele talvez nunca imaginou encontrar: um diário de Mark Zuckerberg, CEO e fundador do Facebook, datado de 2006 e que mostra algumas …

Missão suicida: satélite queimará na atmosfera da Terra, mas por uma boa causa

Na próxima semana, a Agência Espacial Europeia (ESA) vai destruir um satélite, lançando-o em direção à atmosfera da Terra, só para vê-lo queimar durante a reentrada. Sim, tudo de propósito. Trata-se de um experimento muito …

Pé Grande vagueia pelo Reino Unido enquanto centenas de relatos são registrados

Apesar de a lenda do Pé Grande ser tipicamente americana, centenas de pessoas relataram ter visto a enigmática criatura em diversas localidades do Reino Unido. Se por um lado o Reino Unido é um país relativamente …

Um terço de todas as espécies de animais e plantas pode desaparecer em 50 anos

Um novo estudo da Universidade do Arizona (EUA) estimou que um terço de todas as espécies de plantas e animais do planeta pode ser extinta em até 50 anos devido aos efeitos da mudança climática. Para …

Huawei ataca governo dos EUA e lembra caso Snowden

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (13), a Huawei voltou a se defender dos ataques feitos pelos Estados Unidos nesta semana, afirmando que, se tem alguém envolvido com espionagem internacional, esse alguém é justamente o governo …

Os efeitos políticos e religiosos do encontro entre Lula e o papa

Reunião no Vaticano vai além de troca de gentilezas entre dois líderes sul-americanos. Para especialistas, audiência tem repercussões para o ex-presidente, o PT e a própria Igreja Católica, que vive disputa de poder. A reunião entre …

Candidato de Macron à prefeitura de Paris renuncia devido a escândalo sexual

Reviravolta na campanha pelas eleições municipais em Paris a apenas um mês da votação. O candidato do partido presidencial, Benjamin Griveaux, renunciou nesta sexta-feira (14) à corrida pela prefeitura da capital. A decisão foi anunciada …