Já há provas de que estamos conseguindo reduzir o buraco na camada de ozônio

De acordo com a NASA, os cientistas comprovaram, através de imagens de satélite, que o buraco na camada de ozônio regrediu. E o mérito? É nosso!

Segundo os cientistas da NASA, a interdição do uso de químicos que contêm cloro, como os clorofluorcarbonetos (CFCs), foi o principal motivo da regressão do buraco na camada de ozônio.

Os dados, que constam em um estudo recentemente publicado na Geophysical Research Letters, foram obtidos com o Aura, um satélite em órbita da Terra que permite analisar a camada de ozônio assim como a qualidade do ar e o clima.

Assim, usando o Microwave Limb Sounder (MLS) – a bordo do satélite Aura – os cientistas conseguiram medir o ácido clorídrico, que é criado quando o cloro, depois de destruir quase todo o ozônio disponível, reage com o metano.

Segundo o ScienceAlert, a equipe chegou à conclusão que os níveis de cloro diminuíram aproximadamente 0,8% ao ano e observaram também uma reversão de aproximadamente 20% na diminuição da camada de ozônio no continente gelado da Antártida.

Estas alterações na espessura da camada de ozônio no inverno antártico – que acontece entre julho e setembro – foram registradas diariamente entre 2005 e 2016.

“Neste período, as temperaturas na Antártida são sempre muito baixas, pelo que a taxa de destruição da camada de ozônio depende principalmente da quantidade de cloro existente”, explicou Susan Strahan, cientista da NASA.

Os cientistas analisaram a composição química da camada de ozônio durante 11 anos para concluírem que houve, de fato, uma regressão na diminuição da sua espessura.

Esta diminuição deveu-se à proibição de CFCs. Os clorofluorcarbonetos são compostos químicos de longa duração que se elevam para a estratosfera (onde existe a camada de ozônio), e são quebrados pela radiação ultravioleta do Sol, liberando átomos de cloro que destroem as moléculas de ozônio.

Esta proibição resulta do Protocolo de Montreal, que tinha como objetivo reduzir, de forma significativa, o uso de clorofluorcarboneto. Em 1987, os países signatários deste tratado se comprometeram a substituir estas substâncias.

Devido à enorme adesão mundial, Kofi Annan disse que este seria, talvez, “o mais bem sucedido acordo internacional de todos os tempos”. Os resultados começam a emergir e, ao que parece, o ex-secretário-geral da ONU não se enganou.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chinesa acorda com problema auditivo e deixa de conseguir ouvir homens

Da noite para o dia, uma chinesa deixou de conseguir ouvir vozes masculinas. Embora possa parecer invejável para alguns, a perda auditiva pode ter sérias repercussões médicas. A chinesa, identificada apenas pelo apelido Chen, se deitou …

Oásis egípcio escondia tumbas da era romana

Dois túmulos da época romana foram encontrados no complexo arqueológico de Beir Al-Shaghala, no oásis egípcio de Dakhla, anunciou esta semana o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa Waziri. Construídos com diferentes estilos arquitetônicos e …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta semana nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% …

Pela felicidade dos professores, escola cria “licença do amor”

A escola de ensino médio de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta semana a “licença do amor”, que visa melhorar o humor dos professores e, consequentemente, o trabalho com os alunos. Segundo relata …

Parte da Antártida está encolhendo (e não deveria)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente se referem à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros derramam grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, há um manto …

Estátua de diabo “alegre demais” gera polêmica na Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser “alegre demais” pelos moradores da cidade de Segóvia, na Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

Deputada britânica adiou o parto para votar contra o acordo do Brexit

Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do segundo filho para poder votar contra o acordo do Brexit. A deputada trabalhista chegou ao Parlamento em uma cadeira de rodas. Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do filho por …

Sorveteria em Florença cobra R$ 106 de turista por uma bola de sorvete

Uma sorveteria cobrou 25 euros (cerca de R$ 106) por um sorvete a um turista de Taiwan. Indignado, o turista reclamou ao guia que o acompanhava, que chamou a polícia. O estabelecimento foi multado em …

McDonald’s perde direitos do Big Mac para cadeia de fast food irlandesa

A irlandesa Supermac’s conseguiu uma vitória histórica: o Big Mac deixa de ser uma marca registrada na Europa. Mas a decisão ainda é passível de recurso. “É o fim do McBully”, disse Pat McDonagh, que recebeu …

Disco de gelo giratório gigantesco "invade" rio no Maine

Um enorme círculo de gelo giratório se formou esta semana no rio de Presumpscot, na cidade de Westbrook, no estado norte-americano do Maine. Esse disco bizarro, ainda que raro, é um fenômeno natural fruto da Física. …