Lago africano que matou 1.700 pessoas em poucos minutos ainda intriga pesquisadores

O pior desastre natural de Camarões, país do oeste da África, aconteceu na noite de 21 de agosto de 1986. Entre os dias 21 e 23 daquele mês, mais de 1.700 pessoas morreram sufocadas em suas casas e até no meio das estradas, enquanto dirigiam ou pilotavam suas motos.

A causa deste traumático evento foi uma enorme nuvem de CO2 que surgiu de um lago azulado da região, o Lago Nyos, que fica em uma cratera vulcânica no nordeste do país.

A nuvem de CO2, mais densa que o ar, viajou 25 quilômetros pelos vales da região, matando 1.746 pessoas e 3.500 animais de criação como vacas. Quem encontrou os corpos deparou-se com uma cena rara e perturbadora: nada se movia, nem mesmo as moscas, que também morreram.

Quem não morreu ficou inconsciente por várias horas e acordou para descobrir que toda a família e os animais dos rebanhos da região haviam morrido. Muitos acreditaram que aquilo era uma praga bíblica, que o espírito do lago estava descontente ou até que se tratava de um ataque terrorista.

Joseph Nkwain acordou três horas depois da passagem da nuvem, e contou sua experiência para o pesquisador Arnold Taylor, da Universidade Plymouth, no Reino Unido.

Não conseguia falar. Fiquei inconsciente. Não podia abrir minha boca porque havia um cheiro terrível. Ouvi minha filha roncando de forma horrível, muito anormal. Quando tentei chegar até a cama dela, entrei em colapso e caí. Eu queria falar, mas meu ar não saía. Minha filha já estava morta”.

Jack Lockwood / US Geological Survey

Até as moscas morreram no desastre do Lago Nyos

Até as moscas morreram no desastre do Lago Nyos

O governo do país encomendou estudos para descobrir o que poderia ter causado tamanha destruição, para garantir que aquilo não fosse se repetir. Os órgãos ambientais instalam sensores de CO2 na região do lago conectados a sirenes que podem alertar as pessoas da região para que fujam dali o mais rápido possível.

Engenheiros também instalaram em 2001 e 2011 canos para sugar o CO2 diretamente do fundo do lago e liberá-lo gradualmente para a superfície, evitando assim grandes acúmulos.

O que se sabe

Os poucos moradores da região relatam que ouviram um alto som de explosão na noite do dia 21 de agosto e que saíram das casas para investigar. Uma nuvem de mais de 50 metros de altura se formou acima do lago, e, por ser mais densa que o ar, viajou pelas partes mais baixas da região.

No dia seguinte, o lago apresentava uma coloração radicalmente diferente da normal. Ele costumava ter um belo tom azul, e passou a ser marrom. A vegetação ao redor do lago também foi destruída.

Jack Lockwood / US Geological Survey

Lago Nyos

O Lago Nyos costumava ter um belo tom azul, e passou a ser marrom.

Por estar em uma região vulcânica, a água deste lago recebe CO2 que escapa do magma abaixo dele. Normalmente, milhares de toneladas de CO2 são contidos pela água, mas algo fez com que ele fosse liberado rapidamente.

O geólogo David Bressan explica que os gases vulcânicos que emanam do solo abaixo do lago se dissolvem e ficam concentrados nas águas mais profundas. A temperatura tropical da água superficial forma um tipo de barreira que mantém esta água fria e concentrada em CO2 presa no fundo.

O que não ficou claro para os cientistas é o que causou a quebra desta barreira. Pode ter sido um terremoto fraco, uma erupção vulcânica ou até o deslizamento de pedras nas margens do lago.

Um evento semelhante aconteceu apenas dois anos antes no lago Monoun. Naquela ocasião, a nuvem de CO2 matou apenas 37 pessoas. O que desencadeou o episódio também não ficou bem explicado.

E 31 anos depois, o mistério do desastre do Lago Nyos continua…

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chinesa acorda com problema auditivo e deixa de conseguir ouvir homens

Da noite para o dia, uma chinesa deixou de conseguir ouvir vozes masculinas. Embora possa parecer invejável para alguns, a perda auditiva pode ter sérias repercussões médicas. A chinesa, identificada apenas pelo apelido Chen, se deitou …

Oásis egípcio escondia tumbas da era romana

Dois túmulos da época romana foram encontrados no complexo arqueológico de Beir Al-Shaghala, no oásis egípcio de Dakhla, anunciou esta semana o secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, Mostafa Waziri. Construídos com diferentes estilos arquitetônicos e …

60% das espécies de café estão em risco de extinção

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção. De acordo com um estudo publicado esta semana nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% …

Pela felicidade dos professores, escola cria “licença do amor”

A escola de ensino médio de Dinglan, localizada na cidade chinesa de Hangzhou, apresentou esta semana a “licença do amor”, que visa melhorar o humor dos professores e, consequentemente, o trabalho com os alunos. Segundo relata …

Parte da Antártida está encolhendo (e não deveria)

Quando os cientistas falam sobre o derretimento da Antártida, geralmente se referem à Antártida Ocidental, onde gigantescos glaciares costeiros derramam grandes quantidades de água. Mas, do outro lado das montanhas transantárticas a leste, há um manto …

Estátua de diabo “alegre demais” gera polêmica na Espanha

Uma estátua que representa o diabo foi criticada por ser “alegre demais” pelos moradores da cidade de Segóvia, na Espanha. A escultura de bronze, que ainda não foi instalada, foi criada em homenagem a uma lenda …

Deputada britânica adiou o parto para votar contra o acordo do Brexit

Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do segundo filho para poder votar contra o acordo do Brexit. A deputada trabalhista chegou ao Parlamento em uma cadeira de rodas. Tulip Siddiq decidiu adiar o nascimento do filho por …

Sorveteria em Florença cobra R$ 106 de turista por uma bola de sorvete

Uma sorveteria cobrou 25 euros (cerca de R$ 106) por um sorvete a um turista de Taiwan. Indignado, o turista reclamou ao guia que o acompanhava, que chamou a polícia. O estabelecimento foi multado em …

McDonald’s perde direitos do Big Mac para cadeia de fast food irlandesa

A irlandesa Supermac’s conseguiu uma vitória histórica: o Big Mac deixa de ser uma marca registrada na Europa. Mas a decisão ainda é passível de recurso. “É o fim do McBully”, disse Pat McDonagh, que recebeu …

Disco de gelo giratório gigantesco "invade" rio no Maine

Um enorme círculo de gelo giratório se formou esta semana no rio de Presumpscot, na cidade de Westbrook, no estado norte-americano do Maine. Esse disco bizarro, ainda que raro, é um fenômeno natural fruto da Física. …