Líder opositor russo Alexei Navalny é preso

varfolomeev / Flickr

Manifestação de apoio a Alexei Navalny (ao centro)

Fundação de crítico do governo Putin também foi alvo de operação de busca. Ação ocorre após um aliado do político ser recrutado à força pelo Exército e enviado para uma ilha no Ártico.

O político russo Alexei Navalny foi preso mais uma vez nesta quinta-feira após uma batida policial em sua fundação anticorrupção. A ação ocorre três dias após um dos membros do grupo de Navalny ter sido recrutado à força pelas Exército russo e enviado para uma base militar no Ártico.

“Alexei foi detido e levado à força. Ele não resistiu. Os advogados ainda estão na Fundação Anticorrupção (FBK), e há uma busca em andamento”, escreveu no Twitter Kira Yarmysh, porta-voz de Navalny. Ainda segundo Yarmysh, ele foi solto pouco depois.

Em entrevista à DW, Yarmysh disse que a polícia parecer ter planejado a batida para coincidir com as filmagens de um episódio do programa de Navalny no YouTube, o “Navalny Live”.

Ela ainda disse que o episódio da semana passada – que abordou um tiroteio do lado de fora do prédio dao Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) e uma coletiva de imprensa do presidente Vladimir Putin – registrou quase 1,5 milhão de visualizações, um “número recorde”.

“Eles não gostaram desse sucesso”, disse ela à DW, acrescentando: “Se eles realizarem buscas em nossos escritórios, podem apreender equipamentos técnicos. Assim não haverá mais o programa “. Yarmysh disse que operações de busca nos escritórios da oposição se tornaram “parte do cotidiano”.

Em setembro e outubro, houve batidas em massa nos escritórios da fundação em todo o país, bem como nas casas dos funcionários da FBK. O grupo foi declarado como “agente estrangeiro” pelas autoridades russas em outubro.

A batida mais recente também ocorre depois que um dos aliados de Navalny, Ruslan Shaveddinov, foi recrutado à força pelas forças armadas e enviado para um posto militar remoto no arquipélago de Novaya Zemlya, no Oceano Ártico, 2 mil quilômetros ao norte de Moscou.

Shaveddinov, de 23 anos, atuava na fundação de Navalny e foi apresentador de um programa online que fez parte da campanha barrada do político à Presidência nas eleicoes de 2018. Na segunda-feira, ele foi detido em sua casa. No dia seguinte, já estava na base no Ártico.

Na Rússia, homens entre 18 e 27 anos são elegíveis para recrutamento e normalmente servem um ano de serviço militar. No caso Shaveddinov, as autoridades justicaram a medida afirmando que ele vinha evitando cumprir a obrigação. Já Yarmysh disse que a detenção e recrumentando forçado de Shaveddinov constituem uma “pressão pessoal contra o ativista”. Em um publicação em seu blog, Navlny chamou o jovem ativista de “prisioneiro político”.

Nos últimos anos, as autoridades russas aumentaram a pressão sobre Navalny e seus aliados. O político de 43 anos se tornou conhecido na Rússia e no exterior a partir de 2011, quando passou a criticar o governo russo em seu blog. Nos anos seguintes, passou a organizar protestos contra Putin. Em 2013, se candidatou a prefeito de Moscou e conseguiu 27% dos votos, ficando apenas atrás de um apadrinhado de Putin.

Em 2016, ele anunciou que pretendia se candidatar à Presidência nas eleições de 2018, mas seu registro foi negado pelas autoridades eleitorais.

No último verão russo, ele organizou protestos para pedir eleições transparentes. Ele foi preso diversas vezes nos últimos anos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Vacinação contra COVID-19 será facultativa em Portugal; especialistas divergem sobre o tema

Portugal anunciou seu plano nacional de vacinação contra COVID-19 nesta quinta-feira (3). As vacinas serão distribuídas em 1.200 centros de saúde pública a partir de janeiro, de forma gratuita e facultativa. Especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil …

Nosso sistema solar será destruído antes do que pensávamos

Embora o solo sob nossos pés pareça sólido e reconfortante (na maioria das vezes), nada neste Universo dura para sempre. Um dia, nosso sol morrerá, ejetando uma grande proporção de sua massa antes que seu núcleo …

Mãe em Estocolmo não é mais suspeita de aprisionar filho

Promotores suecos estão retirando seu caso contra uma mulher acusada de prender o filho por vários anos. De acordo com as últimas informações, não há provas suficientes de que ele havia sido detido contra sua …

Mistério de galáxia desprovida de matéria escura é revelado

As observações astronômicas apontam para forças de "maré" e comportamento "canibal" de uma galáxia vizinha, que explicariam a escassez deste componente invisível. Se alguma galáxia é pobre em matéria escura, pode ser devido a uma interação …

Maioria das vacinas da Moderna será reservada no início para os Estados Unidos

A Moderna espera disponibilizar entre 100 e 125 milhões de doses de sua vacina contra a Covid-19 no primeiro trimestre de 2021. A empresa anunciou, nesta quinta-feira que, no início, entre 85 e 100 …

Amazonas é 3º estado com mais queimadas, emissões e desmatamento

Pela primeira vez, o Amazonas assume a terceira posição nos três principais rankings que indicam o avanço da degradação florestal na Amazônia brasileira, incluindo indicadores de queimadas, emissões de gases de efeito estufa e desmatamento …

Sudão bane casamento infantil e mutilação genital feminina, mas prática apresenta desafios

Depois de derrubar o ditador Omar al-Bashir no ano passado, o Sudão deu importante passo para reverter alguns dos tantos horrores cometidos contra a população feminina no país – e tornou ilegal tanto o casamento …

Namíbia elege deputado chamado Adolf Hitler

O nome de um recém-eleito político da Namíbia, vem chamando atenção na mídia nacionais e internacionais. "Adolf Hitler teve uma vitória esmagadora nas eleições regionais na Namíbia", relatou o portal de notícias alemão Spiegel Online nesta …

Astrônomos mapeiam 1 milhão de galáxias previamente desconhecidas

Cerca de um milhão de galáxias previamente desconhecidas para além da Via Láctea foram adicionadas a um mapa detalhado de seção de espaço. Pesquisas sobre o espaço normalmente demoram anos para serem completas, mas um novo …

Brasil recebe vacina de Oxford em janeiro, promete Pazuello

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse que o primeiro lote das vacinas de Oxford chega ao Brasil em janeiro. Serão 15 milhões de doses entre janeiro e fevereiro, totalizando 260 milhões ao longo do …