Rússia prende opositor Alexei Navalny no desembarque em Moscou

(h) Alexei Navalny / EPA

O Serviço Prisional Russo (FSIN) confirmou ter prendido o opositor Alexei Navalny neste domingo, na chegada dele a Moscou. O Kremlim o acusa de ter violado as condições de uma pena de prisão suspensa em 2014.

De acordo com um comunicado do FSIN, Alexei Navalny, que chegou à Rússia no fim da tarde após vários meses de tratamento na Alemanha em razão de uma suspeita de envenenamento, “permanecerá detido até a decisão do tribunal” sobre seu caso. As autoridades russas acrescentaram que Navalny, de 44 anos, “está em uma lista de pessoas procuradas desde 29 de dezembro de 2020”.

O avião com o principal adversário russo a bordo decolou do aeroporto de Berlim às 11h17 (7h17 em Brasília). Navalny disse aos jornalistas que não tinha medo de ser preso. “Serei preso? É impossível, sou inocente“, afirmou, depois de expressar seu agradecimento à Alemanha por sua recuperação.

“Quero expressar meu mais profundo agradecimento. Obrigado a todos, espero que tudo fique bem. Hoje estou muito feliz”, disse, antes de ser conduzido a aeronave, juntamente com a esposa Yulia.

Três laboratórios europeus concluíram que o opositor havia sido envenenado com uma substância neurotóxica do tipo Novitchok, desenvolvida durante a era soviética para fins militares. Os laudos foram confirmados pela Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ), apesar dos desmentidos de Moscou.

Voo desviado

O voo de Navalny foi desviado para o aeroporto Sheremetievo, em Moscou, diferente daquele onde deveria pousar e onde seus apoiadores e policiais o esperavam. Segundo jornalistas da AFP, o piloto da aeronave que vinha de Berlim anunciou primeiro um atraso de 30 minutos devido a um “problema técnico”, antes de indicar que se dirigia para Sheremetyevo e não pousaria no aeroporto de Vnukovo, conforme fora planejado.

Nas redes sociais, mais de 9.000 pessoas haviam afirmado que desejavam receber Alexei Navalny no desembarque. Mesmo ciente dos riscos que enfrentava, ele decidiu voltar ao seu país.

A administração do aeroporto proibiu jornalistas de filmarem a chegada de Navalny, dizendo que forneceriam as imagens depois. Desde a noite de sábado (16), forças policiais reforçavam a segurança nos arredores do aeroporto.

Condenado a 3 anos e meio de prisão em um caso de fraude, Alexei Navalny não compareceu a uma revisão judicial, há algumas semanas. Ele estava se recuperando na Alemanha, mas a carta enviada para justificar sua ausência à audiência teria chegado tarde demais.

No final de dezembro, outra investigação criminal foi aberta contra o opositor. A Justiça russa acusa Navalny de ter utilizado para fins pessoais cerca de € 4 milhões de um fundo anticorrupção. Por esse caso ele pode ser condenado a até 10 anos de prisão.

As reações à prisão do opositor não demoraram. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, disse que considera “inaceitável” a detenção de Navalny e pediu sua libertação “imediata”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …