Loja de departamentos chilena denuncia funcionários por compras ilegais com cartões de crédito dos Bolsonaro

Tânia Rêgo / Agência Brasil

A Falabella, rede de lojas de departamentos do Chile, denunciou 26 dos seus funcionários na Justiça por terem feito compras fraudulentas com o cartão de crédito do presidente Jair Bolsonaro.

A empresa chilena registrou a denúncia na Procuradoria Centro Norte contra 26 dos seus funcionários, após ter detectado a fraude interna a partir de um número de compras maciças com os cartões de crédito do presidente brasileiro Jair Bolsonaro e de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro.

As compras incluíram luxuosos artigos como celulares de última geração, bicicletas e relógios.

Nos dias 2 e 3 de junho, o grupo de hackers Anonymous, após uma interceptação ilegal, publicou na rede social Twitter os números, as datas de validade e os códigos de segurança dos cartões de crédito do presidente brasileiro e de dois dos seus filhos.

No Chile, a revelação dos dados teve muita repercussão, virou tendência e recebeu comentários dos usuários chilenos que afirmavam terem conseguido usar os dados em compras nas lojas de departamentos do país.

A Falabella detectou mais de 27 mil compras incomuns através do seu site na Internet por um total de 63 mil dólares. Diante do repentino volume de compras com os mesmos cartões e nomes, a empresa entrou em contato com a Transbank, empresa chilena responsável pela administração dos cartões de crédito.

Após uma investigação interna, a Falabella encontrou os seus próprios funcionários entre os clientes que usaram um dos cartões dos Bolsonaro. Foram empregados de vários departamentos da empresa, desde pessoal de depósito a funcionários administrativos, passando por atendimento ao cliente e vendedores de várias filiais em Santiago.

Compras e agradecimentos

No total, foram 77 compras feitas pelos empregados, incluindo em outras duas empresas do grupo: supermercados Tottus e materiais de construção Sodimac.

O caixa Eduardo comprou um celular Huawei de 1.205 dólares. Ana Maria optou pelo Xiaomi de 270 dólares. Cindy comprou um colchão, dois travesseiros, roupa íntima e coletes de inverno. As três compras foram feitas em nome de Jair Bolsonaro.

Já os filhos de Bolsonaro, Carlos e Flávio, financiaram Jennifer na compra de dois celulares, um colchão e um aparelho de aquecimento num total de 2.165 dólares. Alexis gastou 573 dólares numa guitarra, num relógio e num par de tênis. Tomás foi quem mais gastou: 9.290 dólares em celulares, computadores e bicicletas.

A Falabella rastreou as compras através dos IP. Pela lei chilena, os acusados podem ser condenados por fraude, além de pagarem multa equivalente ao montante da compra. Aqueles que compartilharam os cartões pelas redes sociais podem ser acusados como cúmplices dos roubos e deverão compensar os danos.

No dia 2 de junho, diversos usuários da rede social Twitter agradeceram ao presidente Jair Bolsonaro pelos celulares “presenteados”. Bolsonaro classificou a publicação do Anonymous como “uma clara medida de intimidação” e avisou que “medidas legais estavam em andamento para que tais crimes não passassem impunes”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Buracos negros são famintos, mas possuem boas maneiras à 'mesa', aponta estudo

Todos os buracos negros supermassivos nos centros das galáxias possuem períodos nos quais devoram a matéria situada de seus arredores. De acordo com um estudo publicado na revista científica Astronomy & Astrophysics, as galáxias ativas têm …

Pnad e Caged: No auge do desemprego, Brasil enfrenta falhas nas estatísticas do mercado de trabalho que confundem e desorientam

Num momento em que o país tem registrado números diários de mortes por covid-19 que ultrapassam 4 mil e diversos Estados e municípios reforçam medidas de distanciamento social, na tentativa de conter a propagação do …

Jovem negro de Minnesota morreu por “disparo acidental”, afirma polícia

Policial teria confundido arma de descarga elétrica com arma de fogo. Incidente em meio a julgamento da morte de George Floyd acirra tensões e agrava protestos. Mineápolis e outras cidades ampliam toque de recolher. A policial …

Bia, assistente de voz do Bradesco, vai responder mensagens de assédio

O Bradesco precisou tomar providências para proteger uma mulher de assédio. No caso, uma mulher que nem existe fisicamente. A mulher que dá voz ao sistema de inteligência artificial do aplicativo, a Bia (sigla para Bradesco …

Covid-19: Médicos pressionam governo francês para aumentar controles de pessoas vindas do Brasil

Especialistas acreditam que medidas do governo francês para frear entrada de variante P1 no país são insuficientes e pressionam para aumento de controles de passageiros provenientes do Brasil nos aeroportos ou pela suspensão dos …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e aposentar as baterias no futuro

O mundo já conhece os benefícios da tecnologia 5G como a alta velocidade na transmissão de dados e baixa latência. Agora, os cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, nos EUA, descobriram que essas redes …

Covid: como evitar a trágica marca de 5 mil mortes por dia no Brasil?

No dia 19 de maio de 2020, o Brasil atingiu pela primeira vez a marca das mil mortes diárias por covid-19. Esse número permaneceu relativamente estável, em um patamar considerado alto, durante todo o segundo semestre …

Físicos afirmam que o universo é um computador de aprendizado de máquina

Físicos teóricos que trabalham com a Microsoft lançaram um artigo na sexta-feira afirmando que o universo é essencialmente um computador de aprendizagem de máquina (machine learning, em inglês). Os pesquisadores, vários afiliados à Microsoft, pré-publicaram um …

Mundo ainda tem países sem uma única dose de vacina

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 600 milhões de doses de vacina contra a covid-19 já foram aplicadas em todo o mundo. Mas a discrepância entre países é alta: enquanto, …

Covid: site calcula quando você será vacinado. Resultados não animam

Um grupo de voluntários chamado CoronavirusBra desenvolveu uma plataforma para calcular quando você será vacinado contra a covid-19. O ‘Quando vou ser vacinado?’ utiliza dados públicos como a média de imunizados com o número de pessoas …