Loja de departamentos chilena denuncia funcionários por compras ilegais com cartões de crédito dos Bolsonaro

Tânia Rêgo / Agência Brasil

A Falabella, rede de lojas de departamentos do Chile, denunciou 26 dos seus funcionários na Justiça por terem feito compras fraudulentas com o cartão de crédito do presidente Jair Bolsonaro.

A empresa chilena registrou a denúncia na Procuradoria Centro Norte contra 26 dos seus funcionários, após ter detectado a fraude interna a partir de um número de compras maciças com os cartões de crédito do presidente brasileiro Jair Bolsonaro e de seus filhos, o senador Flávio Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro.

As compras incluíram luxuosos artigos como celulares de última geração, bicicletas e relógios.

Nos dias 2 e 3 de junho, o grupo de hackers Anonymous, após uma interceptação ilegal, publicou na rede social Twitter os números, as datas de validade e os códigos de segurança dos cartões de crédito do presidente brasileiro e de dois dos seus filhos.

No Chile, a revelação dos dados teve muita repercussão, virou tendência e recebeu comentários dos usuários chilenos que afirmavam terem conseguido usar os dados em compras nas lojas de departamentos do país.

A Falabella detectou mais de 27 mil compras incomuns através do seu site na Internet por um total de 63 mil dólares. Diante do repentino volume de compras com os mesmos cartões e nomes, a empresa entrou em contato com a Transbank, empresa chilena responsável pela administração dos cartões de crédito.

Após uma investigação interna, a Falabella encontrou os seus próprios funcionários entre os clientes que usaram um dos cartões dos Bolsonaro. Foram empregados de vários departamentos da empresa, desde pessoal de depósito a funcionários administrativos, passando por atendimento ao cliente e vendedores de várias filiais em Santiago.

Compras e agradecimentos

No total, foram 77 compras feitas pelos empregados, incluindo em outras duas empresas do grupo: supermercados Tottus e materiais de construção Sodimac.

O caixa Eduardo comprou um celular Huawei de 1.205 dólares. Ana Maria optou pelo Xiaomi de 270 dólares. Cindy comprou um colchão, dois travesseiros, roupa íntima e coletes de inverno. As três compras foram feitas em nome de Jair Bolsonaro.

Já os filhos de Bolsonaro, Carlos e Flávio, financiaram Jennifer na compra de dois celulares, um colchão e um aparelho de aquecimento num total de 2.165 dólares. Alexis gastou 573 dólares numa guitarra, num relógio e num par de tênis. Tomás foi quem mais gastou: 9.290 dólares em celulares, computadores e bicicletas.

A Falabella rastreou as compras através dos IP. Pela lei chilena, os acusados podem ser condenados por fraude, além de pagarem multa equivalente ao montante da compra. Aqueles que compartilharam os cartões pelas redes sociais podem ser acusados como cúmplices dos roubos e deverão compensar os danos.

No dia 2 de junho, diversos usuários da rede social Twitter agradeceram ao presidente Jair Bolsonaro pelos celulares “presenteados”. Bolsonaro classificou a publicação do Anonymous como “uma clara medida de intimidação” e avisou que “medidas legais estavam em andamento para que tais crimes não passassem impunes”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Homem que comia alcaçuz todos os dias morre e médicos alertam sobre riscos à saúde

Um homem de 54 anos morreu após consumir alcaçuz em excesso. Segundo os médicos do Hospital Geral de Massachussets (EUA), após duas semanas ingerindo alcaçuz preto em excesso, o homem teve uma overdose de uma …

Conflito armado se acirra na fronteira entre Armênia e Azerbaijão

A Armênia e o Azerbaijão se acusaram mutuamente neste domingo (27/09) de iniciar confrontos mortais na região separatista de Nagorno-Karabakh, na fronteira entre os dois países, em meio a uma disputa territorial de décadas. Ao …

Grande depósito de ovos de dinossauro é descoberto na Espanha

O norte de Espanha foi palco de uma nova descoberta paleontológica. Foram encontrados ovos de 68 milhões de anos atrás, que podem conter embriões desses enormes répteis. José Manuel Gasca estava fazendo jogging um dia no …

Uma cidade brasileira pode ter atingido imunidade de grupo ao Covid-19 a um terrível custo

Um surto explosivo de COVID-19 em Manaus pode ter contaminado pessoas suficientes para que a imunidade coletiva tenha se manifestado, sugerem estudos iniciais. Exames de anticorpos mostram que até dois terços da população pode ter contraído …

O raro pedido de desculpas de Kim Jong-un pela morte de sul-coreano na Coreia do Norte

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, divulgou um raro pedido de desculpas pessoal pelo assassinato de um cidadão sul-coreano, segundo o governo da Coreia do Sul. Kim disse a seu colega sul-coreano, Moon Jae-in, …

Esses são os preparativos finais para a NASA coletar amostras do asteroide Bennu

A NASA já iniciou a contagem regressiva para o grande momento da missão OSIRIS-REx: a coleta de amostras do asteroide Bennu, que acontecerá no dia 20 de outubro. Será uma manobra complicada para a sonda …

Trump volta a lançar dúvida sobre processo eleitoral nos EUA

Após recusar comprometimento com transição pacífica de poder, presidente americano diz não saber se é possível um pleito "honesto". Líder republicano no Senado diz que transferência de mandato presidencial será ordenada. O presidente dos EUA, Donald …

Criador do Novichok aponta falta de principais sintomas da substância em Navalny

Leonid Rink não considera convincente a evidência apresentada pela Alemanha sobre o alegado uso do Novichok contra o opositor russo, pois, se isso tivesse acontecido, os efeitos teriam sido diferentes. Podem ter sido encontrados vestígios de …

Este pode ser o 1º planeta descoberto em outra galáxia, a 23 milhões de anos-luz

Astrônomos encontraram um candidato a planeta localizado em outra galáxia, bem longe da Via Láctea, em uma região de intensa atividade caótica. Este mundo distante parece ser um pouco menor do que Saturno e orbita um …

EUA: Trump causa alvoroço ao recusar transição pacífica caso perca as eleições

Donald Trump tensionou a classe política nos Estados Unidos ao se recusar a garantir uma passagem pacífica do poder se perder a eleição presidencial dos Estados Unidos para Joe Biden, em 3 de novembro. Bastou uma …