Médica que negou atendimento a bebê é suspeita em mais 3 casos

A médica Haydee Marques da Silva, que se recusou a atender um bebê de 1 ano e meio que acabou morrendo na última semana, é suspeita em mais 3 episódios de descaso e maus-tratos aos pacientes. A repercussão da morte do pequeno Breno Rodrigues Duarte da Silva trouxe à tona diversas irregularidades envolvendo a médica. Além disso, Haydee tinha uma anotação criminal por ter agredido um paciente em 2010.

Segundo o jornal O Globo, pelo menos duas pessoas procuraram a polícia na semana passada para denunciar outros casos que envolvem a médica.

Os relatos são o de um idoso que foi transportado em uma ambulância sem receber o oxigênio que precisava – o que agravou sua situação; uma mulher agredida enquanto tentava fazer uma tomografia computadorizada; e uma senhora com o fêmur fraturado que teve de esperar Haydee fumar um cigarro depois de ouvir palavrões; além de Breno, que morreu na semana durante uma grave crise convulsiva e não recebeu socorro.

O Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro (Cremerj) informou a’O Globo que já houve uma sindicância contra a profissional e que ela passou por uma sanção técnica.

Um dos casos foi comentado por Isabelle Conti, delegada assistente da 16ª delegacia de polícia, responsável pela investigação sobre a morte de Breno. A’O Globo, a delegada declarou que a paciente que tentou fazer a tomografia computadorizada foi agredida com arranhões.

“O caso foi encaminhado ao Ministério Público, e foi oferecido a ela uma transação penal, ou seja, uma pena alternativa. No entanto, ela não cumpriu as medidas impostas pela lei”, disse a delegada ao jornal, que informou a prescrição do processo por causa do tempo decorrido.

Apesar das diversas irregularidades apontadas no currículo de Haydee, ela está sendo acusada de homicídio culposo (quando não há intenção de matar). Entretanto, a delegada Isabelle Conti afirma que a acusação pode se tornar em homicídio doloso (com intenção de matar) a qualquer momento, caso os depoimentos e o surgimento de evidências indiquem que a médica tinha consciência de que a falta de atendimento poderia causar a morte da criança.

“Eu não sou pediatra”

Ao chegar a delegacia nesta segunda-feira (12), Haydee não quis comentar o caso alegando que já tinha revelado tudo o que podia ao jornal Extra deste domingo (11). Ao Extra, a médica se defendeu das acusações e disse que, em sua visão, não negou o atendimento à criança.

“Isso não foi omissão de socorro, já que não era um caso grave (sic). O menino não faleceu imediatamente, morreu só depois de uma hora e meia. Eu não sou pediatra e nem neurologista e se tratava de uma criança muito pequena com quadro neurológico. Sem falar que eu estava muito estressada e sem condições psicológicas para atender. Naquele dia, eu nem ia para o plantão”, justificou.

O advogado que representa a família do menino Breno afirmou que eles entrarão com um processo contra o plano de saúde Unimed, contra a médica Haydée Marques, que teria se recusado a atender a criança, e contra a Cuidar, empresa terceirizada que faz o serviço de ambulância.

Segundo Gilson Moreira, ela deveria ser afastada do exercício da medicina pelos órgãos responsáveis.

“Ela é uma médica que deveria ter saído da ambulância, prestado auxílio, tirado a criança daquelas condições, levado pra UTI preparada pra essa finalidade e ser socorrida numa UTI de um hospital para que, efetivamente, ela pudesse ser socorrida”, explicou o advogado.

Ciberia // Rede GNI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Destroços de navio de centenas de anos são encontrados na Polônia

Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma ponte destruída da 2ª Guerra Mundial em um rio polonês. Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma …

Por que cientistas estão determinados a provar que Einstein estava errado

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Bolsonaro faz apologia à ignorância, afirmam historiadoras no jornal Le Monde

  O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta segunda-feira (27) traz um texto de meia página criticando a política cultural em vigor atualmente Brasil. Assinado por duas historiadoras francesas e uma brasileira, …

OMS considera elevado risco global de coronavírus

A Organização Mundial da Saúde admitiu nesta segunda-feira (27/01) um erro na avaliação de risco global do novo coronavírus, que surgiu na China, e disse que o nível correto é elevado. Anteriormente, ele havia sido …

Quem é Vanessa Nakate, ativista negra cortada de foto com Greta em Davos

O tema era o meio-ambiente, mas o debate sofre o futuro da humanidade ganhou outros vultos quando a jovem ativista climática de Uganda, Vanessa Nakate, descobriu que havia sido cortada pela agência de notícias Associated …

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Morreu Kobe Bryant, um dos maiores astros da NBA

Neste domingo (26), o astro do basquete norte-americano, Kobe Bryant, faleceu em acidente de helicóptero, na cidade de Los Angeles, nos EUA. Autoridades e testemunhas levantam as primeiras hipóteses sobre a causa da queda. O lendário …

Coronavírus terá impacto no PIB chinês e na economia global

A nova epidemia de coronavírus é um balde de água fria na cabeça do mundo. A começar pelos chineses. Em 2003, o último vírus mortal se propagando pelo mundo inteiro – o SARS – …

Abelhas adoram cannabis e este caso de amor pode ajudar a salvar a espécie

Consideradas os seres vivos mais importantes do planeta, as abelhas são animais insubstituíveis, dos quais dependemos para viver. No entanto, nas últimas décadas, devido ao aquecimento global e o uso execessivo de pesticidas, elas estão …