Menino fica sem boa parte do cérebro; e ninguém nota diferença

Conseguimos nos imaginar a viver sem um braço ou sem uma perna, mas nunca sem cérebro. Há quatro anos, uma equipe de médicos removeu uma boa parte do cérebro de uma criança de seis anos e, ao contrário do que todos esperavam, o menino teve uma recuperação surpreendente.

Este é considerado um caso de sucesso. Há quatro anos, uma criança com epilepsia foi submetida a uma intervenção cirúrgica, isto porque os medicamentos que tomava diariamente não faziam qualquer efeito. Nessa cirurgia, foi removido cerca de um terço do seu cérebro para que, desta forma, ficasse livre de convulsões.

A criança – que não teve a identidade revelada – tinha apenas quatro anos quando sofreu as primeiras convulsões. O menino ficou com epilepsia depois de ter tido um tumor benigno no cérebro.

Depois de uma série de crises, cada vez mais intensas, os médicos tomaram a ousada decisão de realizar uma lobotomia, dado que a medicação não fazia efeito.

A intervenção cirúrgica, encarada como último recurso, envolveu remover todo o lobo ocipital (que inclui o centro de processamento da visão) e a maioria do seu lobo temporal (que recebe os sinais visuais e auditivos), que representa cerca de um terço do hemisfério direito do cérebro do menino.

(dr) Carnegie Mellon University

Cerca de 13 meses após a cirurgia, os cientistas quiseram entender o impacto da lobotomia na criança de seis anos. Assim, nos três anos seguintes, seguiram sua evolução através de imagens de ressonância magnética funcional e o avaliaram em certas tarefas visuais e comportamentais.

Os cientistas chegaram assim à conclusão que o hemisfério esquerdo começou a trabalhar pelos dois hemisférios e processar rostos, objetos e palavras, ou seja, o cérebro da criança se reorganizou de maneira a compensar algumas das funções perdidas com a remoção de certos lobos cerebrais.

“As descobertas nos fornecem uma caracterização detalhada da plasticidade do sistema visual durante o desenvolvimento do cérebro das crianças”, diz Marlene Behrmann, autora do artigo científico, publicado recentemente na Cell Reports, e cientista da Universidade Carnegie Mellon.

“O único deficit é que não pode ver todo o campo visual. Quando olha para a frente, as informações visuais no lado esquerdo não são processadas, porque o lado direito recebe a informação visual do esquerdo, mas pode compensar isso ao virar a cabeça ou mover os olhos”, explica.

A criança, agora com onze anos, ficou sem outras funções como a recepção da visão a 180 graus, o que fez com que deixasse de ver do seu lado esquerdo. Ainda assim, não tem mais convulsões, e seu QI é acima da média e suas competências linguísticas são apropriadas para a sua idade.

Atualmente, as lobotomias são muito raras. No entanto, os cientistas argumentam que a impressionante recuperação do menino pode abrir as portas a mais procedimentos neurais, mesmo que haja ainda um longo caminho pela frente.

Além disso, esse trabalho é uma prova incrível do quão poderoso e adaptável – o cérebro humano é.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uma tonelada de chocolate invadiu as ruas de uma cidade na Alemanha

Um “rio” de chocolate invadiu as ruas de Werl, na Alemanha, esta semana. Um tanque de uma fábrica local produtora de chocolate transbordou, derramando cerca de uma tonelada de chocolate nas ruas da cidade, se …

Sonda da NASA captou o som do vento em Marte

A sonda InSight da NASA pousou em Marte em 26 de novembro, tendo a missão de estudar o interior do Planeta Vermelho. Por enquanto, nos presenteou com o som do vento no nosso planeta vizinho. No …

Voyager 2 da NASA já entrou no espaço interestelar

Pela segunda vez na história, um objeto feito pelo homem alcançou o espaço entre as estrelas. A sonda Voyager 2 da NASA saiu da heliosfera – a bolha protetora de partículas e campos magnéticos criada …

Freiras desviam 500 mil de escola católica para jogar em Las Vegas

Duas freiras norte-americanas admitiram terem desviado fundos escolares estimados em 500 mil de dólares para realizarem viagens aos cassinos de Las Vegas, anunciou esta semana a arquidiocese de Los Angeles. O desvio de fundos destinados a …

Uma selfie em meio aos protestos em Paris: “metáfora do nosso tempo”

Uma foto do jornalista russo Ilya Varlamov está correndo o mundo, sendo considerada por muitos internautas como um documento que “capta de forma precisa o espírito da nossa era”. A imagem de uma jovem tirando uma selfie …

Experiências de quase-morte: luz no fim do túnel pode ter explicação

Pessoas que estiveram à beira da morte afirmam ter visto uma luz branca brilhante no fim de um túnel e encontrado familiares ou animais de estimação. Apesar do tom sobrenatural, a ciência consegue explicar o …

Setenta anos depois, teste de DNA reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que sua bebê recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que mentiu sobre suas origens. Agora, mãe e filha se conheceram graças a um teste de …

“Lobisomem da Sibéria”: maior assassino em série da Rússia era policial e matou 78 mulheres

Um ex-policial russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado nesta segunda-feira (10) na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história …

Pacto Global para Migração da ONU é aprovado por mais de 150 países

O Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular das Nações Unidas (ONU) foi aprovado nesta segunda-feira (10) por mais de 150 países presentes na conferência intergovernamental da organização na cidade marroquina de Marraquexe. A …

Brasileiro é eleito para Associação Internacional de Seguridade Social

O secretário de Previdência Social do Ministério da Fazenda, Marcelo Abi-Ramia Caetano, foi eleito para o cargo de secretário-geral da Associação Internacional de Seguridade Social (2019-2024). Ele será o primeiro brasileiro a ocupar a posição. Em …