Mutação genética de 700 milhões de anos explica origem de órgãos humanos

Centre for Genomic Regulation

Mutação genética que ocorreu há 700 milhões de anos contribuiu para o desenvolvimento de certos órgãos do corpo humano

Uma mutação genética que ocorreu há mais de 700 milhões de anos, no âmbito da evolução biológica, contribuiu para o desenvolvimento de certos órgãos e de estruturas complexas do corpo humano e de outros seres vertebrados.

Esta é a conclusão de um estudo científico liderado pelo professor Manuel Irimia, do Centro para a Regulação Genômica (CRG), organização internacional de pesquisa biomédica, e que foi publicado na revista Nature Communications.

A pesquisa fala de “um acaso no processo evolutivo, sem nenhum propósito biológico aparente”, que provocou a mutação genética fundamental para o desenvolvimento da espécie humana como hoje a conhecemos.

A mutação teria ocorrido numa fase muito inicial da evolução biológica, após a separação do nosso grupo das anêmonas do mar, explica o CRG em comunicado sobre a pesquisa.

O “erro aleatório” no processo de evolução “iniciou, milhares de anos mais tarde, a ligação entre duas redes reguladoras de genes” que se tornou “fundamental para a origem de muitos órgãos e estruturas de vertebrados“, como os pulmões, o ouvido interno e os antebraços, explicam os cientistas.

A mutação facilitou a ligação da rede de genes envolvidos no desenvolvimento do embrião animal, designadamente um gene da família do Fgfr (receptores do fator de crescimento de fibroblastos) e a ESRP, uma família de proteínas reguladoras.

Estes genes, especialmente os da família da ESRP, controlam a forma como são codificadas as proteínas para assumirem determinadas funções. São uma espécie de “interruptor molecular” que determina como as células se comportam e como interagem com suas vizinhas, durante o desenvolvimento embrionário. Quando não estão presentes, o processo se desenrola de forma diferente e as proteínas assumem outras funções.

“Estudamos as funções dos genes ESRP durante a embriogênese de vários animais”, explica Manuel Irimia, citado pelo CRG.

“Nossos resultados sugerem que estes genes fizeram parte de uma maquinaria genética antiga, compartilhada por animais tão diferentes como peixes, ouriços-do-mar ou nós mesmos, que controla a integração de certas células nos revestimentos dos órgãos em desenvolvimento”, explica.

“Este é um passo fundamental na formação de alguns órgãos e é o reverso do processo central à metástase do câncer, através do qual as células deixam o tumor para colonizar outras partes do corpo”, acrescenta o cientista.

“É surpreendente descobrir que um único gene (ESRP), através do seu papel biológico ancestral (aderência celular e motilidade), tem sido usado em toda a escala animal para fins muito diferentes: do sistema imunológico de um equinodermo [grupo de animais marinhos que incluem as estrelas-do-mar] aos lábios, pulmões ou ouvido interno dos humanos”, refere o professor Jordi Garcia-Fernàndez, da Universidade de Barcelona, também envolvido na pesquisa e igualmente citado pelo CRG.

Garcia-Fernàndez destaca que “a descoberta confirma quão versátil é a evolução biológica”, com “a mesma fundação e ferramentas genéticas” podendo ser “usadas para construir uma cabana de madeira ou um arranha-céus“.

Segundo a pesquisa, é excepcional “como o acaso é tão importante para a evolução”.

Ciberia // ZAP

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA:

Quanto mais rápido corremos, mais rápido e melhor aprendemos

Segundo uma experiência recente, o estímulo locomotor parece ajudar a aprendizagem que se processa no cerebelo em ratos de laboratório. Uma equipe de cientistas liderada por Megan Carey, pesquisadora no Centro Champalimaud, em Portugal, realizou uma …

Reconstruido crânio de Homo naledi, o elo que não encaixa evolução humana

A descoberta há cinco anos do Homo naledi, uma nova espécie de hominídeo que conviveu na savana sul-africana com os humanos mais próximos ao homem moderno, poderia mudar para sempre o que sabemos sobre a …

A vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo

Em poucos séculos, e caso a extinção animal continue no ritmo atual, a vaca pode se tornar o maior mamífero terrestre do mundo. A expansão do Homo sapiens levou a uma tendência de retração no tamanho …

Homeopata trata criança de 4 anos com saliva de cão raivoso

Uma homeopata canadiana tratou um criança hiperativa de 4 anos com saliva de um cão raivoso. A notícia surpreendeu a comunidade médica internacional, que reagiu de forma negativa. Uma homeopata canadense assumiu em seu blog pessoal …

Natalie Portman recusa prêmio por causa do primeiro-ministro israelense

A atriz israelo-americana Natalie Portman não vai comparecer na cerimônia do prêmio Gênesis por não querer ser associada ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu. Em novembro, Natalie Portman foi anunciada como vencedora do prêmio Gênesis, um prêmio instituído …

Ilha troca de país a cada seis meses

No meio do rio Bidasoa, entre a França e a Espanha, há uma ilha que vai alternando de nacionalidade de seis em seis meses. A ilha mede apenas 38 metros de largura e 215 de comprimento, medidas …

Coreia do Sul desliga “máquina de propaganda” na fronteira com o Norte

Os militares da Coreia do Sul anunciaram nesta segunda-feira (23) que desligaram os alto-falantes de propaganda na fronteira militarizada com a Coreia do Norte, em um gesto de boa vontade, com a aproximação do encontro …

Salah Abdeslam é condenado a 20 anos de prisão na Bélgica

O único sobrevivente do grupo responsável pelos atentados de novembro de 2015 em Paris e seu cúmplice, o tunisiano Sofiane Ayari, foram condenados a 20 anos de prisão pela participação em um tiroteio com a …

Começa a vacinação contra a gripe em todo o país

Começa nesta segunda-feira (23) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Até o dia 1º de junho, devem ser imunizados idosos a partir de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de …

É menino! Nasce terceiro filho de Kate e William; e faz história na monarquia britânica

Nasceu nesta segunda-feira (23), às 11h01 o terceiro filho do Príncipe William e da Duquesa de Cambridge, Kate Middleton. E é um menino, mistério só desfeito depois do parto. O casal real tem mais dois …