Na Argentina, criança morre depois de parasita “comer” seu cérebro

USCDC / Wikimedia

Parasita Naegleria fowleri, conhecido como a ameba que “come cérebros”

Uma criança de oito anos morreu na Argentina depois de uma ameba ter consumido parte de seu tecido cerebral. Acredita-se que a ameba tenha chegado à Argentina devido às mudanças climáticas globais.

A ameba é um microrganismo que entra no corpo humano pelo nariz com o intuito de se reproduzir nos tecidos nasais. Quando fica sem espaço, o parasita invade os nervos responsáveis pelo olfato, chegando assim ao cérebro, onde invade as membranas que revestem e protegem o sistema nervoso central.

A criança morreu em fevereiro de 2017, mas o caso só foi divulgado agora. De acordo com o Observador, que cita o jornal Clarín, essa é a primeira vítima mortal na Argentina de meningoencefalite amebiana primária.

A meningoencefalite amebiana primária é uma infecção provocada pela ameba da espécie Naegleria fowleri, conhecida como “ameba come-cérebros”. O parasita se aloja no organismo e causa meningite e encefalite muito graves.

A criança foi infectada depois de ter nadado na lagoa Mar Chiquita, centro-norte do país vizinho. Os sintomas se manifestaram ao fim de poucos dias. O menino começou por sofrer de febre, dores de cabeça e vômitos, intolerância à luz e aos ruídos e, mais tarde, manifestou sinais de meningite.

À medida que a doença foi avançando, começou a ter falhas respiratórias e a manifestar sinais de degradação das capacidades sensitivas e a ter convulsões. A criança argentina acabou falecendo entre cinco a sete dias depois de ter contraído o parasita.

De acordo com Patricia Barisich, diretora do Hospital Abraham Piñero de Junin, esse “é um caso isolado, esporádico, não há um padrão de epidemia de frequência”. Segundo o Relatório Epidemiológico de Córdoba, citado pelo mesmo jornal, quando o parasita Naegleria fowleri infecta as pessoas, provoca a morte em 97% dos casos.

A doença tem um alto grau de mortalidade. Os EUA registraram 129 casos entre 1962 e 2013, e só duas pessoas sobreviveram.

O parasita em causa se encontra em cursos de água doce infectados, vive em lagos e rios, águas geotermais, águas residuais ou em piscinas que não são tratadas com cloro. Ainda assim, como só se costuma desenvolver melhor em águas com temperaturas amenas que não ultrapassem os 46º C, é quase impossível encontrá-la em águas frias e sobrevive pouco tempo em águas quentes.

Dado que a ameba só costuma infectar o corpo humano se entrar pelo nariz em altas pressões, o relatório explica que nadar horizontalmente, mesmo em águas contaminadas, constitui uma menor probabilidade de contrair a doença.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

NVIDIA e Stefanini anunciam que desenvolverão Inteligência Artificial no Brasil

A Nvidia Enterprise e a Woopi, empresa do Grupo Stefanini focada em Inteligência Artificial (IA) anunciaram nesta quarta-feira (24) uma parceria para desenvolver soluções de IA e processamento de linguagem natural. E o primeiro projeto …

250 mil mortos por covid no Brasil: o que significa esse número

O Brasil acumula um quarto de milhão de mortes por covid-19, às vésperas de se completar um ano desde o primeiro caso de coronavírus ter sido identificado no país. Segundo as contas do consórcio de imprensa …

Na diplomacia das vacinas, Israel troca imunizante por reconhecimento de Jerusalém como capital

No combate à Covid-19, Israel é exemplo mundial. A metade da população do Estado hebreu já recebeu pelo menos uma dose da vacina contra o coronavírus e um terço está completamente imunizada, com as …

"Subestimar Rússia de Putin é sempre um erro", diz indicado de Biden para chefiar CIA

Nesta quarta-feira (24), William Burns, o indicado do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para o cargo de diretor da CIA, disse que subestimar a Rússia é sempre um erro e acusou a China de …

Chinês é condenado a pagar indemnização à ex-mulher por trabalho doméstico

Um tribunal na China ordenou um homem a pagar compensações a sua ex-esposa pelo trabalho doméstico realizados por ela durante os cinco anos em que estiveram casados, segundo divulgou a imprensa chinesa nesta quarta-feira (24/02). O …

Oceano Atlântico cresce e Pacífico encolhe. Ciência tem nova resposta para fenômeno

Durante a era paleozoica, entre 200 a 540 milhões de anos atrás, o planeta Terra possuía somente um único e imenso continente – a Pangeia, rodeada por um único oceano, intitulado Pantalassa. Depois de uma série …

Um acelerador de partículas cósmico, muito mais poderoso do que o LHC foi descoberto no espaço

Cientistas rastrearam uma partícula fantasma para uma estrela despedaçada e descobriram um gigantesco acelerador de partículas cósmico. A partícula subatômica, chamada de neutrino, foi lançada em direção à Terra depois que a estrela condenada chegou muito …

Mulher de 'El Chapo' Guzmán é presa nos EUA acusada por narcotráfico

Foi presa nesta segunda-feira (22/02) nos Estados Unidos Emma Coronel Aispuro, 31, mulher de Joaquín "El Chapo" Guzmán, ex-líder do cartel de drogas mexicano Sinaloa. Aispuro, que tem cidadania mexicana e americana, foi presa no aeroporto …

Gana é o primeiro país do mundo a receber vacinas do programa Covax, da OMS

Gana recebeu nesta quarta-feira o primeiro lote mundial de vacinas financiadas pelo programa Covax, que proporciona aos países de renda baixa e média as primeiras doses de fármacos antiCovid. Os imunizantes foram enviados de …

Variante da Califórnia parece ser mais contagiosa e resistente a vacinas, aponta estudo

Um novo estudo confirma que a mutação do SARS-CoV-2 na Califórnia, EUA, é mais contagiosa e mais resistente a vacinas, embora a escala de sua ameaça ainda não esteja clara. Uma variante descoberta pela primeira vez …