Na Argentina, criança morre depois de parasita “comer” seu cérebro

USCDC / Wikimedia

Parasita Naegleria fowleri, conhecido como a ameba que “come cérebros”

Uma criança de oito anos morreu na Argentina depois de uma ameba ter consumido parte de seu tecido cerebral. Acredita-se que a ameba tenha chegado à Argentina devido às mudanças climáticas globais.

A ameba é um microrganismo que entra no corpo humano pelo nariz com o intuito de se reproduzir nos tecidos nasais. Quando fica sem espaço, o parasita invade os nervos responsáveis pelo olfato, chegando assim ao cérebro, onde invade as membranas que revestem e protegem o sistema nervoso central.

A criança morreu em fevereiro de 2017, mas o caso só foi divulgado agora. De acordo com o Observador, que cita o jornal Clarín, essa é a primeira vítima mortal na Argentina de meningoencefalite amebiana primária.

A meningoencefalite amebiana primária é uma infecção provocada pela ameba da espécie Naegleria fowleri, conhecida como “ameba come-cérebros”. O parasita se aloja no organismo e causa meningite e encefalite muito graves.

A criança foi infectada depois de ter nadado na lagoa Mar Chiquita, centro-norte do país vizinho. Os sintomas se manifestaram ao fim de poucos dias. O menino começou por sofrer de febre, dores de cabeça e vômitos, intolerância à luz e aos ruídos e, mais tarde, manifestou sinais de meningite.

À medida que a doença foi avançando, começou a ter falhas respiratórias e a manifestar sinais de degradação das capacidades sensitivas e a ter convulsões. A criança argentina acabou falecendo entre cinco a sete dias depois de ter contraído o parasita.

De acordo com Patricia Barisich, diretora do Hospital Abraham Piñero de Junin, esse “é um caso isolado, esporádico, não há um padrão de epidemia de frequência”. Segundo o Relatório Epidemiológico de Córdoba, citado pelo mesmo jornal, quando o parasita Naegleria fowleri infecta as pessoas, provoca a morte em 97% dos casos.

A doença tem um alto grau de mortalidade. Os EUA registraram 129 casos entre 1962 e 2013, e só duas pessoas sobreviveram.

O parasita em causa se encontra em cursos de água doce infectados, vive em lagos e rios, águas geotermais, águas residuais ou em piscinas que não são tratadas com cloro. Ainda assim, como só se costuma desenvolver melhor em águas com temperaturas amenas que não ultrapassem os 46º C, é quase impossível encontrá-la em águas frias e sobrevive pouco tempo em águas quentes.

Dado que a ameba só costuma infectar o corpo humano se entrar pelo nariz em altas pressões, o relatório explica que nadar horizontalmente, mesmo em águas contaminadas, constitui uma menor probabilidade de contrair a doença.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …

Vênus tinha oceanos? Cientistas refutam hipótese popular usando modelagem

Cientistas da Suíça e França refutaram a hipótese de que anteriormente Vênus era coberta por oceanos. Um novo estudo revela que mesmo no início, quando o Sol era mais fraco do que agora, a superfície …

Suspeito de ataque na Noruega era fichado na polícia por radicalização

Convertido ao islã e conhecido da polícia, dinamarquês de 37 anos teria usado outras armas além de arco e flecha em ataque que matou cinco pessoas em Kongsberg. Ele está preso e reconheceu envolvimento no …

Oposição manobra para destituir Piñera no Chile por citação nos Pandora Papers

Deputados de todos os partidos da oposição chilena apresentaram uma acusação no Congresso nesta quarta-feira (13) para destituir o presidente Sebastián Piñera pela controversa venda de uma mineradora em um paraíso fiscal, revelada no escândalo …

Fatores externos influenciam, mas não justificam inflação a dois dígitos no Brasil

A recuperação do impacto brutal da pandemia de coronavírus leva a inflação a subir na maioria dos países do mundo, mas a conjuntura internacional não explica o nível chegar a dois dígitos no Brasil. …

UE anuncia 1 bilhão de euros em ajuda ao Afeganistão

União Europeia justifica que é preciso evitar "colapso" no país e fornecer ajuda humanitária aos afegãos. Paralelamente, representantes do bloco europeu e dos EUA se reúnem com membros do Talibã em Doha, no Catar. O Talibã …