Não somos só o que comemos, “somos o que vemos” no dia a dia

No que diz respeito à saúde física, somos o que comemos. Mas e quanto à saúde mental? Segundo o médico David Fryburg, endocrinologista, somos o que vemos.

Conforme aponta Fryburg, a comida é uma mistura complicada de fontes de energia – calorias –, proteínas (para fazer novos tecidos como músculos, pele e curar feridas) e micronutrientes como vitaminas para apoiar uma ampla gama de processos bioquímicos. Quando as dietas estão desequilibradas, diferentes funções no nosso corpo podem sofrer.

Por exemplo, pouca vitamina D pode levar a fraqueza óssea e muita vitamina D pode levar a cálcio no sangue, pedras nos rins e possivelmente problemas no fígado. Logo, a chave para uma boa saúde nutricional parece ser o equilíbrio e a moderação.

Há alguns anos, quando se deu conta de que estava “ingerindo” muitas notícias negativas, Fryburg percebeu que o equilíbrio também é o segredo para uma excelente saúde mental.

Fryburg começou a refletir sobre sua “dieta visual” e descobriu que alguns breve minutos de exposição a notícias negativas podem induzir ansiedade, estresse e sintomas de depressão em algumas pessoas.

Um grupo de pesquisadores concluiu que um vídeo de 14 minutos com notícias televisivas negativas pode aumentar rapidamente a ansiedade e a tristeza.

Além disso, os participantes do estudo que viram notícias negativas – em contraste com vídeos positivos ou neutros – expressaram uma maior ansiedade relacionada com suas próprias questões pessoais.

Notícias deprimentes e que induzem o medo podem fazer com que as pessoas se sintam mais tristes e ansiosas, o que, por sua vez, pode ampliar seus próprios problemas por algum tempo – um ciclo emocional negativo que pode se “autorreforçar”.

Por outro lado, os poucos estudos que existem sobre o impacto de notícias positivas sugerem que fontes de mídia inspiradoras têm efeitos opostos. Um estudo descobriu que assistir a um vídeo curto de quatro minutos de um jovem que construiu uma casa para os moradores de rua na Filadélfia induziu gratidão e amor nos telespectadores.

Outros estudos indicam que a visualização de vídeos inspiradores pode ter efeitos positivos ou desejáveis sobre o preconceito sexual, bem como estimular as mães a amamentar. “Esse estudo nos conduziu à frase Assim como somos o que comemos, somos o que vemos”, explica Fryburg.

O cientista esclarece que a palavra “dieta” não se refere apenas aos alimentos que comemos – vem do grego para “estilo de vida”. Com essa definição ampliada, a expressão tem um significado mais abrangente em relação às coisas que absorvemos e o impacto que elas têm.

Mas isso não significa que que deva começar a ignorar notícias negativas. Fryburg acredita que, a partir delas, é possível aprender coisas importantes que podem ajudar a entender o que as outras pessoas estão passando e como se pode resolver problemas.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Superterra gelada vizinha do nosso planeta pode abrigar vida primitiva

Edward Guinan e Scott Engle, cientistas da Universidade de Villanova, no estado norte-americano da Pensilvânia, anunciaram que pode existir vida primitiva em GJ 699b, a Superterra gelada que orbita a estrela de Barnard, localizada a apenas …

China faz história: pela primeira vez, nasce uma semente de algodão na Lua

A missão espacial chinesa conseguiu fazer brotar uma semente de algodão na Lua, informou nesta terça-feira (15) a imprensa estatal, em um feito inédito, alcançado pelo Chang'e 4, a primeira sonda a pousar no lado …

Submarinos russos serão equipados com “torpedos do Juízo Final”

Os submarinos das frotas do Norte e do Pacífico da Marinha russa deverão brevemente contar com 32 drones nucleares Poseidon, conhecidos como “torpedos do Juízo Final”, capazes de destruir completamente cidades costeiras. Segundo revela o portal Russkoe …

Universidade egípcia expulsa aluna por abraçar o noivo (fora do campus)

A aluna abraçou o noivo quando o rapaz a pediu em casamento, mas o gesto, que não aconteceu no interior do campus, foi o suficiente para a jovem ser expulsa pela universidade. A universidade egípcia de Al …

Escultura “McJesus” provoca protestos em Israel

Uma escultura representando a figura de Ronald McDonald (da cadeia de fast food McDonald’s) crucificado, em uma exposição de arte em Israel, está provocando protestos da minoria cristã árabe no país. Centenas de cristãos árabes pediram …

Há uma espiral misteriosa na atmosfera de Vênus

A nave espacial não tripulada Akatsuki, do Japão, encontrou gigantescas estruturas espirais na atmosfera de Vênus, formadas por ventos polares e pela rápida rotação do planeta. A atmosfera de Vênus ganha atenção de astrônomos há quase …

Tem “barriga de cerveja”? Seu cérebro pode estar encolhendo

Uma equipe de pesquisadores britânicos concluiu que quem acumula mais gordura na zona do abdômen apresenta uma maior probabilidade de redução do cérebro e de aparecimento de demência. Com a linha da cintura em expansão, surgem …

Até os antigos egípcios faziam tarefa de casa

Uma tarefa de casa, escrita por uma criança do Antigo Egito, ficou preservada desde o segundo século a.C. – e as palavras podem parecer familiares até nos dias de hoje. Uma lição antiga preservada em uma …

Dinamarca avança com plano ambicioso de criar 9 ilhas na costa de Copenhague

O governo dinamarquês e a prefeitura de Copenhague, em conjunto com um gabinete de arquitectura e planejamento urbano, vão avançar com um ambicioso plano de criar nove ilhas na costa da capital do país. Um grandioso …

(cv) Euronews

Submarino alemão da Primeira Guerra Mundial aparece na costa da França

Os destroços de um submarino alemão da Primeira Guerra Mundial emergiram em uma praia de Wissant, no norte da França. Há décadas enterrada na areia, a carcaça enferrujada da embarcação naufragada em 1917 agora pode …