“O Grito” teria sido inspirado por um raro fenômeno atmosférico

WebMuseum at ibiblio / Wikimedia

"O Grito" (1893), de Edvard Munch

“O Grito” (1893), de Edvard Munch

O céu de cores intensas, que podemos contemplar no famoso quadro de Edvard Munch, não seria apenas um símbolo da angústia que atormenta o protagonista da obra criada em 1893 pelo pintor norueguês. De acordo com uma nova pesquisa, seria também a reprodução de um raro fenômeno atmosférico.

Segundo uma nova teoria de uma equipe de pesquisadores noruegueses, as linhas amarelas, laranjas e vermelhas no quadro “O Grito” são provavelmente a reprodução de um tipo raro de nuvem que raramente aparece no norte da Europa, escreve a BBC.

As nuvens estratosféricas polares teriam gerado um grande impacto em quem as tivesse visto pela primeira vez, o que poderia ter acontecido a Edvard Munch, garantem os cientistas.

“Hoje em dia, o público tem à disposição muito mais informações científicas do que naquela época, e Munch com certeza nunca tinha visto estas nuvens”, explica Helene Muri, pesquisadora da Universidade de Oslo, na Noruega, que apresentou o estudo na última edição do congresso anual do Sindicato de Geociência Europeia, em Viena, na Áustria.

Por exemplo, Muri vive em Oslo há 25 anos e só conseguiu ver este tipo de nuvem uma única vez. “Como artista, não há dúvidas de que poderiam ter deixado Munch impressionado”, explica.

remilongva / Flickr

Nuvens estratosféricas polares

Nuvens estratosféricas polares

Erupção

A imagem do céu no quadro do pintor norueguês tinha sido atribuída anteriormente aos efeitos de uma forte erupção do vulcão Krakatoa, na Indonésia, ocorrida nove anos antes de Munch criar a obra.

Foi uma das maiores erupções registradas na história e os gases e as cinzas que emitiu atravessaram o mundo. Combinados com a luz solar, geraram efeitos ópticos incomuns e proporcionaram fins de tarde de uma beleza excepcional.

No entanto, os pesquisadores argumentam que as formas de onda pintadas por Munch assemelham-se muito mais às nuvens estratosféricas polares do tipo 2.

Estas nuvens são produzidas em regiões com altos graus de umidade a altitudes de 15 a 20 quilômetros, quando as temperaturas se encontram entre –80ºC e –85ºC.

A corrente atmosférica sobre as montanhas também contribui para a formação destas nuvens, porque leva umidade da troposfera para a estratosfera. E essas gotas de umidade se transformam em cristais minúsculos com o frio.

“Estas nuvens são muito finas e são melhor observadas antes do amanhecer ou depois do entardecer, quando o Sol está abaixo do horizonte. Essas cores únicas são criadas pela combinação da dispersão, a difração e refração da luz solar através dos pequenos cristais de gelo”, destacou Muri.

// ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Paleontologistas descobrem 'última refeição' de dinossauro que viveu há 110 milhões de anos

Uma equipe de pesquisadores do Canadá reconstituiu o estômago de um dinossauro herbívoro, o melhor preservado de sempre. Uma equipe de paleontologistas canadenses conseguiu reconstruir o conteúdo do estômago de um dinossauro herbívoro que viveu no …

Estudo que desencoraja uso de hidroxicloroquina é alvo de investigações

Nesta quarta-feira (3), a Organização Mundial da Saúde anunciou que vai retomar os testes com o medicamento hidroxicloroquina, um dos mais cotados atualmente como possível auxiliar na luta contra a COVID-19. A notícia pegou muita gente …

Donald Trump diz por que estava em bunker subterrâneo em meio a protestos

Em meio aos protestos violentos e pacíficos que têm varrido os EUA após a morte do afro-americano George Floyd, surgiram relatos de que Trump se escondeu dos manifestantes em um bunker. Donald Trump atacou como "falsa" …

EUA: 4 policiais são acusados pela morte de George Floyd

O policial de Minneapolis que se ajoelhou sobre o pescoço de George Floyd provocando sua morte será acusado de assassinato em segundo grau. Seus três colegas também serão julgados, disse a senadora americana Amy …

Governo destina verba publicitária a canais de conteúdo inadequado

Em apenas 38 dias, o governo de Jair Bolsonaro publicou mais de 2 milhões de anúncios em canais na internet com "conteúdos inadequados", segundo mostrou um relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das …

Cientistas encontram maior e mais antigo monumento da civilização maia no México

Pesquisadores da Universidade do Arizona (EUA) descobriram a mais antiga construção monumental da civilização maia já encontrada até agora e a maior de toda a história pré-hispânica da região. O estudo, publicado na revista Nature, foi …

Herdeiro da Samsung pode voltar a ser preso

O herdeiro da Samsung, Lee Jae-yong, pode ter de voltar à prisão. Procuradores de justiça da Coreia do Sul pediram nesta quinta-feira (4) uma nova detenção do antigo diretor da gigante como parte de uma …

Escolas ao ar livre criadas para combater a tuberculose no início do século 20

Em 1904, surgia nas proximidades de Berlim a primeira escola ao ar livre do mundo. A Waldschule für kränkliche Kinder havia sido criada por Walter Spickendorff em conjunto com o pediatra Bernhard Bendix e o …

Fígados humanos foram criados em laboratórios e transplantados em ratos com sucesso

Uma equipe internacional liderada por pesquisadores do Departamento de Patologia da Universidade de Pittsburgh (EUA) criou pequenos fígados através de engenharia genética utilizando células da pele humanas, e em seguida os transplantaram com sucesso em …

Governo alemão anuncia pacote de estímulo de 130 bilhões de euros

Merkel afirma que resposta "corajosa" é necessária para impulsionar a economia do país, abalada pela pandemia de covid-19. Medidas anunciadas incluem auxílios à indústria e às famílias e incentivos ao consumo. Os partidos que integram a …