Matemática desvenda (finalmente) quem escreveu “In My Life”, dos Beatles

Mais de 50 anos depois da criação da música “In My Life”, um dos sucessos dos Beatles, a matemática concluiu quem foi o autor da canção, depois de tanto John Lennon como Paul McCartney reclamarem a autoria.

“In My Life” é uma das músicas do álbum dos Beatles “Rubber Soul”, de 1965, que fala de memórias, mas cuja autoria sempre foi um mistério – precisamente, devido à divergência de memórias de John Lennon e de Paul McCartney que nunca se entenderam quanto ao verdadeiro autor da canção.

Em 1980, Lennon garantiu em entrevista que tinha sido ele o autor da música, atribuindo a McCartney apenas uma parte da autoria da mesma, mas depois da sua morte, McCartney garantiu que tinha sido ele o criador de toda a canção.

O mistério foi finalmente desfeito em um estudo que envolveu o especialista de estatística Mark Glickman e o professor de engenharia Ryan Song da Universidade de Harvard, nos EUA, bem como o professor de matemática Jason Brown, da Dalhousie University, no Canadá.

E não há dúvidas de que foi John Lennon o autor da música, conforme notaram os autores da pesquisa na apresentação que efetuaram na Joint Statistical Meetings, uma conferência realizada no Canadá que é um dos maiores eventos do mundo dedicado à estatística.

O matemático Keith Devlin, da Universidade de Stanford, nos EUA, relata à NPR como o mistério foi desfeito, contando que os pesquisadores criaram “sacos de palavras”, inspirando-se em uma técnica usada “pelos cientistas de computadores que criaram os filtros de spam“.

Esse método permite isolar “um pouco de texto” e contar “as frequências das diferentes palavras”, frisa Devlin, notando que os pesquisadores analisaram desta forma 70 canções dos Beatles, apontando “149 transições muito distintas de notas e de acordes que estão presentes em quase todas as músicas” da banda britânica.

As transições “são únicas de uma pessoa ou de outra”, atesta Devlin. E “quando se fazem as contas, contando os pequenos pedaços que são únicos para as pessoas, a probabilidade de McCartney ter escrito [a canção] é de 0,18 – isto é, essencialmente zero“, frisa o matemático na NPR.

A conclusão é “bastante definitiva” – “Lennon escreveu a música”, frisa Devlin.

(dr) thebeatles.com

Os Beatles durante as filmagens de “Help”

“Em situações como essa, é melhor acreditar na matemática porque é muito mais confiável do que as lembranças das pessoas, especialmente dado que colaboraram a escrevê-la nos anos 1960, com um estado mental incrivelmente alterado devido a todas as coisas que andavam ingerindo”, destaca ainda o matemático.

E apesar de Lennon e McCartney terem trabalhado juntos durante tantos anos e de poderem ter assimilado algumas das “manias” do outro, “continuam a ser as mesmas pessoas, e têm suas preferências sem perceberem”, sustenta Devlin.

“O Lennon usava um certo tipo de coisas uma e outra vez. E o McCartney também”, e era essa junção das partes que funcionava nos Beatles, mas ainda assim “eram pequenos pedaços separados“, constata Keith Devlin. “A matemática isola esses pequenos pedaços que são únicos nas duas pessoas”, conclui.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Senadora se declara presidente da Bolívia

A parlamentar oposicionista e segunda vice-presidente do Senado Jeanine Áñez declarou-se presidente da Bolívia nesta terça-feira (12). Ela também afirmou que o país terá novas eleições após a formação de uma nova comissão eleitoral. "De acordo …

Bolsonaro anuncia saída do PSL

Em meio à crise por disputa de poder na legenda, presidente afirma que pretende criar novo partido. Cerca de 30 parlamentares aliados de Bolsonaro devem seguir exemplo e deixar o PSL. O presidente Jair Bolsonaro anunciou …

Israel mata comandante da Jihad Islâmica em ataque aéreo

Forças israelense bombardeiam casa de líder extremista na Faixa de Gaza. Militantes palestinos reagem disparando dezenas de mísseis contra Israel. Autoridades pedem que população fique em casa. Um importante comandante militar do grupo extremista palestino Jihad …

Cão aprende a falar usando máquina de escrever e já sabe 29 palavras

Stella tem 18 meses e, apesar de ser um cachorro, já sabe “falar” mais do que muitos humanos da sua idade. Através de uma máquina criada por sua tutora, o animal consegue se comunicar usando …

Saída de Lula da prisão pode ser “oportunidade” para Bolsonaro, diz especialista ao Le Monde

O jornal Le Monde deste domingo e segunda-feira, feriado em que a França comemora o Armistício da Primeira Guerra Mundial, traz uma reportagem de página inteira sobre a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da …

Evo Morales deixa a Bolívia rumo ao México

O agora ex-presidente Evo Morales deixou a Bolívia na noite desta segunda-feira (11) e pegou um avião em direção ao México. Em comunicado via Twitter, Evo Morales disse que estava agradecido ao México por ter lhe …

Turquia repatria jihadistas estrangeiros do "Estado Islâmico"

A Turquia começou a repatriar nesta segunda-feira (11/11) jihadistas estrangeiros do grupo terrorista "Estado Islâmico" (EI) que foram capturados no norte da Síria. Um alemão, um dinamarquês e um americano foram os primeiros deportados por …

Fumar aumenta o risco de depressão e esquizofrenia?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Bristol (Reino Unido), fumar pode aumentar o seu risco de desenvolver depressão ou esquizofrenia. Os pesquisadores queriam estudar a relação conhecida entre tabagismo e doenças mentais. Muitas …

Prisões não vão abrir as portas após decisão do STF, dizem especialistas

Segundo especialistas ouvidos pela Sputnik Brasil, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o momento da execução da pena não vai fazer com que as "portas dos presídios sejam abertas para criminosos perigosos". Na quinta-feira …

EUA acusam China de exportar drones autônomos letais para o Oriente Médio

O exército hi-tech de autômatos letais, antes uma visão do futuro, já é uma realidade e está em pleno curso, inclusive com comércio dessa nova tecnologia em andamento. Isso é o que diz o secretário de …