O único problema de ser filho único é o estigma

Filhos únicos possuem uma péssima reputação. Quantas vezes você não observou algum pai ser criticado por escolher ter apenas um pimpolho? “Ele vai ficar mimado, muito sozinho, egoísta, etc. etc. etc”.

É um senso comum. Parece, de fato, que crescer com um irmão seja algo benéfico para uma pessoa. Além de possuir um companheiro, a criança pode a aprender a compartilhar, entre outras coisas.

Mas o que a ciência diz sobre isso? Esse “senso comum” é apoiado por evidências? Segundo a psicóloga Ana Aznar, da Universidade de Winchester (Reino Unido), não.

Ela admite que sua própria profissão é “parcialmente culpada” por tais estereótipos negativos. Por exemplo, o psicólogo influente e primeiro presidente da Associação Americana de Psicologia Granville Stanley Hall chegou a dizer que “ser filho único era uma doença em si”.

As pesquisas feitas em torno do assunto, no entanto, não encontraram resultados negativos ligados a filhos únicos.

No que diz respeito a personalidade, de acordo com Aznar, não existem diferenças em traços como extroversão, maturidade, cooperação, autonomia, controle pessoal e liderança entre filhos únicos e crianças com irmãos.

Inclusive, filhos únicos tendem a ter mais realizações por motivação (uma medida de aspiração e esforço) e serem mais bem ajustadas (ter a habilidade de se adaptar a novas condições). Ainda costumam completar mais anos de educação e alcançar ocupações de mais prestígio.

Um estudo recente com 2.000 adultos alemães também descobriu que filhos únicos não são mais propensos a serem narcisistas do que crianças com irmãos.

Pesquisas sobre a saúde mental de crianças com ou sem irmãos também foram feitas, e não encontraram diferenças entre os dois grupos no que diz respeito à ansiedade, autoestima e problemas de comportamento.

Filhos únicos também não são solitários, ou têm dificuldade em fazer amigos. Um estudo que comparou os relacionamentos fraternos em crianças pré-escolares descobriu que crianças sem irmãos fazem o mesmo número de amizades que crianças com irmãos.

Uma revisão de 115 estudos constatou que filhos únicos se saíam melhor em testes de QI e academicamente do que pessoas que cresceram com muitos irmãos ou com um irmão mais velho.

No entanto, primogênitos e pessoas que tinham apenas um irmão mais novo eram os grupos com melhor desempenho acadêmico.

É importante notar que a diferença de inteligência foi encontrada mais frequentemente em crianças pré-escolares do que estudantes de graduação, por exemplo, o que indica que essa lacuna diminui com a idade.

Aznar afirma que, ao contrário de crianças com irmãos, os filhos únicos recebem atenção, carinho e recursos materiais exclusivos dos pais. Enquanto muitas vezes foi assumido que isso trazia consequências negativas para a criança, tornando-a mimada, pode na verdade ser uma vantagem.

Como alguns dos estudos mostraram, filhos únicos podem se sair melhor em certas medidas mais tarde na vida.

Uma vez que o número de famílias com apenas um filho tem aumentado em todo o mundo, talvez esteja na hora de pararmos de condenar os pais por essa escolha. A ciência comprova: o único problema dos filhos únicos é o estigma.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

'Ela tinha medo do coronavírus': exame confirma que mulher morreu por covid-19 após festa

Um exame confirmou que a aposentada Maria Salete Vieira, de 60 anos, morreu em decorrência da covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Ela começou a apresentar sintomas dias após participar de uma festa em família …

Solução? Cientistas criam vírus que poderia ser capaz de combater a COVID-19

Cientistas dos EUA realizam experimentos com ratos infectados com o coronavírus MERS que permitiriam obter solução eficiente no combate à COVID-19. Até o momento não existe uma vacina que possa proteger as pessoas de infecções provocadas …

Bernie Sanders desiste de concorrer à presidência dos EUA

Senador abandona disputa pela indicação democrata à Casa Branca após série de derrotas nas primárias. Decisão abre caminho para que o ex-vice-presidente Joe Biden seja adversário de Trump nas eleições de novembro. O senador Bernie Sanders …

Antártida: geleira está se tornando o cânion mais profundo do mundo e isso é péssimo

Recentemente cientistas anunciaram a descoberta de algo absolutamente desconhecido e sem precedentes: um cânion de gelo com 3,5 quilômetros abaixo do nível do mar, confirmado como nada menos que o ponto mais profundo da superfície …

OMC prevê cenário sombrio para o comércio global e Brasil será bastante atingido

Sob o impacto da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial de Comércio (OMC) prevê um cenário sombrio para o comércio global este ano. A expectativa é de uma queda vertiginosa que pode chegar …

COVID-19 deve ter pico no Brasil em abril e maio, dizem Mandetta e especialistas

A previsão de disseminação do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no país não é nada animadora para os próximos meses. Isso porque ainda estamos em uma fase intermediária da infecção, que deve ter seus momentos de pico em …

Esse novo tratamento alivia a depressão em 90% dos pacientes

De acordo com uma nova pesquisa americana, um tratamento com estimulação magnética transcraniana pode ser muito eficaz para pessoas com depressão severa: em um experimento, foi capaz de aliviar os sintomas em 90% dos pacientes. Normalmente, …

Israel: ministro que definiu Covid-19 como ‘castigo divino a gays’ está com coronavírus

Aos 71 anos, Yaakov Litzman, ministro da Saúde de Israel e também líder do partido ultra-ortodoxo “Judaísmo Unido da Torá”, testou positivo para Covid-19. O diagnóstico foi divulgado nesta terça-feira (7) pela imprensa local e chamou …

Saúde de Boris Johnson preocupa britânicos, mas governo garante que premiê passa bem

O Reino Unido acompanha com preocupação a degradação do estado de saúde do primeiro-ministro Boris Johnson, que anunciou publicamente ter sido contaminado pelo novo coronavírus há dez dias. Depois de ser hospitalizado no domingo (5), …

Cortes na ciência comprometem resposta à covid-19 no Brasil

A fila de 16 mil testes para covid-19 no Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, expõe a vulnerabilidade de um país que escolheu não investir em Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) nos últimos anos. A …