Direitos Humanos da ONU criticam o Brasil: os menos favorecidos têm sido deixados de lado

Um grupo de sete especialistas do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos divulgou nesta sexta-feira (3) um documento com críticas à condução da política social no Brasil, afirmando que a atenção aos menos favorecidos tem sido deixada de lado. Em nota, o Ministério das Relações Exteriores rebateu as críticas.

Os especialistas, no documento, alegam que houve cortes orçamentários em programas que beneficiam pessoas que vivem em situação de pobreza e exclusão social.

Destacam, por exemplo, o programa Minha Casa, Minha Vida, que teria sofrido, segundo eles, “cortes drásticos”, e a redução de investimentos nas áreas de saneamento, saúde e educação. O grupo ainda aponta como fato negativo o aumento da mortalidade infantil, indicando as infecções por zika vírus como um dos fatores para este resultado.

Para o Escritório do Alto Comissário das Nações Unidas, as medidas adotadas pelo governo brasileiro precisam avançar. “Ainda que o governo ressalte algumas medidas adotadas para mitigar os efeitos adversos dessas decisões econômicas, de acordo com a informação que recebemos, essas medidas são em grande medida insuficientes.

Reação

O governo brasileiro lamentou, em nota divulgada pelo Itamaraty, a forma como os especialistas interpretaram os dados.

“O necessário reequilíbrio da economia brasileira beneficia, diretamente, as populações de baixa renda e ajuda a reduzir as desigualdades, por meio de maior estabilidade, combate à inflação e saneamento da dívida pública. Sem equilíbrio fiscal não há sustentabilidade das políticas sociais”, diz a nota.

O Ministério das Relações Exteriores destacou a manutenção dos seguintes projetos sociais: Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada, Aquisição de Alimentos, Programa Nacional de Apoio à Captação de Água da Chuva e outras Tecnologias Sociais, além da Política de Microcrédito Produtivo Orientado.

Na nota, são citados ainda novos programas implementados, como o Criança Feliz e o Plano Progredir. “Em 2017 foi realizado o maior repasse para estados e municípios já verificado na assistência social no Brasil: US$ 743 milhões, um aumento de 8% em relação a 2016, com recomposição três vezes superior à inflação.”

O Itamaraty acrescentou ainda que mantém diálogo e colaboração com os órgãos das Nações Unidas.

“O governo brasileiro mantém estreita cooperação com os procedimentos especiais do Conselho de Direitos Humanos e tem respondido, de forma transparente e substantiva, com a brevidade possível, às suas comunicações, inclusive no que diz respeito a políticas sociais voltadas à população em situação de vulnerabilidade.”

“O Brasil também tem oferecido informações e comentários durante as sessões do Conselho de Direitos Humanos e em contatos diretos com os peritos e o Escritório do Alto Comissariado”, conclui o Itamaraty.

Ciberia // Agência Brasil

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

França proíbe uso de hidroxicloroquina para tratar covid-19

Decisão foi tomada após parecer desfavorável do Conselho Superior de Saúde Pública. País é o primeiro a adotar proibição desde que OMS suspendeu testes com o medicamento no tratamento de pacientes com o novo coronavírus. A …

Netflix vai permitir reprodução de filmes e séries parcialmente baixados

Já faz um bom tempo que a Netflix liberou a função de baixar filmes e séries para ver offline e, agora, parece que a empresa trabalha em uma maneira de liberar a reprodução antes mesmo …

China revela 1ª apresentadora virtual desenvolvida por inteligência artificial e tecnologia 3D

Apresentada recentemente pela agência estatal chinesa Xinhua, a primeira apresentadora digital, feita com tecnologia 3D e inteligência artificial do mundo já está trabalhando. Batizada de Xin Xiaowei, a âncora humanoide replica à perfeição a aparência, feições, …

Esta massiva galáxia antiga não deveria existir, de acordo com astrônomos

Uma galáxia massiva similar à Via Láctea desafia a compreensão da formação de galáxias por astrofísicos. Estudo publicado na Nature revela que o sistema surgiu 1,5 bilhões de anos após o Big Bang, sendo o …

Pela 1ª vez, Twitter alerta para fake news em posts de Trump

Rede social marcou dois tuítes do presidente americano com sugestão para que usuários chequem os fatos, apontando que alegações "não têm fundamento". Em reação, Trump acusou plataforma de interferir em eleições. A rede social Twitter colocou, …

Arqueólogos creem ter solucionado mistério de pinturas rupestres aborígenes

Equipe de arqueólogos australianos descobriu raros exemplares de arte rupestre detalhada e em pequena escala com recurso a estênceis, em um abrigo rochoso do povo aborígene Marra. O achado teve lugar em uma caverna que servia …

Costa Rica realiza primeiro casamento homoafetivo da América Central e celebra avanço social

Duas mulheres se casaram na manhã desta terça-feira na Costa Rica, que se tornou o primeiro país da América Central a legalizar o casamento entre pessoas homoafetivas. A pandemia de coronavírus restringiu as comemorações. …

Novo coronavírus não se propaga facilmente pelo contato com superfícies e objetos

Nós sabíamos que o novo coronavírus poderia sobreviver em superfícies por determinados períodos de tempo, e que há detergentes especiais para o manterem longe, mas essa não era a principal forma de transmissão. Agora o Centro …

Sistema do Twitter falha em rotular mensagens falsas

Com o propósito de ajudar seus usuários a não serem vítimas da desinformação sobre a pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), o Twitter investiu em mecanismos com base na inteligência artificial para rotular postagens falsas e …

EUA antecipam veto a entrada de estrangeiros que passaram pelo Brasil

Restrição passa a valer às 23h59 desta terça-feira, dois dias antes do anteriormente anunciado. Medida atinge cidadãos não americanos que estiveram em território brasileiro nos últimos 14 dias, salvo algumas exceções. O governo dos Estados Unidos …