Oposição pressiona e impede leitura de relatório da reforma trabalhista no Senado

Waldemir Barreto / Agência Senado

O senador Paulo Paim, presidente da CPI da Previdência

O senador Paulo Paim, presidente da CPI da Previdência

O senador Paulo Paim (PT-RS) comemorou, nesta quinta-feira (8), mais uma vitória da oposição ao adiar a leitura do relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado. A intenção do governo era ler o relatório, mas a oposição impediu a manobra da base aliada que pretendia apressar a tramitação da matéria.

O motivo foi o fato de a presidente da CAS, a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), ter pautado o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/2017 sem respeitar o prazo regimental de 48 horas e em um dia que a comissão nunca se reúne.

Como a reunião da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) foi encerrada na terça-feira (6) depois das 19h, a reunião da CAS para apresentação do novo relatório favorável teria de ser depois desse horário, em respeito ao Regimento Interno do Senado.

Logo na abertura da sessão da CAS, a oposição reagiu à tentativa do governo de que ler o texto da reforma trabalhista, o que levou a nova discussão entre os senadores. Ao comentar o desentendimento com a senadora Marta Suplicy, Paulo Paim se emocionou.

“Porque isso que estão votando aqui envolve a vida de milhões de trabalhadores. Eu sempre estive dentro das fábricas, e estou aqui porque o destino quis. Como eu disse, aqui tem que prevalecer o bom senso, ninguém é melhor do que ninguém, mas alguns defendem com alma, com coração e às vezes com a própria vida”, disse chorando.

Nesta quarta-feira (7), da tribuna do plenário, Paim já havia demostrado indignação e chamou de “molecagem” a atitude dos governistas.

Por fim, após muitas discussões, o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), foi obrigado a recuar e fazer um acordo com os oposicionistas, que garantiram não só o respeito aos prazos regimentais como a ampliação do prazo para análise do projeto.

Pelo acerto, o relatório e os votos em separados da oposição serão lidos na próxima terça-feira na CAS. A previsão é que a votação do relatório aconteça em 20 de junho. O texto ainda precisa passar pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) antes de seguir para votação no plenário do Senado.

O governo quer votar a matéria no plenário no dia 28 de junho, às vésperas da greve geral marcada para o dia 30. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), no entanto, afirmou que o calendário acertado vale até a votação na CCJ. No plenário, não há acordo.

Não existe acordo sobre regime de urgência para votação em plenário no mesmo dia”, destacou. Nesta terça (6), a reforma foi aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), por 14 votos a 11.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

As vovós que lutam pela democracia na Polônia

Idosas polonesas organizam protestos regulares contra erosão da democracia no país, governado por partido ultraconservador. "Não sou capaz de ficar tranquila em casa, cada violação dos direitos me dói", diz aposentada. Clima de fim de expediente …

Coruja super rara dá o ar da graça depois de 125 anos

A coruja rajá de Bornéu (Otus brookii brookii) é uma espécie tão pequena que apenas seu tamanho já tornaria sua identificação mais complexa. Nativa do Sudeste da Ásia e com peso médio de apenas 100 gramas, …

Nintendo bate todos os recordes de lucros com videogames durante a pandemia

A Nintendo apresentou resultados recordes para o ano fiscal de 2020/21 encerrado em 31 de março, impulsionada pela mania global dos videogames em tempos de pandemia, mas o grupo japonês não espera repetir essa …

Doença cerebral misteriosa intriga médicos no Canadá

Médicos no Canadá têm deparado com pacientes que apresentam sintomas semelhantes aos da doença de Creutzfeldt-Jakob, um mal raro e fatal que ataca o cérebro. Mas quando resolveram investigar o mal em mais detalhe, o …

Governador do Rio diz que operação que terminou com 25 mortos foi ação de 'inteligência'

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, afirmou que a operação da Polícia Civil realizada no Jacarezinho foi "ação pautada e orientada por longo e detalhado trabalho de inteligência e investigação".  A operação terminou com …

Butantan diz que ataques de Bolsonaro à China afetam vacinas

Presidente insinuou que chineses, principais fornecedores de matéria-prima para imunizantes ao Brasil, criaram vírus como parte de "guerra química". "Essas declarações têm impacto", diz diretor do Instituto Butantan. A direção do Instituto Butantan e o governador …

Fotos da última sessão de Kurt Cobain são vendidas como NFT

As imagens da última sessão de fotos da vida do compositor e cantor Kurt Cobain irão a leilão em formato de token não-fungível, os célebres NFTs. O anúncio foi feito por Jesse Frohman, fotógrafo por trás …

EUA, França e Rússia apoiam quebra de patentes contra a Covid-19, mas laboratórios resistem

A ideia de suspender as patentes da fabricação de vacinas contra a Covid-19 continuou a ganhar apoio em todo o mundo nesta quinta-feira, após o impulso inicial dado Estados Unidos. Porém, os laboratórios resistem, …

Descoberta a evidência mais antiga de atividade humana

Uma das atividades mais antigas de humanos foi identificada em uma caverna na África do Sul. Uma equipe de geólogos e arqueólogos encontrou evidências de que nossos ancestrais estavam fazendo fogo e ferramentas na Caverna …

Jeff Bezos: os planos do homem mais rico do mundo para voo espacial turístico

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, afirma que está pronto para levar pessoas ao espaço. A empresa Blue Origin, do empresário americano detentor de uma fortuna estimada em R$ 1 trilhão, diz que lançará uma tripulação …