“Palhaços projetaram o Boeing 737 MAX”, zombaram funcionários da empresa

A Boeing divulgou nesta quinta-feira (09/01) centenas de mensagens internas de funcionários com duras críticas ao desenvolvimento do modelo 737 MAX, incluindo diálogos em que afirmaram que o avião foi “projetado por palhaços, os quais, por sua vez, são supervisionados por macacos”.

As mensagens mostram tentativas de escapar do escrutínio regulatório, com funcionários menosprezando o avião, a empresa, a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) e reguladores estrangeiros da aviação.

Em uma troca de mensagens instantâneas em 8 de fevereiro de 2018 – quando o 737 MAX já estava voando e oito meses antes do primeiro de dois acidentes fatais envolvendo o modelo –, um funcionário pergunta a outro: “Você colocaria sua família em um avião MAX treinada por simulador?” O segundo empregado responde: “Não.”

“Eu ainda não fui perdoado por Deus pelo que acobertei no ano passado”, escreveu um funcionário em uma mensagem de 2018 sobre lidar com a FAA. Outro empregado afirmou: “Eu sei, mas é isto que estes reguladores recebem quando tentam atrapalhar. Eles impedem o progresso.”

A Boeing afirmou que enviou as mensagens, tendo a transparência como interesse, aos congressistas americanos que investigam o processo de certificação do 737 MAX.

O modelo está impedido de voar desde março de 2019, quando um 737 MAX da Ethiopian Airlines que viajava de Adis Abeba para Nairóbi, no Quênia, caiu apensa seis minutos após a decolagem. O acidente ocorreu cinco meses depois de outro similar com uma aeronave do modelo que voava pela Lion Air. Os dois desastres mataram juntos 346 pessoas.

Algumas mensagens reveladas nesta quinta-feira pela Boeing revelam esforços da empresa no sentido de evitar que o treinamento de pilotos em simuladores pelas companhias aéreas – um processo caro e demorado – fosse um requisito para o 737 MAX.

A fabricante de aviões mudou sua orientação apenas esta semana, afirmando que recomendaria aos pilotos o treinamento em simuladores antes de retomar os voos com o 737 MAX – uma grande mudança na posição de que o treinamento por computador era suficiente, pois o avião era semelhante aos seu antecessor, o 737 NG.

A divulgação das mensagens, que destacam uma agressiva cultura de corte de custos e desrespeito à FAA, aprofunda a crise na Boeing, que está lutando para liberar os voos do seu modelo de avião mais vendido e restaurar a confiança do público.

No entanto, a FAA afirmou que as mensagens não suscitam novas preocupações de segurança, embora “o tom e a linguagem contidos nos documentos sejam decepcionantes“.

A Boeing afirmou que as comunicações “não refletem a empresa que somos e precisamos ser, e elas são completamente inaceitáveis“.

A empresa trabalha para fazer as mudanças exigidas pela FAA no Sistema de Aumento de Características e Manobra (MCAS), um sistema de controle de voo automatizado.

Em dezembro, a Boeing demitiu seu principal executivo, Dennis Muilenburg, por causa das tensões com a FAA e o substituiu pelo presidente do conselho, David Calhoun. No mesmo mês, ela também anunciou que iria suspender temporariamente a fabricação do 737 MAX, a partir de janeiro.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Trump contradiz especialista e afirma que logo haverá vacina

Presidente diz que vacina contra covid-19 estará disponível daqui a algumas semanas, apenas horas depois de diretor de agência de saúde afirmar que ampla vacinação provavelmente ocorreria apenas em 2021. O presidente dos Estados Unidos, Donald …

Médicos estão prontos para implantar o primeiro olho biônico do mundo

Um time de cientistas da Monash University (Austrália) criou um “olho biônico” que, de acordo com eles, tem o potencial de devolver a visão a cegos através de um implante no cérebro. Os pesquisadores estão a …

Um planeta do tamanho de Júpiter conseguiu sobreviver perto de uma anã branca

Normalmente, para que uma anã branca seja formada, uma estrela passa pelo fim de sua evolução através de um processo que destrói qualquer coisa que estiver por perto. Entretanto, os astrônomos se depararam com um …

Internado há uma semana com Covid-19, cacique Raoni deve deixar o hospital

Internado há uma semana, o cacique Raoni Metuktire deverá deixar o hospital onde estava internado nas próximas horas, ainda nesta sexta-feira (4). Ele se recuperou de uma inflamação cardíaca, efeito colateral da Covid-19, e …

Barbados pretende destituir Elizabeth 2ª como chefe de Estado

Barbados pretende destituir a rainha Elizabeth 2ª do cargo de chefe de Estado e se tornar uma República, anunciou na terça-feira (15/09) o governo da pequena nação caribenha, reavivando um plano discutido várias vezes no …

Fator inesperado pode estar na base da existência de antiga civilização

Especialistas consideram que o fluxo de frações de poeira grossa favoreceu a fertilidade dos solos, e, dessa forma, a sobrevivência dos primeiros humanos. Um novo estudo defende que a existência de uma antiga civilização humana poderia …

Alemanha vai receber 1.550 refugiados que tiveram pedidos de asilo aceitos na Grécia

A Alemanha vai receber cerca de 1.550 migrantes que estão espalhados em várias ilhas gregas. A chanceler Angela Merkel costurou um acordo com seu ministro do Interior, Horst Seehofer, que era reticente à proposta, …

Em estudo, pesquisadores mostram por que é tão difícil encontrar vida em Marte

Julho de 2020 foi um mês agitado: três missões foram lançadas com destino ao Planeta Vermelho e, entre elas, está a missão Mars 2020, da NASA, levando consigo o rover Perseverance e helicóptero Ingenuity rumo …

O privilégio branco da professora universitária ‘negra’ que enganou todo mundo

Acadêmica voltada para estudos sobre diásporas africanas, a norte-americana Jessica Krug sustentou a carreira sob a alegação de ser negra. Contudo, a professora assistente da George Washington University resolveu se autodeclarar branca e desmentir suas …

Yoshihide Suga é eleito primeiro-ministro do Japão

O Parlamento do Japão elegeu nesta quarta-feira (16/09) Yoshihide Suga para o cargo de primeiro-ministro, em substituição a Shinzo Abe, que renunciou por questões de saúde após quase oito anos como líder do governo. Suga, de …