Boeing teria ocultado problemas do 737 MAX por um ano

traft-carissan / Flickr

Avião Boeing 737-800 da frota da Transavia

A Boeing, empresa norte-americana, está sendo investigada depois de duas de suas aeronaves mais vendidas terem caído em cinco meses, provocando a morte de 346 pessoas.

Com a mídia apontando um comportamento suspeito da empresa após o acidente com uma de suas aeronaves, operadas pela companhia aérea Lion Air em outubro, novos relatórios sugerem que a Boeing não foi informada sobre os problemas do sistema de alerta do novo avião da empresa.

Segundo o jornal The Wall Street, autoridades do setor da aviação e do governo disseram que a Boeing Co., sediada em Chicago, tinha há um ano conhecimento do problema envolvendo o alerta de segurança na cabine da aeronave Boeing 737 MAX, antes mesmo que uma dessas aeronaves caísse na Indonésia em outubro de 2018.

Contudo, a empresa não forneceu explicações consistentes aos pilotos e às operadoras após o primeiro acidente com a aeronave, tornando-se “mais aberta” às companhias aéreas somente após o segundo acidente envolvendo o 737 MAX, que caiu na Etiópia.

Um recente relatório sobre o alerta de desacordo dos sensores de ângulo de ataque (AOA, na sigla em inglês), revelou que os engenheiros da Boeing encontraram problemas no software do sistema, afirmando não cumprir os requisitos exigidos, em 2017, meses depois de iniciar a entrega das aeronaves 737 MAX.

A empresa também admitiu que o software ativou o AOA, mostrando que os sensores AOA se contradizem apenas se a aeronave tiver um indicador AOA, que é designado para informar a tripulação sobre o mau funcionamento de um deles, contudo, o indicador era um recurso opcional para as companhias aéreas.

De acordo com a Boeing, uma análise interna concluiu que a questão “não impactou negativamente a segurança da aeronave”, ressaltando que os problemas foram descobertos depois da queda do avião da Lion Air.

“Naquele momento, a Boeing informou para a FAA [Administração Federal de Aviação] que os engenheiros da Boeing identificaram a questão do software em 2017 e determinou por padrão da Boeing que o processo não impactou negativamente a segurança ou operação da aeronave”, indica o relatório da empresa.

Vale destacar que as leituras equivocadas de sensores AOA que fizeram computadores da aeronave direcionar o jato para baixo foram relacionadas às quedas de aviões 737 MAX na Indonésia e na Etiópia, de acordo com relatórios preliminares de investigadores.

Após os acidentes envolvendo as aeronaves 737 MAX 8, que mataram 346 pessoas, vários países, incluindo EUA, China, Índia, Egito, Vietnã e EU, bloquearam a aeronave em seu espaço aéreo, enquanto as investigações são realizadas.

Até o momento, o sistema de aumento de características de manobra (MCAS) tem sido julgado como possível causa dos acidentes envolvendo as aeronaves da Boeing.

O MCAS foi projetado como um recurso de segurança. Quando o MCAS detecta que o avião está subindo em um ângulo vertical elevado sem a velocidade necessária, que eleva as chances de estolagem (perda de sustentação aerodinâmica) da aeronave, ele move o estabilizador horizontal na cauda para levar o nariz do avião para baixo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chineses ativam o primeiro radiotelescópio posicionado no lado afastado da Lua

Um experimento que levou mais de um ano para ser concluído no lado afastado da Lua finalmente está em funcionamento. Não está ainda 100%, mas o Netherlands-China Low-Frequency Explorer (NCLE) já consegue captar sinais de …

"Vão ter que mudar", diz Greta sobre Bolsonaro e Trump em retorno à Europa

A ativista chegou em Lisboa na tarde desta terça-feira (3), 21 dias depois de sair dos EUA a bordo de um veleiro. A jovem sueca retorna à Europa para participar da COP 25, a conferência …

Museu decide comprar apenas obras de mulheres por um ano por reparação histórica

Para se transformar a velha normalidade repleta de preconceitos, violências e desigualdades embutidas é preciso atitudes efetivas e concretamente transformadoras. Da mesma forma que a dívida histórica racial deve ser reparada não somente no discurso, mas …

Black Friday no Brasil superou a dos EUA nos apps de compras, segundo estudo

Neste ano, a Black Friday fez a sua marca entre as compras dos brasileiros. O próprio Canaltech fez uma cobertura muito especial em torno da Black Friday deste ano.Importada dos EUA, a tradição está mesmo …

Para acalmar a crise, presidente chileno propõe ajuda de R$ 520 para 1 milhão de famílias

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, propôs nesta terça-feira (3) a criação de um bônus de 100.000 pesos chilenos (cerca de R$ 520), que serão distribuídos para 1,3 milhão de famílias. O objetivo da medida, …

Anvisa dá aval à venda de maconha medicinal em farmácias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (03/12) um novo marco regulatório para o registro e venda de produtos à base de cannabis em farmácias no país, tornando o Brasil a nação …

Visitante interestelar pode 'morrer' ao se aproximar do Sol

Um visitante interestelar, observado em nosso Sistema Solar, pode estar próximo de "morrer", isso porque, o 2I/Borisov provavelmente será desintegrado ao se aproximar do Sol. Os cientistas acompanham cada movimento do cometa, que está se aproximando …

Messi e Rapinoe levam o Bola de Ouro

Argentino bate recorde histórico ao ser eleito pela sexta vez o melhor jogador do mundo pela "France Football". Americana é a segunda mulher a receber a premiação na categoria futebol feminino. O atacante argentino Lionel Messi, …

Chuvas já mataram 12 pessoas em dez dias no sul da França

As fortes chuvas que atingiram no domingo (1) a Riviera Francesa (sul) deixaram seis mortos e sérios danos materiais. Temporais de intensidade semelhante ocorridos na semana passada já tinham matado seis pessoas e deixado um desaparecido. …

Butão: o ‘país mais feliz do mundo’ é eleito o ‘melhor lugar para visitar em 2020’

2019 ainda não acabou, mas nós já estamos planejando e sonhando com as viagens que faremos em 2020. Que tal fugir do roteiro óbvio e conhecer um país pouquíssimo explorado? O tradicional e respeitado guia Lonely …