Papa critica quem fez festas e viagens no fim de ano

Pontífice afirma que notícias de aglomerações durante o período de festas lhe entristeceram e diz que as pessoas deveriam ser mais conscientes em relação ao sofrimento alheio. “Só pensaram no próprio lazer”.

O papa Francisco criticou neste domingo (03/01) pessoas que, durante os feriados de fim de ano, decidiram fazer viagens e festas, apesar da pandemia e das restrições de movimentação ligadas a ela. O pontífice afirmou que elas deveriam ser mais conscientes em relação ao sofrimento alheio.

“Isso realmente me entristece”, disse Francisco, em reflexões após a reza do Angelus, na biblioteca do palácio apostólico do Vaticano.

A bênção tradicional do Angelus é normalmente dada de uma janela com vista para a Praça de São Pedro, mas neste ano foi feita dentro do palácio para impedir aglomerações de fiéis.

O líder religioso disse que as pessoas precisam se preocupar mais com os outros, e não pensar apenas nos próprios interesses. O papa mencionou ter lido recentemente notícias sobre pessoas que estavam descumprindo medidas impostas pelo governo para passar férias em outros lugares.

“Não pensaram nas pessoas que ficaram em casa, nos problemas econômicos que as pessoas estão sofrendo como consequência da pandemia, nos doentes. Só pensaram nas próprias férias e no próprio lazer”, declarou.

No Brasil, durante todo o período de fim de ano circularam imagens de festas com grandes aglomerações, sobretudo em locais turísticos, violando as recomendações de distanciamento social.

Na Alemanha, a polícia chegou a ter que conter pessoas que aproveitaram a neve para esquiar no sul e oeste do país. No dias de feriado, a polícia na França, Espanha e Alemanha precisou interromper reuniões ilegais na véspera do Ano Novo, após ter sido informada de festas e raves lotadas. No sábado, a polícia espanhola pôs fim a uma grande festa rave em Barcelona, e o mesmo foi feito pelas autoridades de Rennes, na França.

O pontífice afirmou que ninguém sabe o que acontecerá em 2021, mas que o mundo será melhor se todas as pessoas trabalharem a favor do bem comum.

A pandemia de covid-19 já causou 1,8 milhão de mortes em todo o mundo, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Ciberia // Deutsche Welle

 

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Oxford testa ivermectina como possível tratamento contra covid-19

Universidade quer verificar se medicamento antiparasitário pode trazer benefícios a infectados pelo coronavírus e evitar hospitalizações. Remédio é defendido por Bolsonaro como parte do chamado tratamento precoce. A Universidade de Oxford, no Reino Unido, afirmou nesta …

Aquecimento global fará milhões de vítimas, diz texto da ONU

Dezenas de milhões de pessoas deverão sofrer de fome, seca e doenças nas próximas décadas devido às mudanças climáticas, segundo rascunho de relatório de 4 mil páginas preparado por painel de especialistas. As mudanças climáticas irão …

Blocos flutuantes podem indicar que Vênus está geologicamente ativo

Uma equipe internacional de cientistas descobriu que a superfície de Vênus possui um manto gelatinoso, com pedaços sólidos de crosta flutuando e se movimentando como blocos de gelo. Para os especialistas, esta atividade fornece possíveis indicações …

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …