Papel higiênico de maconha é realidade que pode salvar milhões de árvores por ano

sxc

Quando cientistas e pesquisadores afirmam a maconha como a planta do futuro, eles não estão de brincadeira: para muito além de seus efeitos recreativos e de seu imenso potencial medicinal, a cannabis pode ser uma matéria-prima fundamental para combater o desmatamento, através de sua fibra de cânhamo – e aplicada, quem diria, na fabricação de papel higiênico.

Um relatório divulgado pelo Conselho de Defesa dos Recursos Naturais dos EUA denunciou a gravidade do impacto da fabricação de papel higiênico e seu desperdício – e uma das soluções apresentadas para tal dilema é o uso do papel feito da fibra da maconha.

Segundo o relatório, nos EUA a maioria das marcas de papel utilizam madeira das florestas do Canadá como matéria-prima – desmatando assim matas importantes na filtragem dos gases de efeito estufa e destruindo importantes habitats de animais.

Outra fonte importante de tal matéria-prima para todo o planeta é o cerrado brasileiro, principalmente pelas árvores de eucalipto e, portanto, a gravidade de tal problema está no quintal de nossa casa – mas a solução pode mesmo estar na maconha.

O papel higiênico e o papel toalha feitos de cannabis são, segundo pesquisas, mais sustentáveis, recicláveis e biodegradáveis – com uma produção que oferece um impacto muito menor ao meio-ambiente.

A lista de vantagens é extensa: segundo consta, a cannabis é capaz de produzir quatro vezes mais papel por hectare plantado em comparação com as árvores, em vegetação que demora entre 4 e 5 meses para crescer – uma diferença imensa se comparada aos 8 a até 100 anos de uma árvore.

E segue: a planta da maconha forma a melhor biomassa do mundo, capaz de produzir 10 toneladas de Cannabis por acre, e utiliza somente a parte da celulose para criar papel, sem a necessidade de uso de produtos químicos, em produção muito maior.

As fábricas de papel tradicional são também fortes poluentes, e representam um imenso problema no impacto do desmatamento no Brasil e em todo o planeta. De modo geral, portanto, a fabricação com cannabis é de impacto muito menor, renovável, mais barata e rápida.

Mais durável, mais macio, mais absorvente e mais barato, o papel feito de Cannabis também se torna um impacto menor depois de utilizado: trata-se de material que não acumula nos sistemas de saneamento das cidades, e que carrega menos químicos durante o processo de despejo de modo geral.

Se a maconha em seu uso medicinal pode representar uma verdadeira revolução para nossa saúde diretamente, indiretamente sua utilização como matéria-prima alternativa e ecológica pode fazer um imenso bem para a saúde da planeta e, em um ciclo completo, novamente para a saúde humana.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …