Parlamento britânico valida definitivamente acordo do Brexit

O Parlamento britânico adotou em definitivo o acordo do Brexit, abrindo caminho para a saída do Reino Unido da União Europeia dentro de nove dias.

O texto que regula os termos do divórcio, negociado entre o primeiro-ministro conservador, Boris Johnson, e Bruxelas ainda deverá ser promulgado pela rainha Elizabeth II, o que pode acontecer nesta quinta-feira (23), para então virar lei.

O desenlace se deu depois que a Câmara dos Lordes abandonou tentativas de forçar mudanças no projeto de lei. Em uma série de votos, a Câmara dos Comuns rejeitou cinco emendas, entre elas medidas relativas aos direitos dos cidadãos europeus que residem no Reino Unido e de crianças refugiadas desacompanhadas.

O projeto foi então reenviando à Câmara Alta, que desistiu de propor novas alterações.

A Câmara dos Comuns, onde o premiê tem maioria esmagadora desde as eleições legislativas de dezembro, já havia dado sinal verde ao projeto de lei sobre a retirada do Reino Unido da UE, prevista para 31 de janeiro, às 23h (horário de Londres).

O acordo aprovado no dia 9 de janeiro, após três anos e meio de crise, estabelece os direitos dos cidadãos, a conta financeira e como manter aberta a fronteira na ilha da Irlanda.

Vitória conservadora

A adoção final do Brexit marca uma grande vitória para Boris Johnson, que chegou ao poder em julho de 2019 prometendo alcançar um acordo e terminar com a crise iniciada após o referendo de 2016, em que 52% dos eleitores decidiram pela saída da União Europeia.

Até então, o Parlamento britânico havia rejeitado o acordo negociado pela ex-primeira-ministra, Theresa May, sem propor um outro caminho possível, o que levantou suspeitas, até recentemente, de uma saída no-deal (sem acordo).

Segundo analistas, a vitória conservadora nas últimas eleições foi um divisor de águas. “O povo britânico esperou mais de três anos para que o Brexit se concretizasse. Aprovar a lei de retirada nos permite fazê-lo de maneira ordenada em 31 de janeiro”, disse um porta-voz do primeiro-ministro.

Ratificação pela UE

Após sua validação no Reino Unido, o acordo do Brexit terá que ser ratificado pelo Parlamento Europeu, provavelmente no dia 29 de janeiro. Isso permitirá que o Reino Unido se torne o primeiro estado membro a deixar o clube europeu, encerrando 47 anos de união.

O acordo do Brexit visa a garantir uma separação tranquila, prevendo um período de transição até o fim de 2020, durante o qual o Reino Unido e a UE negociarão seu futuro relacionamento, principalmente em questões comerciais.

A expectativa é que Boris Johnson detalhe sua visão para um futuro acordo comercial em um discurso previsto para o início de fevereiro, segundo uma fonte do governo. É do “interesse” de ambas as partes “ter um fantástico acordo de livre comércio, sem tarifas, sem cotas”, disse esse mesmo interlocutor ao responder a perguntas do público no Facebook na quarta-feira. “Estou absolutamente confiante de que podemos fazer isso”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Israel e Emirados Árabes chegam a acordo de paz histórico

Mediado pelos EUA, pacto visa normalizar relações diplomáticas entre os países. Israel se compromete a suspender anexações de territórios. Emirados Árabes são primeiro Estado do Golfo a estabelecer laços com Tel Aviv. Israel e Emirados Árabes …

Fortnite dá desconto por fora, é banido pela Apple e caso vai parar na justiça

A Epic está processando a Apple pela retirada de Fornite da App Store. Após um embate jurídico entre as duas companhias, o jogo foi bloqueado na loja do iOS, criando reação imediata da desenvolvedora. A história, …

Com 1000 anos, maior cidade pré-colombiana da região dos EUA fica sob a cidade St Louis

Por mais que tenhamos sido ensinados que a história do continente americano começa pela chegada por aqui dos navegadores europeus – e o próprio nome de tal território sublinha essa recorrente doutrinação – o fato …

Asteroide Psyche poderia ser núcleo de planeta que não se formou, dizem cientistas

Cientistas examinaram um asteroide que deve ser visitado por uma missão da NASA em 2022, encontrando provas que suas propriedades atraíram sucessão de outros asteroides. Após realizar diversas simulações em 2D e 3D usando um supercomputador, …

Essa “formiga-diabo” pré-histórica ataca sua presa há 99 milhões de anos

Uma linhagem extinta há tempos, nomeada afetuosamente de “formiga do inferno” ou “formiga-diabo”, foi encontrada presa em âmbar há 99 milhões de anos atrás, com sua mandíbula em formato de foice agarrada firme na presa. No …

Mataram um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros depois de 50 anos de perseguição

Notícia triste para quem luta pela preservação do meio ambiente. Conhecido como Demônio, um crocodilo de meia tonelada e 4,5 metros, que segundo moradores aterrorizava vilarejos na ilhas Bangka Belitung (Indonésia), foi morto na semana …

China diz que encontrou traços de coronavírus em frango brasileiro

Carga de asas de frango que chegou a Shenzhen, no sul do país asiático, foi confiscada. Funcionários da alfândega que entraram em contato com alimentos foram testados, mas exames deram negativo. Traços do novo coronavírus foram …

Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado …

Descoberto "Stonehenge de madeira" de 4.500 anos em Portugal

A estrutura de madeira achada é a "única na pré-história da Península Ibérica", explicou o arqueólogo que lidera as escavações. Durante uma escavação no sítio arqueológico de Perdigões, arqueólogos descobriram uma estrutura para fins cerimoniais de …

Coronavírus reaparece na "protegida" Nova Zelândia e gera alerta

A detecção de quatro casos de transmissão local do novo coronavírus, depois de mais de 100 dias sem o vírus, levou as autoridades da Nova Zelândia a restaurar a quarentena em Auckland, cidade mais populosa …