Parlamento britânico valida definitivamente acordo do Brexit

O Parlamento britânico adotou em definitivo o acordo do Brexit, abrindo caminho para a saída do Reino Unido da União Europeia dentro de nove dias.

O texto que regula os termos do divórcio, negociado entre o primeiro-ministro conservador, Boris Johnson, e Bruxelas ainda deverá ser promulgado pela rainha Elizabeth II, o que pode acontecer nesta quinta-feira (23), para então virar lei.

O desenlace se deu depois que a Câmara dos Lordes abandonou tentativas de forçar mudanças no projeto de lei. Em uma série de votos, a Câmara dos Comuns rejeitou cinco emendas, entre elas medidas relativas aos direitos dos cidadãos europeus que residem no Reino Unido e de crianças refugiadas desacompanhadas.

O projeto foi então reenviando à Câmara Alta, que desistiu de propor novas alterações.

A Câmara dos Comuns, onde o premiê tem maioria esmagadora desde as eleições legislativas de dezembro, já havia dado sinal verde ao projeto de lei sobre a retirada do Reino Unido da UE, prevista para 31 de janeiro, às 23h (horário de Londres).

O acordo aprovado no dia 9 de janeiro, após três anos e meio de crise, estabelece os direitos dos cidadãos, a conta financeira e como manter aberta a fronteira na ilha da Irlanda.

Vitória conservadora

A adoção final do Brexit marca uma grande vitória para Boris Johnson, que chegou ao poder em julho de 2019 prometendo alcançar um acordo e terminar com a crise iniciada após o referendo de 2016, em que 52% dos eleitores decidiram pela saída da União Europeia.

Até então, o Parlamento britânico havia rejeitado o acordo negociado pela ex-primeira-ministra, Theresa May, sem propor um outro caminho possível, o que levantou suspeitas, até recentemente, de uma saída no-deal (sem acordo).

Segundo analistas, a vitória conservadora nas últimas eleições foi um divisor de águas. “O povo britânico esperou mais de três anos para que o Brexit se concretizasse. Aprovar a lei de retirada nos permite fazê-lo de maneira ordenada em 31 de janeiro”, disse um porta-voz do primeiro-ministro.

Ratificação pela UE

Após sua validação no Reino Unido, o acordo do Brexit terá que ser ratificado pelo Parlamento Europeu, provavelmente no dia 29 de janeiro. Isso permitirá que o Reino Unido se torne o primeiro estado membro a deixar o clube europeu, encerrando 47 anos de união.

O acordo do Brexit visa a garantir uma separação tranquila, prevendo um período de transição até o fim de 2020, durante o qual o Reino Unido e a UE negociarão seu futuro relacionamento, principalmente em questões comerciais.

A expectativa é que Boris Johnson detalhe sua visão para um futuro acordo comercial em um discurso previsto para o início de fevereiro, segundo uma fonte do governo. É do “interesse” de ambas as partes “ter um fantástico acordo de livre comércio, sem tarifas, sem cotas”, disse esse mesmo interlocutor ao responder a perguntas do público no Facebook na quarta-feira. “Estou absolutamente confiante de que podemos fazer isso”.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Confira o que cérebro de abelhas tem em comum com o de humanos

Segundo cientistas, existem semelhanças entre a atividade cerebral das abelhas-europeias e a dos humanos, o que poderia levar abelhas a serem usadas para estudar funções cerebrais dos humanos. As oscilações alfa (a atividade eléctrica gerada pelo …

Síndrome bizarra: esse é o primeiro caso de uma pessoa que urina álcool

Médicos do hospital da Universidade de Pittsburgh Medical Center (EUA) relataram o primeiro caso de uma síndrome bizarra na qual a pessoa urina álcool. Em outras palavras, o álcool se forma naturalmente na sua bexiga, …

Amazon abre seu primeiro supermercado que não aceita dinheiro

Dois anos depois de a Amazon inovar no ramo das lojas de conveniência abrindo a sua própria rede que aceita apenas pagamentos virtuais, a empresa está pronta para dar o próximo passo: nesta terça-feira (25), …

Não há motivo para pânico por coronavírus no Brasil, dizem especialistas

O primeiro caso do novo coronavírus no Brasil, confirmado nesta quarta-feira (26/02), levou o estado de São Paulo, onde reside o paciente infectado, a montar um centro de contingência para enfrentamento da doença. Quatro mil leitos, …

Abolição da pena de morte no Colorado entra em vigor em julho

O Colorado, no oeste americano, se tornou o vigésimo segundo estado dos Estados Unidos a abolir a pena capital, depois de um intenso e longo debate, especialmente por parte da oposição republicana. O fim da …

Cannabis tem potencial terapêutico como antibiótico, segundo cientistas

Uma equipe de cientistas da Universidade McMaster, no Canadá, estabeleceu que o canabigerol (CBG) tem potencial no tratamento de bactérias patogênicas. Cientistas da Universidade McMaster no Canadá identificaram um composto antibacteriano gerado pela maconha que poderia …

Escócia será o primeiro país a distribuir absorventes menstruais gratuitamente

O Parlamento autônomo da Escócia deu um passo em direção à gratuidade dos absorventes higiênicos para mulheres - decisão inédita no mundo. A proposta de lei foi votada por 112 deputados e visa lutar contra …

Não precisa sofrer. Carnaval começa cedo em 2021

Com a chegada da quarta-feira de Cinzas, está declarado o fim do Carnaval 2020… Ok, vai… Dá para fazer mais um bota fora na sexta e sábado dessa semana, pois, como sempre, brasileiro dá o …

Coronavírus: antiga vacina pode ter resposta para prevenção contra Covid-19

Novos casos do coronavírus SARS-CoV-2 continuam a se espalhar pelo mundo, mesmo que em velocidade menor de propagação, e sem nenhuma vacina ou medicamento para a prevenção — pelo menos até agora. Já são mais de …

Líderes políticos condenam apoio de Bolsonaro a ato anti-Congresso

Presidente teria compartilhado com aliados convocação para manifestações a seu favor e contra o Legislativo. Lula, FHC, OAB e outras lideranças alertam contra ameaça às instituições democráticas e à Constituição. Líderes políticos de várias correntes e …