Parlamento iraniano assina texto que impede inspeção de centrais nucleares

rouhani.ir

A proposta é uma represália ao assassinato do cientista Mohsen Fakhrizadeh, chefe do Departamento de Pesquisa e Inovação do Ministério da Defesa, nesta sexta-feira (27). O governo iraniano responsabilizou Israel pelo crime, dizendo que o país busca “semear o caos”.

As autoridades iranianas homenagearam o cientista em uma cerimônia especial neste domingo (29), antes do enterro programado para esta segunda-feira (30).

No Parlamento, os deputados assinaram um texto que pede vingança à morte do cientista e a aprovação de uma lei que autoriza o Irã a impedir a inspeção de suas instalações nucleares pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

O presidente do Parlamento, Mohammad-Bagher Ghalibaf, pediu neste domingo “uma forte reação” que assegure “dissuasão e vingança”.Um comunicado assinado por todos os deputados afirma que “melhor resposta” aos atos de “terrorismo e sabotagem” de Israel, Estados Unidos e seus aliados é “reviver a gloriosa indústria nuclear do Irã”, parando de aplicar o protocolo adicional da AIEA.

Mohsen Fakhrizadeh foi assassinado na sexta-feira em um ataque com carro-bomba seguido por um tiroteio contra seu veículo, segundo o ministério da Defesa iraniano. Israel considerava o cientista como diretor de um programa nuclear militar secreto cuja existência sempre foi negada por Teerã.

Funeral

Depois de uma cerimônia especial ocorrida neste domingo em dois dos principais locais sagrados xiitas do Irã (em Mashhad, no nordeste do país, e em Qom, na região central), o corpo de Fakhrizadeh deve ser transportado até o mausoléu do Imã Khomeini em Teerã para uma nova homenagem.

De acordo com a televisão estatal, o funeral está previsto para segunda-feira em Qom. O presidente iraniano, Hassan Rohani, disse que Israel busca semear o “caos” e prometeu uma resposta “no devido tempo”. Mas também advertiu que o Irã não cairia na “armadilha” preparada por Israel.

Desde o anúncio da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais americanas, Rohani multiplicou os sinais de abertura que mostram sua vontade de salvar o que for possível do acordo nuclear.

Este pacto internacional oferece a Teerã uma flexibilização das sanções internacionais em troca de garantias, verificadas pela AIEA, que certifiquem o caráter exclusivamente pacífico de seu programa nuclear.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou seu país de maneira unilateral do acordo em 2018, três anos depois da conclusão do pacto em Viena, contra o qual o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, continuou lutando.

Vingança

As sanções impostas por Washington levaram a economia iraniana a uma dura recessão e o país suspendeu o cumprimento da maioria de seus compromissos, mas não o acesso aos inspetores da AIEA

Biden afirmou que deseja o retorno dos Estados Unidos ao acordo de Viena. Mas terá pouco tempo entre sua posse, em 20 de janeiro, e as eleições presidenciais iranianas, em 18 de junho.Os conservadores são favoritos nas eleições após sua grande vitória nas legislativas de fevereiro, derrotando a aliança de moderados e reformistas que apoiam Rohani.

Com base o acordo de Viena, Teerã aceitou cumprir os requisitos do documento que prevê o acesso ilimitado dos inspetores da AIEA a suas instalações nucleares, inclusive antes da ratificação pelo Parlamento.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …