Japão desenvolve satélites de madeira para eliminar lixo espacial

(dr) Sumitomo Forestry

Uma empresa japonesa e a Universidade de Kyoto uniram forças para desenvolver o que esperam ser os primeiros satélites do mundo feitos de madeira até 2023.

A Sumitomo Forestry disse que iniciou pesquisas sobre o cultivo de árvores e o uso de materiais de madeira no espaço.

A parceria começará a experimentar diferentes tipos de madeira em ambientes extremos da Terra.

O lixo espacial está se tornando um problema crescente à medida que mais satélites são lançados na atmosfera.

Satélites de madeira queimariam sem deixar resíduos nocivos na atmosfera ou detritos no solo quando voltassem para a Terra.

“Estamos muito preocupados com o fato de que todos os satélites que reentram na atmosfera da Terra queimam e criam minúsculas partículas de alumina (óxido de alumínio) que flutuam na atmosfera superior por muitos anos”, disse Takao Doi, professor da Universidade de Kyoto e astronauta japonês à BBC.

“Eventualmente, isso afetará o meio ambiente da Terra.”

“A próxima etapa será desenvolver o modelo de engenharia do satélite, depois fabricaremos o modelo de voo“, afirmou o professor Doi.

Como astronauta, ele visitou a Estação Espacial Internacional em março de 2008.

Durante a missão, ele se tornou a primeira pessoa a lançar um bumerangue no espaço que havia sido projetado especificamente para uso em microgravidade.

A Sumitomo Forestry, parte do Grupo Sumitomo fundado há mais de 400 anos, disse que trabalharia no desenvolvimento de materiais de madeira altamente resistentes às mudanças de temperatura e à luz solar.

A madeira que está usando é um “segredo de P&D (pesquisa e desenvolvimento)”, disse um porta-voz da empresa à BBC.

Lixo espacial

Especialistas alertaram sobre a crescente ameaça de lixo espacial caindo na Terra, conforme mais espaçonaves e satélites são lançados.

Os satélites são cada vez mais usados ​​para comunicação, televisão, navegação e previsão do tempo. Especialistas e pesquisadores espaciais têm investigado diferentes opções para remover e reduzir o lixo espacial.

Existem cerca de 6 mil satélites circulando a Terra, de acordo com o Fórum Econômico Mundial. Cerca de 60% deles estão extintos (são lixo espacial).

A empresa de pesquisa Euroconsult estima que 990 satélites serão lançados todos os anos nesta década, o que significa que, até 2028, pode haver 15 mil satélites em órbita.

A SpaceX de Elon Musk já lançou mais de 900 satélites Starlink e tem planos de implantar outros milhares.

O lixo espacial viaja a uma velocidade incrivelmente rápida, de mais de 22,3 mil m/h (35,8 mil km/h), e pode causar danos consideráveis ​​a qualquer objeto que atingir.

Em 2006, um pequeno pedaço de lixo espacial colidiu com a Estação Espacial Internacional, arrancando uma lasca da janela fortemente reforçada.

// BBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …

Líder separatista catalão Carles Puigdemont é detido na Itália

Carles Puigdemont, que foi presidente do governo regional catalão durante a declaração de independência frustrada de 2017, foi detido na ilha italiana da Sardenha (oeste) nesta quinta-feira (23) após quatro anos foragido da justiça …

Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional

O aumento da permissão de uso de psicodélicos como terapia promete transformar a forma como vemos o extraordinário. Foi em 1971 que Rick Doblin usou LSD pela primeira vez. Era uma tarde de sábado na Flórida, em …

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …