Pentágono gastou milhões com programa secreto para investigação de óvnis

Center for American Progress Action Fund / Flickr

O ex-senador Harry Reid foi o principal dinamizador da criação do programa secreto de investigação à atividade de extraterrestre

O Pentágono admitiu que manteve um programa secreto para investigar informações sobre Objetos Voadores Não Identificados (óvnis), pelo menos durante cinco anos.

Entre 2007 e 2012, o Departamento de Defesa norte-americano manteve ativo um programa de investigação de avistamentos de objetos voadores não identificados (Óvnis).

O Advanced Aviation Threat Identification Program, ou Programa de Identificação de Ameaças Aéreas (AATIP, na sigla original), recebeu um orçamento anual de 22 milhões de dólares (cerca de R$ 72 milhões).

A notícia foi avançada no sábado pelo The New York Times e confirmada pelos responsáveis do Pentágono, em resposta à Reuters. O programa foi fundado pelo ex-senador Harry Reid, democrata eleito pelo estado do Nevada, que é um entusiasta do “fenômeno óvni”.

Segundo o JN, em uma entrevista recente, o ex-senador afirmou não se sentir “envergonhado ou arrependido”. “Acho que é uma das boas coisas que fiz durante meu tempo no congresso. Algo que ninguém tinha feito antes“, disse.

No sábado, no Twitter, Harry Reild confirmou a existência do projeto e afirmou que se trata de “ciência e segurança nacional”. “Se a América não toma a dianteira na resposta a estas questões, outros tomarão”, escreveu.

Durante os cinco anos em que esteve em funcionamento, o departamento responsável pelo programa agiu em segredo, analisando casos considerados suspeitos, baseados em relatos de militares.

Embora o programa tenha sido cancelado em 2012, segundo o NYT, as pessoas envolvidas no AATIP continuam trabalhando neste tipo de situação, acumulando outras funções dentro do Departamento de Defesa do Pentágono.

Grande parte do financiamento foi entregue à empresa de tecnologia espacial Bigelow Aerospace, que constrói módulos para estações espaciais, sendo de um amigo do ex-senador, Robert Bigelow, também conhecido por ser um defensor da teoria de que há extraterrestres na Terra.

Foram vídeos, captados por pilotos norte-americanos, que levaram o Pentágono a criar o programa. O Departamento da Defesa divulgou um vídeo com um dos casos que esteve sob investigação, o encontro de um F/A-18 Super Hornet da Marinha com algo não identificado, incidente ocorrido em 2004.

Harry Reid ainda defende seu projeto, embora tenha, aparentemente, terminado. Ao NYT, garantiu que ninguém sabe o que são estes objetos voadores. “Se alguém diz que tem resposta, está enganando a si mesmo”, afirmou.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …