Primeiro-ministro do Japão vai deixar o cargo por motivos de saúde

CSIS / Flickr

Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão

O primeiro-ministro japonês anunciou, nesta sexta-feira (28), que vai renunciar ao cargo por problemas de saúde. No segundo mandato desde 2012, o premiê sofre de uma doença inflamatória no intestino que já o obrigou a abandonar o poder em 2007.

“Decidi renunciar à função de primeiro-ministro”, declarou Shinzo Abe, de 65 anos, durante uma coletiva de imprensa. “Vou continuar a cumprir rigorosamente meu trabalho até que o próximo primeiro-ministro seja nomeado”, reiterou.

Diante os jornalistas, Abe explicou que voltou a enfrentar uma retocolite ulcerativa. Essa doença crônica não contagiosa provoca inflamações no intestino grosso e na mucosa do reto.

O agravamento do estado de saúde de Abe preocupa o país. Na última segunda-feira (24), ele passou por exames médicos em um hospital de Tóquio, pela segunda vez em oito dias.

Uma revista japonesa informou recentemente que Abe foi visto cuspindo sangue no início de julho. A imprensa destacou que o chefe de governo não concedeu nenhuma entrevista coletiva importante nas últimas semanas.

Sem esconder sua emoção, o premiê afirmou que está “profundamente triste” por deixar o posto um ano antes da data prevista e em plena crise do coronavírus. “Não posso ser primeiro-ministro se eu não puder tomar as melhores decisões para o povo”, afirmou.

Quem será o novo primeiro-ministro?

O novo chefe de governo provavelmente será o vencedor das eleições pela presidência do Partido Liberal-Democrata, comandado atualmente por Abe. O primeiro-ministro não fez comentários sobre seu possível sucessor na entrevista coletiva e afirmou que “todos os nomes que circulam são pessoas muito capacitadas”.

O porta-voz do governo, Yoshihide Suga, e o ministro das Finanças, Taro Aso, são apontados como os nomes mais fortes para a sucessão. O ex-ministro da Defesa, Shigeru Ishiba, e o atual, Taro Kono, além do ex-ministro das Relações Exteriores e estrategista político do Partido Liberal-Democrata, Fumio Kishida, também são potenciais candidatos ao cargo.

Abe bateu na segunda-feira o recorde de longevidade no cargo de primeiro-ministro do Japão no mesmo mandato (2.799 dias consecutivos). Ele já havia superado a marca em novembro do ano passado, mas contando sua primeira passagem à frente do país, muito mais efêmera (um ano entre 2006 e 2007).

Entre os motivos alegados para sua renúncia na época, ele já havia citado a doença inflamatória crônica do intestino, da qual se declarou curado durante o segundo mandato.

A popularidade do primeiro-ministro caiu nos últimos meses e registrou o menor nível desde que retornou ao poder em 2012. Ele é fortemente criticado por sua gestão na pandemia de coronavírus, com 62.000 contágios e 1.200 mortes no país. O número de casos voltou a aumentar desde o início de julho.

Com a crise provocada pela pandemia, o sonho de Abe sobre um crescimento econômico sustentável acabou, já que, devido à pandemia, o Japão entrou em recessão.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …