Prisão de imigrantes nos EUA é um negócio; e gera milhões de dólares

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

A detenção de imigrantes nos EUA é um processo comandado pelas entidades governamentais, mas envolve uma série de empresas privadas em um negócio multimilionário, que passa por fornecedores de alimentação e serviços telefônicos, por transportadoras, até as companhias que gerem os centros.

Só em 2017, o Serviço de Imigração e Controle Aduaneiro dos EUA (ICE, na sigla em inglês) atribuiu cerca de 3 bilhões de dólares ao sistema de detenção de estrangeiros, conforme dados da BBC.

Muito desse dinheiro acaba nas mãos de empresas privadas, já que são elas que gerem a maioria dos centros de detenção.

“Cerca de 65% das camas que o governo federal dispõe para abrigar imigrantes estão nas mãos de empresas privadas”, explica à BBC a diretora do Projeto de Transparência dos Centros de Detenção, Bianca Tylek, notando que “esse número está crescendo com a atual crise migratória”.

“Em fevereiro de 2017, um alto funcionário do Departamento de Segurança Nacional anunciou que estavam aumentando o número de camas disponíveis para o ICE de 3.500 para 20 mil, um aumento de 500%“, acrescenta Bianca Tylek.

E a decisão anunciada recentemente por Donald Trump, de acabar com a separação de crianças dos pais, pode até contribuir para melhorar o negócio dessas empresas privadas. É que, atualmente, os EUA não têm nenhum centro preparado para acolher famílias, o que pode levar a que seja necessário criar novas infraestruturas.

Mas além das empresas que gerem os centros de detenção, há “uma rede completa de negócios privados que tem lucro com a crise migratória“, constata Bianca Tylek.

“No setor dos transportes, por exemplo, estão as empresas que deslocam os imigrantes da fronteira até os centros de detenção”, explica a responsável, frisando que, “em alguns casos, as empresas de transporte são propriedade das mesmas empresas donas dos centros”.

Por outro lado, companhias de aviação como a American Airlines, a Delta e a United Airlines, alugam seus aviões ao Estado para transporte dos imigrantes, lucrando também com a situação. Apesar de, na semana passada, terem anunciado que não transportariam crianças separadas das famílias.

Há ainda os fornecedores de alimentação e de serviços de telefonia aos centros de detenção, que também fazem dinheiro às custas da crise migratória.

No caso das crianças imigrantes, ficam sob tutela do Departamento de Saúde e Serviços Sociais (HHS, na sigla em inglês) que, em 2017, atribuiu 958 milhões de dólares à manutenção dos centros de acolhimento de menores. Atualmente, estariam sob tutela do organismo cerca de 12 mil crianças.

O acolhimento de crianças fica entregue, habitualmente, a Organizações Não-Governamentais (ONG) sem fins lucrativos, mas também se movimentam milhões aqui, com muita polêmica quanto aos benefícios obtidos por algumas entidades.

A Southwest Key, uma ONG do Texas e uma das principais acolhedoras de crianças imigrantes, passou de 10 abrigos com capacidade para 500 menores em 2010, para 26 centros com potencial para acolher cerca de 5 mil crianças em 2018, segundo dados da BBC.

Em 2018, a ONG terá direito a receber mais de 458 milhões de dólares do HHS. Em cerca de uma década, a entidade teria recebido 1,5 bilhão de dólares.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Chapéu de Indiana Jones bate recorde em leilão

O icônico chapéu do personagem Indiana Jones rendeu R$ 2,1 milhões em um leilão em que 600 objetos foram vendidos nesta quinta-feira (20) em Londres, superando as estimativas dos especialistas. Entre os 600 itens disponíveis para …

Hospitais norte-americanos se unem e criam farmacêutica para baixar preços de medicamentos

Mais de 120 hospitais americanos estão criando uma empresa farmacêutica sem fins lucrativos para diminuir os preços dos remédios. Em 2019, a empresa espera ter seus primeiros produtos no mercado. A nova farmacêutica, Civica Rx, criada …

Astrônomos descobrem “Vulcano”, o planeta de Spock

Astrônomos norte-americanos descobriram um exoplaneta com características muito semelhantes às de “Vulcano”, o planeta de origem de Spock, o inesquecível personagem da famosa série Star Trek. Localizado a 16 anos-luz da Terra, o novo planeta orbita …

Trump ameaça paralisar governo se não houver dinheiro para o muro

O presidente norte-americano, Donald Trump, ameaçou nesta sexta-feira (21) travar um acordo orçamental que permitiria evitar a paralisação das instituições federais do país, por não prever financiamento para construir o desejado muro na fronteira com …

Bolsonaro passa por cirurgia para drenagem de líquido no abdômen

O candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro, internado em unidade semi-intensiva, passou por um procedimento para drenagem de líquido que estava ao lado do intestino, segundo boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein, em …

Temer, Moreira e Padilha devem depor em processo sobre suposta organização criminosa

O juiz Vallisney de Oliveira, juiz da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, convocou o presidente Michel Temer como testemunha em um processo que investiga se uma suposta organização criminosa agiu na Petrobras. Além do …

TSE pretende tornar público o código fonte das urnas eletrônicas

Durante um evento de segurança que ocorreu em São Paulo na quarta-feira (19), Rodrigo Coimbra, chefe da seção de voto informatizado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), confirmou que faz parte do planejamento do órgão tornar …

Brasileiras triplicam busca por congelamento de óvulos para adiar maternidade

Desde criança, a publicitária Camila Alvarenga de Paula Pinto, hoje com 37 anos, alimenta uma certeza na vida: quer ser mãe. Ela tem como referência a sua própria mãe, Denise, que teve três filhos e …

Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais

A partir de 1º de novembro, os brasileiros poderão receber, em reais, remessas enviadas do exterior por parentes e amigos, definiu o Banco Central (BC). Em circular publicada nesta quinta-feira (20), a autoridade monetária regulamentou as …

Detergentes podem contribuir para excesso de peso em crianças

Os produtos habitualmente utilizados na limpeza da casa podem promover alterações na microbiota intestinal (antes conhecida por flora intestinal) e provocar o excesso de peso em crianças. A conclusão é de um novo estudo realizado …