Historiadores acreditam que a Rainha Elizabeth II é descendente de Maomé

(dr) Jason Bell / Clarence House

A Família Real Britânica no dia do batizado do príncipe George. Descendentes de Maomé?

A Rainha Elizabeth II seria descendente de Maomé? Aparentemente desconexa, a possibilidade de Elizabeth II e o fundador do Islã terem uma relação de parentesco é grande – pelo menos segundo defende um grupo de historiadores que estudou 43 gerações da árvore genealógica da rainha britânica.

A hipótese de haver uma proximidade genealógica entre essas duas figuras emblemáticas para a história da humanidade não é uma novidade. O primeiro estudo a sugerir a ideia foi apresentado em 1985 pela Burke’s Peerage, autoridade britânica fundada em 1826 pelo genealogista John Burke e especializada nas relações sanguíneas da realeza britânica.

Os primeiros indícios da ascendência islâmica da rainha surgem na pista da presença de muçulmanos na Espanha medieval e de uma ligação a Fátima, filha do Profeta Maomé.

O estudo da Burke’s Peerage sugeria então que Elizabeth II seria descendente de uma princesa muçulmana do século XI, chamada Zaida, que teria fugido de casa, em Sevilha, antes de se converter ao cristianismo.

Zaida seria a quarta esposa do sultão de Sevilha, Al-Mu’tamid ibn Abbad, do qual teve um filho, Sancho, cuja filha mais tarde teria casado com o Conde de Cambridge. Mas a origem de Zaida é discutida por alguns historiadores, que sustentam que a princesa seria na realidade filha de um califa descendente do profeta muçulmano.

Segundo o Daily Mail, nos anos 1980, representantes da Burke’s Peerage chegaram a escrever uma carta para a então primeira-ministra Margareth Thatcher, na qual manifestavam receio sobre o eventual impacto da revelação de tal notícia.

A ligação da família real com Maomé não pode ser tornada pública para proteger a família real de terroristas islâmicos. O povo britânico desconhece o fato de que o sangue de Maomé corre nas veias da rainha. Por outro lado, os principais líderes religiosos muçulmanos estão orgulhosos da ligação”, diz a nota citada pelo jornal britânico.

Os genealogistas consideram que o sangue de Elizabeth II tem sua trajetória registrada a partir do século 14, época do nascimento do Conde de Cambridge, título de nobreza criado em 1362.

A ideia de que Elizabeth II e Maomé são parentes distantes ganhou novo fôlego, depois de o jornal marroquino Al-Ousboue ter publicado um estudo que traçou 43 gerações de ascendentes de Elizabeth II, tendo conseguido seguir a linhagem da rainha britânica até o profeta Maomé.

(dr)

Árvore genealógica da Rainha Elizabeth II

Abdelhamid Al-Auouni, jornalista do Al-Ousboue, expressou sua alegria pela notícia da ligação genealógica entre as duas personagens históricas. “Essa ligação permite construir  uma ponte entre as duas religiões e os dois reinos“, diz Al-Auouni.

Já em um fórum de discussão ateu árabe se diz, entre outros comentários, quase todos em tons de humor, que “a Rainha Elizabeth vai agora ter que reclamar o direito a governar os muçulmanos”. Outros consideram a notícia uma manobra de propaganda “para agradar aos cada vez mais numerosos súditos muçulmanos” de sua majestade.

O Palácio de Buckingham, por sua vez, não fez nenhum tipo de comentário à notícia.

Elizabeth II é, há 65 anos, a rainha do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, do Canadá, África do Sul, Austrália e Nova Zelândia, e de mais alguns reinos e territórios da Commonwealth. Estaria preparada para mais um reino?

COMPARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu também sou parente dela, através de Noé. E isso não muda nada em nossas vidas.
    “Abdelhamid Al-Auouni, jornalista do Al-Ousboue, expressou sua alegria pela notícia da ligação genealógica entre as duas personagens históricas. ‘Essa ligação permite construir uma ponte entre as duas religiões e os dois reinos’, diz Al-Auouni.” Que ridículo! Teria sido uma ponte social apenas no passado muito distante, se tivesse sido aproveitada para o intercâmbio e confraternização desses dois povos. Da perspectiva religiosa, não é hoje nem teria sido antigamente. Maomé e seus descendentes imediatos odiavam o que a Igreja Católica, fraudulentamente, chamava de Cristianismo, muito mal representado no cotidiano das indulgências, da simonia, da idolatria, da tirania, do luxo e da luxúria.
    Argumentos? hermogenesvc@gmail.com

  2. Penso que todos de alguma forma são afetados geneticamente pelo DNA árabe, judaico semítico, principalmente a Ibéria, e isso se expandiu para o mundo novo que é o meu caso… fiz ano passado teste de ancestralidade genealógica e descobrir que meu ancestral remonta o Oriente Médio, SOU J1c3d2, estou numa mutação de 1650 anos denominada FGC2, a jusante de FGC12 (FGC12> FGC1696> FGC5> FGC1> FGC2). Tudo muito fascinante, esse avanço traz muitas surpresas….

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Reprovação a Bolsonaro volta a subir, afirma Datafolha

O Instituto Datafolha apurou que a reprovação ao governo do presidente Jair Bolsonaro aumentou ainda mais, passando para 53% entre as pessoas consultadas, segundo uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (17/02) pelo jornal Folha de S. …

Empresa norueguesa assegura que pode 'eliminar' furacões antes que se tornem destrutivos

Especialistas ambientais advertem que o sistema de cortina de bolhas proposto pela empresa poderia ela própria provocar efeitos indesejados. A OceanTherm, startup norueguesa, assegura que sua tecnologia pode evitar que as tempestades tropicais se tornem poderosos …

Limitar aquecimento global a 1,5ºC exige redução drástica de gases poluentes, mostra relatório

Manter a temperatura da Terra a 1,5°C será impossível sem uma redução massiva das emissões de gases poluentes. É o que mostra um novo relatório divulgado pela ONU nesta quinta-feira (16). O documento "United …

Alemanha libera entrada para brasileiros que apresentem teste negativo

A Alemanha vai deixar de considerar o Brasil como área de alto risco na pandemia do novo coronavírus a partir deste domingo, anunciou nesta sexta-feira (17/09) o Instituto Robert Koch (RKI), a agência governamental alemã …

Assembleia-Geral da ONU: exigência de vacina ainda não está decidida, mas é improvável que Bolsonaro seja barrado

Perdeu força a possibilidade de que líderes de países tenham que comprovar que se vacinaram contra a covid-19 para participar da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece na semana que vem …

Submarinos: França perde o "contrato do século" para a Austrália, que opta por EUA e Reino Unido

O jornal econômico Les Echos estampa em sua primeira página desta quinta-feira (16) uma notícia, ainda no condicional, que se concretizaria durante a madrugada: "A Austrália desiste de uma encomenda de 12 submarinos franceses …

VSR: o pouco conhecido vírus que se espalha entre crianças no mundo e também no Brasil

No início de 2021, a equipe do Hospital Infantil de Maimonides, no Brooklyn, em Nova York (EUA), começou a experimentar uma cautelosa sensação de alívio. Os casos de covid-19 na cidade estavam em queda. Como …

Com popularidade em queda, premiê britânico Boris Johnson reforma equipe de governo

Após semanas de boatos, o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, decidiu modificar o governo nesta quarta-feira para formar uma "equipe unida" e enfrentar os desafios depois de um ano e meio de pandemia e em …

Relatório lista mais de uma dezena de crimes atribuídos a Bolsonaro

Um grupo de juristas liderados pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior entregou nesta terça-feira (14/09) à CPI da Pandemia um relatório de 226 páginas com possíveis crimes cometidos pelo presidente Jair Bolsonaro durante a …

Simulação virtual mais realista de sempre do Universo é revelada

Um dos aspectos mais incríveis da simulação é que mostra a evolução da matéria durante praticamente os 13,8 bilhões de anos de história do Universo, desde o Big Bang até a atualidade. Uma equipe internacional de …