Rede francesa de solidariedade acolhe brasileiros que queiram fugir de Bolsonaro

Marcelo Camargo / Agência Brasil

O deputado Jair Bolsonaro

Solidarité Brésil é o nome da iniciativa, lançada na semana passada, em Paris, que tem como objetivo ajudar estudantes, artistas ou intelectuais que se sintam ameaçados no Brasil por Jair Bolsonaro.

Podem ser estudantes, cientistas, artistas, professores, ou simplesmente membros de uma minoria ameaçada no Brasil de Jair Bolsonaro, o recém-empossado presidente que, entre outras medidas, já pediu ao Ministério da Educação que condicione as bolsas a “critérios ideológicos”

O Instituto de Estudos Superiores da América Latina lançou em Paris uma rede internacional de ajuda a estudantes, artistas ou intelectuais que se sintam ameaçados nas ou que já tenham sido alvo de algum tipo de violência ou descriminação no Brasil de Bolsonaro.

Solidarité Brésil é o nome da iniciativa que foi lançada com a presença do filósofo e colunista do jornal Folha de S. Paulo Vladimir Safatle, do cientista político Luiz Felipe Alencastro e de duas historiadoras francesas, Maud Chirio e Anaïs Fléchet, entre outros, escreve o Expresso.

De acordo com a rádio RFI, os lugares esgotaram depressa e assistindo ao evento havia muitas pessoas sentadas no chão do anfiteatro do instituto. Entre o público estiveram cientistas, professores, ativistas dos direitos dos negros, representantes de movimentos feministas e também membros da comunidade LGBT.

Segundos os planos que discutidos pelo Ministério da Educação, quase todos podem teoricamente vir a ser alvo de remoção das bolsas de estudo por “critérios ideológicos”.

Durante o lançamento, Paulo Vladimir Safatle lembrou o revisionismo do governo Bolsonaro, que “neste momento em que falamos, tira dos livros de História a expressão ‘ditadura’ e substitui por ‘movimento’ militar”.

“Acabou, foi uma ruptura e é hora de viver o luto dessa Nova República. Somos o único grande país da América Latina que elegeu através do voto direto um governo militarista de extrema direita. Isso é inédito no continente. Tudo o que vier a partir de agora não terá conexão com o que quer que seja que tenhamos vivido no passado. Mas não podemos deixar que acabem com a imaginação política do Brasil”, disse Safatle.

Por sua vez, Juliette Dumont, uma das organizadoras, afirmou que a rede vai se ligar a outras que já existam com o mesmo propósito, como uma iniciativa norte-americana universitária “que possui o mesmo objetivo e reúne hoje 230 universidades”.

Segundo o semanário, em um primeiro momento, o movimento vai lutar contra a recente decisão do governo francês em aumentar em quase 1.500% a taxa de inscrição de cursos de pós-graduação em universidades da França para estudantes não europeus.

“Fomos contatados na Associação pela Pesquisa sobre o Brasil na Europa (Arbre) por diversos estudantes brasileiros que nos relatam que trabalham no Brasil sobre assuntos como a ditadura militar ou temas que são difíceis de serem tratados sob o atual governo e que gostariam muito de estudar na França. Já temos colegas brasileiros que foram obrigados a deixar o Brasil por causa de ameaças relacionadas ao trabalho de pesquisa”, afirmou Dumont.

A iniciativa deverá também criar um canal no YouTube que terá como objetivo comentar notícias brasileiras, “um tipo de mídia acessível ao grande público” para “continuar a “mobilizar a opinião na França e outros países da Europa, e para manter nossa presença na imprensa francesa”, continuou Dumont.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Isso não passa de um espetáculo, um show pirotécnico. Pessoas desse tipo deveriam se envergonhar. Não existe nenhuma perseguição contra quem quer que seja no governo Bolsonaro. os perseguidores são esses lobos em pele de ovelha, que agora estão se passando por vitimas. Apoiam a covardia do Nicolai Maduro na Venezuela e a ditadura dos Castros em Cuba e vem dar uma de bons moços contra os perseguidos do Brasil. Me poupem. Tomem vergonha. Se enxerguem

  2. Espero que todos os apoiadores do PT e PSOL, aproveitem essa oportunidade e deixem as pessoas que querem um Brasil melhor, poderem construí-lo.

  3. “Somos o único grande país da América Latina que elegeu através do voto direto um governo militarista de extrema direita. Isso é inédito no continente.” Isso prova que a maioria dos brasileiros não é burro como o resto da América Latina, e se vc não está feliz os aéreo-portos estão funcionando normalmente. A porta da rua sempre é a serventia da casa. Tchau!!!!

  4. E bom a polícia federal dar uma checada nestes “ACOLHIDOS”, QUE FOGEM DE bOLSONARO, o governo é democrático, dentro da lei , humanitário, (ainda acolhe verdadeiros refugiados Venezuelanos que fogem do sanguinário Maduro ), assim se o cara esta FUGINDO, BOA COISA NÃO DEVER SER , QUEM SABE SE ACHEM OUTROS cEZARI bATISTI, NO MEIO DESTA GENTE, Quanto a Lhama cuspidora, esta fugindo do Brasil não por ser alvo de ameaças, mas sim por motivos ideológicos, pois ele não se conforma com a vitória de um governo que joga limpo e não aceita mentiras e negociatas, afinal o que esperar de ex-BBB, que chegou ao cargo somente por ser homossexual, sem qualquer outro atributo, somente a bandeira gay, e sabemos por convivência que a população gay, é muitíssimo mais do que somente isto, são competentes, profissionais e destacam-se em todas as áreas da atividade humana não pela opção sexual, mas sim pelos belos seres humanos que são, e não mereciam ser representados politicamente por alguém que representa uma carica´tura pobre de um ser humano. Respeito a comunidade Lgbt, e lembro com saudades de um representante digno como o Deputado Clodovil Hernandes, que era homossexual mas com uma distância abissal da Lhama Cuspidora.

  5. Ótimo. Ficaremos com os brasileiros honestos e trabalhadores, os que estudam, e aqueles que querem, realmente, o bem do Brasil.
    Deus nos ajude a nos livrar desses esquerdopatas, naturalmente.
    A Democracia *genuína* irá prevalecer, e o Brasil irá progredir novamente!

  6. Não conheço maior radicalismo do que aqueles que não aceitam conviver politica e socialmente, com os representantes legitimamente eleitos pelo povo. Manter-se integro, expor suas ideias, concordar ou discordar socialmente e com direcionamento à uma busca construtiva do nosso país, seria o mais lógico e patriótico que os opositores do atual governo poderiam e deveriam fazer. A contribuição ao crescimento social, educacional e econômico do nosso país não se faz somente com indivíduos que concordam com o sistema mas, sim com o embate construtivo de todas as partes no entanto, é mais fácil, cômodo e economicamente viável, deixar o país em busca de socorro e ficar gritando, esperneando e vomitando ideias que os coloquem na eterna situação de vitimados. Caros opositores, embora estarrecidos com a descoberta do tamanho dos crimes cometidos em todas as gestões do governo anterior, respeitamos por anos a eleição legítima do governo que apoiavam, porque vocês não podem e não sabem respeitar e colaborar dignamente quando a situação se inverte? Fica aqui esta questão muito simples para trabalhar em seus conceitos, atitudes e colocações.

  7. Indignação, vergonha e ao mesmo tempo um sentimento de libertação, enfim se for verdade que o Brasil 🇧🇷 vai se libertar destes tipos de seres ,o sabor de Vitória será ainda melhor , 💯 % Bolsonaro . Tá mais que na hora da Polícia Federal passa pente fino neste povo , aí tem , deixa eles achando que a França 🇫🇷 vai dá moleza a eles Marine Le Pen vem aí

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …