Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Tannen Maury / EPA

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia.

Nem uma semana depois, outro negro é alvo da ira da polícia. Omar Jimenez, repórter da CNN que realiza a cobertura dos protestos exigindo justiça, foi preso enquanto enquanto falava ao vivo.

Omar noticiava detenções nas proximidades de uma delegacia destruída pelo fogo ateado por manifestantes. O jornalista estava diante de uma barreira policial e foi detido quando a equipe de reportagem começou a filmar uma prisão. De início, a polícia pediu para que ele se afastasse. Omar, que é um homem negro, argumentou, enquanto mostrava o crachá, que fazia parte da rede de notícias norte-americana. Tudo isso aconteceu ao vivo.

Podemos dar um passo para trás, se vocês preferirem. Nós podemos nos mover para onde vocês quiserem. Estamos ao vivo no momento”, informou sem sucesso.

Por volta das cinco da manhã no horário local, dois policiais surpreenderam Omar: “Você está preso”, aviaram enquanto, pasmem, algemavam o jornalista. Tudo isso ao vivo. A polícia prendeu o resto da equipe e confiscou a câmera.

O ato dos policiais surpreendeu a todos, inclusive os dois âncoras no no estúdio. A CNN emitiu nota dizendo que o ato viola a constituição. “Autoridades de Minnesota, incluindo o governador, devem soltar os três empregados da CNN imediatamente”.

O presidente da CNN, Jeff Zucker, conversou com o governador de Minnesota, Tim Walz, na manhã desta sexta-feira (29). O político se desculpou pelo ato descrito por ele como “inaceitável”.

A polícia de Minnesota soltou nota dizendo que os profissionais foram presos em uma operação de limpeza das ruas. Eles ainda justificaram que “os três foram liberados assim que confirmados como membros da imprensa”. A afirmação está longe de ser verdade, já que Omar Jimenez mostrou o crachá se identificando como jornalista.

Trump sugere que policiais atirem em manifestantes

A detenção de um homem negro eleva a tensão racial que domina o debate nos Estados Unidos nos últimos dias. A morte de George Floyd provocou uma série de protestos em diversas partes do país, como Los Angeles e Minneapolis, que tiveram viaturas policiais destruídas e lojas saqueadas por manifestantes que pedem justiça e a prisão do policial, que embora demitido ao lado de outros dois colegas, sequer foi indiciado pelo homicídio até o momento.

O assassinato de Floyd, aliás, ocorre dias depois da divulgação de um vídeo em que outro homem negro, desta vez a morto a tiros por dois homens brancos na Geórgia.

Ahmaud Arbery foi assassinado em 23 de fevereiro enquanto fazia cooper nas ruas de Satilla Shores. Gregory McMichael, de 64 anos e Travis McMichael, de 34, só foram acusados após a viralização das imagens. Antes disso, os dois levavam suas vidas normalmente. William Bryan, de 50 anos, também foi indiciado.

Para completar, o presidente dos Estados Unidos usou o Twitter pessoal e o oficial da Casa Branca na noite da quinta-feira (28) para pedir que os policiais atirassem em manifestantes que saquearam lojas. O Twitter sinalizou a publicação como “glorificação da violência”.

“Estes bandidos estão desonrando a memória de George Floyd e eu não vou deixar que isso aconteça. Acabei de falar com o governador Tim Waltz e disse que o exército está ao seu lado. Qualquer dificuldade e nós vamos assumir o controle e, quando os saques começarem, os tiros também vão começar. Obrigado!”, ameaçou o presidente dos Estados Unidos.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …