Homem negro que perdeu movimento das pernas após 7 tiros de policial branco separava briga

Neil Hall / EPA

Menos de 3 meses após a morte de George Floyd, uma nova onda de protestos por justiça pelo povo preto toma os EUA. Jacob Blake, um homem negro morador de Wisconsin, tomou sete tiros e perdeu o movimento das pernas após uma ação policial. Ele estava acalmando uma briga quando o fardado atirou a queima roupa em suas costas.

A família de Blake, que tem apenas 29 anos e se encontra hospitalizado, confirmou à imprensa americana que ele ficou paraplégico e apelou às autoridades para que a Justiça seja feita em nome de Jacob. O nome do policial ainda não foi revelado.

“Estou pedindo e encorajando todos os cidadãos de Wisconsin e região para respirar por um momento e examinar o próprio coração. Cidadãos, policiais, bombeiros, clérigos e políticos, façam Justiça por Jacob nesse momento. Precisamos de paz e precisamos melhorar”, afirmou Julia Jackson, mãe de Jacob.

As imagens a seguir mostram o crime da polícia, que atirou sete vezes nas costas do pai de família. Os três filhos de Jacob viram a cena de dentro do carro.

Nova onda de manifestações antirracistas

A brutal tentativa de assassinato da polícia levou a uma nova onda de protestos do Black Lives Matter ao redor do país.

Em Kenosha, Winsconsin, onde o crime aconteceu, as manifestações estão sendo reprimidas por duro aparato militar do governo federal estadunidense. Dois jovens que participavam do movimento foram assassinados e o principal suspeito é um jovem de 17 anos que admirava a polícia, conforme reportagem da ABC News.

Os manifestantes alegam que o jovem faz parte de uma milícia de supremacistas brancos, tendo em vista que durante as manifestações outros homens abriram fogo diretamente contra os populares.

Donald Trump, presidente dos EUA, ordenou o envio da Guarda Nacional, força de policiais de todo o país para reprimir as manifestações e retomar o controle da cidade. Entretanto, em outras capitais e em Washington, D.C, mais protestos estão marcados, reforçando a segunda onda de manifestações pelo fim do racismo e pela refundação da polícia no país em 2020:

Eu não estou triste, não estou me sentindo culpada. Estou com raiva e estou cansada. Não consegui chorar nenhuma vez porque parei de chorar há anos. Estou cansada e paralisada; estamos assistindo policiais assassinando jovens pretos por anos e anos. Eu não quero a pena de ninguém. Eu quero mudança”, afirmou a irmã mais velha de Jacob, Letetra Widman, em um discurso tocante.

O Milwaukee Bucks, time de basquete de Wisconsin, está boicotando o 5º jogo dos playoffs da NBA contra o Orlando Magic em protesto contra a morte de Jacob. A NBA tem se prostrado contra a violência policial e em prol das vidas negras nos EUA, mostrando a importância dos esportes em questões sociais latentes na sociedade norte americana.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …