Homem negro que perdeu movimento das pernas após 7 tiros de policial branco separava briga

Neil Hall / EPA

Menos de 3 meses após a morte de George Floyd, uma nova onda de protestos por justiça pelo povo preto toma os EUA. Jacob Blake, um homem negro morador de Wisconsin, tomou sete tiros e perdeu o movimento das pernas após uma ação policial. Ele estava acalmando uma briga quando o fardado atirou a queima roupa em suas costas.

A família de Blake, que tem apenas 29 anos e se encontra hospitalizado, confirmou à imprensa americana que ele ficou paraplégico e apelou às autoridades para que a Justiça seja feita em nome de Jacob. O nome do policial ainda não foi revelado.

“Estou pedindo e encorajando todos os cidadãos de Wisconsin e região para respirar por um momento e examinar o próprio coração. Cidadãos, policiais, bombeiros, clérigos e políticos, façam Justiça por Jacob nesse momento. Precisamos de paz e precisamos melhorar”, afirmou Julia Jackson, mãe de Jacob.

As imagens a seguir mostram o crime da polícia, que atirou sete vezes nas costas do pai de família. Os três filhos de Jacob viram a cena de dentro do carro.

Nova onda de manifestações antirracistas

A brutal tentativa de assassinato da polícia levou a uma nova onda de protestos do Black Lives Matter ao redor do país.

Em Kenosha, Winsconsin, onde o crime aconteceu, as manifestações estão sendo reprimidas por duro aparato militar do governo federal estadunidense. Dois jovens que participavam do movimento foram assassinados e o principal suspeito é um jovem de 17 anos que admirava a polícia, conforme reportagem da ABC News.

Os manifestantes alegam que o jovem faz parte de uma milícia de supremacistas brancos, tendo em vista que durante as manifestações outros homens abriram fogo diretamente contra os populares.

Donald Trump, presidente dos EUA, ordenou o envio da Guarda Nacional, força de policiais de todo o país para reprimir as manifestações e retomar o controle da cidade. Entretanto, em outras capitais e em Washington, D.C, mais protestos estão marcados, reforçando a segunda onda de manifestações pelo fim do racismo e pela refundação da polícia no país em 2020:

Eu não estou triste, não estou me sentindo culpada. Estou com raiva e estou cansada. Não consegui chorar nenhuma vez porque parei de chorar há anos. Estou cansada e paralisada; estamos assistindo policiais assassinando jovens pretos por anos e anos. Eu não quero a pena de ninguém. Eu quero mudança”, afirmou a irmã mais velha de Jacob, Letetra Widman, em um discurso tocante.

O Milwaukee Bucks, time de basquete de Wisconsin, está boicotando o 5º jogo dos playoffs da NBA contra o Orlando Magic em protesto contra a morte de Jacob. A NBA tem se prostrado contra a violência policial e em prol das vidas negras nos EUA, mostrando a importância dos esportes em questões sociais latentes na sociedade norte americana.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Merkel é premiada por compromisso com a União Europeia

"Somente uma Europa unida é uma Europa forte", diz a líder alemã ao receber o prêmio Carlos 5º. Rei espanhol destaca pragmatismo e confiabilidade da chanceler federal, descrevendo-a como uma "mulher extraordinária". Prestes a deixar o …

França: crianças pobres são ainda mais vulneráveis à poluição do ar, aponta relatório

O Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e a rede mundial Climate Action Network International, que reúne associações que lutam contra o aquecimento global, divulgaram, nesta quinta-feira (14), o relatório "Injustiça social …

'Love is in the Bin': a obra semidestruída de Banksy vendida a R$ 121 milhões em leilão

Uma obra de arte de Banksy que se autodestruiu parcialmente em um leilão anterior foi arrematada agora a um preço recorde de 16 milhões de libras (cerca de R$ 121 milhões). Love is in the Bin …

EUA tentam virar a página da era Trump e voltam ao Conselho de Direitos Humanos da ONU

Os Estados Unidos voltaram, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos da ONU, órgão que o país havia deixado durante o mandato de Donald Trump. O retorno mostra a vontade de Washington de fazer …

Explosões deixam vários mortos em mesquita no Afeganistão

Ao menos 33 pessoas morrem após explosões em mesquita xiita durante a oração de sexta-feira. Testemunha diz ter visto homens-bomba. Incidente ocorre dias depois de ataque do "Estado Islâmico" contra xiitas no país. Fortes explosões atingiram …

Vênus tinha oceanos? Cientistas refutam hipótese popular usando modelagem

Cientistas da Suíça e França refutaram a hipótese de que anteriormente Vênus era coberta por oceanos. Um novo estudo revela que mesmo no início, quando o Sol era mais fraco do que agora, a superfície …

Suspeito de ataque na Noruega era fichado na polícia por radicalização

Convertido ao islã e conhecido da polícia, dinamarquês de 37 anos teria usado outras armas além de arco e flecha em ataque que matou cinco pessoas em Kongsberg. Ele está preso e reconheceu envolvimento no …

Oposição manobra para destituir Piñera no Chile por citação nos Pandora Papers

Deputados de todos os partidos da oposição chilena apresentaram uma acusação no Congresso nesta quarta-feira (13) para destituir o presidente Sebastián Piñera pela controversa venda de uma mineradora em um paraíso fiscal, revelada no escândalo …

Fatores externos influenciam, mas não justificam inflação a dois dígitos no Brasil

A recuperação do impacto brutal da pandemia de coronavírus leva a inflação a subir na maioria dos países do mundo, mas a conjuntura internacional não explica o nível chegar a dois dígitos no Brasil. …

UE anuncia 1 bilhão de euros em ajuda ao Afeganistão

União Europeia justifica que é preciso evitar "colapso" no país e fornecer ajuda humanitária aos afegãos. Paralelamente, representantes do bloco europeu e dos EUA se reúnem com membros do Talibã em Doha, no Catar. O Talibã …