Rússia, a terra da Copa, permite por lei que homens batam nas mulheres

Basta um dado sobre a violência contra a mulher para entender a dimensão do problema no Brasil: aqui, por hora, cerca de 500 brasileiras são agredidas, em sua vasta maioria em casa pelos próprios maridos. Mas a situação na Rússia consegue ser pior.

E ainda que se trate de assombrosa estatística, outros países conseguem ser consideravelmente piores – e a atual sede da Copa do Mundo, a Rússia, é definitivamente um deles. Nascer mulher por lá é conviver com níveis assustadores de violência, e pior: muitas vezes com a complacência ou mesmo a concordância das autoridades e das leis.

Os dados de violência por hora na Rússia contra mulheres são quase três vezes piores que os brasileiros: por lá, enquanto acontece o primeiro tempo e o intervalo de uma partida da Copa, antes do segundo tempo começar, uma média de 1.370 mulheres terão sofrido episódios de violência.

E uma lei em especial, apelidada de de “lei do tapa“, ilustra os costumes e a própria Constituição russa, assim como o terrível impacto que o legislativo pode causar diretamente na vida das pessoas.

A lei sobre violência doméstica na Rússia prevê que boa parte das agressões deve ser resolvida em casa, sem a interferência da polícia – a não ser que as mulheres ou mesmo as crianças sejam hospitalizadas ou estejam em estado grave de saúde.

Sem ossos quebrados, sangue ou coisa do tipo, a orientação da polícia é de simplesmente conversar com o agressor, na maioria das vezes pelo telefone – ou realmente não fazer nada. Não é incomum que casos de agressões se transformem em situações extremas de violência, assassinato ou tortura contra mulheres.

Cerca de 40% dos crimes no país são cometidos por familiares, em casa, mas as questões de gênero ou de direitos humanos são desprezadas por políticos – que vão ao extremo oposto, criando leis como a “antipropaganda gay” ou a “lei do tapa” supracitada, ambas criadas por uma parlamentar mulher.

Com a lei, se um homem der socos, tapas ou mesmo provocar cortes em sua esposa ou nos seus filhos, o máximo que lhe ocorrerá é o pagamento de uma multa de 470 dólares, e eventualmente uma detenção de duas semanas.

Segundo o Hypeness, trata-se da “legalização da violência doméstica, justificada pelos costumes, pela defesa da família, por premissas religiosas ou pelo apelo popular de uma parte dos russos”.

Existem, claro, outras parlamentares lutando pelo direito das mulheres e dos homossexuais no país, mas a luta é ainda árdua: não há nada similar a uma Lei Maria da Penha para proteger as mulheres minimamente.

Ciberia // Hypeness

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto isso, a Lei Maria da Penha (tida pela ONU como uma das três melhores legislações do mundo no enfrentamento à violência contra as mulheres), sancionada por Lula em 2006 e grandemente robustecida durante o governo Dilma não teve assim tanto reconhecimento ou consideração pelas brasileiras. Elas é que estiveram em maior número no apoio ao impeachment. Concordo plenamente com quem diz que o machismo, frequentemente, é maior entre mulheres que entre homens.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Especialista pode ter encontrado a resposta para estátuas egípcias com nariz quebrado

Na arte e na simbologia religiosa do antigo Egito, a representação da figura humana era celebrada como possível receptáculo de nossas almas ou mesmo de um Deus, em estátuas que possuíam profunda função ritualística. Passados alguns …

Estrela massiva desapareceu sem deixar traços

Um objeto espacial integrante da galáxia anã Kinman desapareceu de nossas vistas, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. Essa estrela excepcionalmente grande foi descrita em 2001 …

Vacina da covid-19 produzida no Brasil será distribuída em dezembro, se aprovada

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) pode começar a distribuir a vacina contra a COVID-19 em dezembro deste ano, caso os testes finais se mostrem efetivos para evitar a propagação da doença. A vacina vem sendo …

Hong Kong: um dia após adoção da lei de segurança nacional, polícia prende 180 manifestantes

Um homem que carregava uma bandeira a favor da independência de Hong Kong se tornou nesta quarta-feira (1°) a primeira pessoa presa com base na nova lei de segurança do território, promulgada na véspera …

Brasil tem 1.280 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

A contagem das vítimas da epidemia do novo coronavírus no Brasil, divulgada pelo painel do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e pelo Ministério da Saúde, voltou a registrar mais de mil mortes pela …

Google compra startup de óculos inteligentes

Após um fim de semana de boatos, o Google confirmou na terça-feira (30) que é o novo proprietário da North. A startup canadense ficou conhecida por seus óculos de realidade aumentada Focals, que mais parecem …

Cientistas trazem à tona explicação por que chovem diamantes em Netuno

Uma equipe de cientistas teorizou que diamantes podem se formar através de metano em planetas como Netuno e Urano, que possuem temperaturas maiores que as esperadas em seus centros. As profundezas dos planetas mais afastados do …

França se despede de Fessenheim, sua mais antiga central nuclear

Após 43 anos de funcionamento, na noite desta segunda-feira (29) para terça-feira (30), a central nuclear francesa de Fessenheim, localizada no nordeste do país, deixará definitivamente de operar, antes de ser desmontada. Uma vitória para …

Inteligência artificial: robô real está sendo treinado para estrelar filme de ficção científica

Uma robô japonesa chamada Erica foi escalada para ser a protagonista de um filme de ficção científica chamado “b”. Criada por cientistas japoneses, a atriz não humana recebeu aulas de atuação seguindo o clássico método …

Ministro da Educação distorceu experiência acadêmica na Alemanha

O professor Carlos Decotteli mal havia sido anunciado como novo ministro da Educação quando passou a ter suas credenciais acadêmicas contestadas. Primeiro, foi revelado que ele nunca havia completado seu doutorado, ao contrário do que …