O Saara oscila de deserto a “espaço verde” a cada 20 mil anos

A poeira depositada nas costas da África Ocidental durante os últimos 240 mil anos revela que o Saara – o maior deserto do mundo – oscilou entre climas úmidos e secos a cada 20 mil anos.

Segundo os cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), que realizaram a pesquisa, o pêndulo climático deve-se, principalmente, às mudanças sentidas no eixo da Terra à medida que o planeta orbita o Sol.

Por sua vez, a rotação afeta a distribuição de luz solar entre as estações: a cada 20 mil anos, a Terra muda de uma maior luz solar no verão para uma menor e vice-versa. Essas mudanças implicam, consequentemente, uma oscilação entre um clima mais úmido e um mais seco.

“Nossos resultados sugerem que a história do clima do norte da África dá-se predominante nesse ritmo de 20 mil anos, indo e voltando entre um Saara verde e um Saara seco”, disse David McGee, professor associado do Departamento de Ciências Atmosféricas e da Terra, citado em comunicado.

Os cientistas acreditam que esse espaço de tempo pode ser útil para entender melhor a história do maior deserto do mundo, e para entender quais espaços de tempo podem ter sido propícios para que humanos colonizassem o Saara e se dispersassem para fora da África.

Todos os anos, os ventos que sopram do nordeste varrem centenas de milhões de toneladas de poeira do Saara, depositando grande parte destes sedimentos no Oceano Atlântico, na costa da África Ocidental, e chegando até mesmo à floresta amazônica.

As camadas dessa poeira, acumuladas ao longo de centenas de milhares de anos, podem servir como uma espécie de crônica geológica da história climática do norte da África: as camadas de poeira mais espessa podem indicar períodos áridos, enquanto as camadas com menor quantidade de sedimentos podem indicar períodos de tempo mais úmidos.

McGee e sua equipe publicaram os resultados do estudo nos Science Advances.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …

Ministro da Saúde diz que não há mudança de estratégia para a Coronavac

No início desta segunda-feira (21), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, revelou que não haverá qualquer mudança de estratégia para a aplicação da CoronaVac. A declaração do ministro foi feita em audiência ao Senado Federal, revelando …

Há 80 anos, Hitler invadia a URSS – e começava a perder a guerra

Adolf Hitler e seus generais vinham planejando há meses para este momento. No domingo, 22 de junho de 1941, havia chegado a hora: às 3h15 da manhã, a Wehrmacht, forças armadas nazistas, atacou a União …

Com apenas 2% da população imunizada, África quer fabricar suas próprias vacinas anticovid

A África do Sul anunciou nesta segunda-feira a primeira etapa para capacitar seu continente na produção de vacinas anticovid. A conclusão do projeto ainda não tem data prevista, mas a iniciativa já é vista …

Pessoas feias superestimam drasticamente suas aparências

Pessoas pouco atraentes parecem menos capazes de julgar com precisão sua própria atratividade, e tendem a superestimar sua aparência. Não faltam disparidades entre pessoas atraentes e pouco atraentes. Estudos mostram que os mais belos entre nós …

Noruega acusa Pequim de ciberataque contra serviços do governo

Pela primeira vez na história, o Serviço de Segurança Policial da Noruega (PST, na sigla em inglês) identificou a China como sendo responsável por um ataque hacker contra as autoridades do país nórdico. A agência de …

China supera marca de 1 bilhão de vacinas contra a covid-19 aplicadas

Quantia representa mais de um terço das doses aplicadas no mundo. Após início lento da imunização, autoridades chinesas querem vacinar completamente 40% da população até o final de junho. O número de doses de vacinas contra …

Brasileiros protestam no exterior contra Bolsonaro e gestão da epidemia

Dezenas de milhares de pessoas tomaram as ruas de várias capitais brasileiras neste sábado para protestar contra o presidente Jair Bolsonaro e sua gestão da pandemia, que já deixou mais de meio milhão de …

Relíquia do Jurássico: descoberto animal marinho cuja espécie vive há 180 milhões de anos

Um grupo de pesquisadores descreveu uma nova espécie de ofíuros – um animal marinho parecido com as estrelas-do-mar, que recebeu o nome de Ophiojura, informou nesta quinta-feira (17) Tim O’Hara, curador dos Museus Victoria (Austrália) …