Rota mortífera: Argélia abandona milhares de imigrantes no deserto do Saara

Em 14 meses, a Argélia abandonou milhares de imigrantes no Saara, obrigando-os a atravessar o deserto sem água ou comida. Desde 2014, teriam morrido cerca de 30 mil pessoas.

A Argélia tem obrigado milhares de imigrantes a atravessar o deserto do Saara, sem água ou comida. Nos últimos 14 meses, a Organização Internacional das Migrações (OIM) estima que 13 mil migrantes tenham estado nessa situação. Desde 2014, teriam morrido cerca de 30 mil pessoas no deserto.

De acordo com o Público, morrem ainda mais imigrantes no deserto do Saara do que no Mediterrâneo. Entre as vítimas, estão mulheres grávidas e crianças.

O alerta é dado pela Organização Internacional das Migrações e pelo Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), mas o assunto não é de agora.

O abandono de imigrantes começou no ano passado, quando a União Europeia começou a pressionar os países do norte da África para desmobilizarem os imigrantes que quisessem ir para a Europa através do Mar Mediterrâneo.

Segundo a TSF, a expulsão de imigrantes é permitida desde que seja feita nos termos da lei internacional. No entanto, não é o que está acontecendo na Argélia, pois o país não recorre às verbas oferecidas pela União Europeia para ajudar com a crise migratória.

Os imigrantes são colocados em caminhões e viajam durante horas até chegar a um local conhecido como Ponto Zero. Lá, os imigrantes são abandonados e obrigados a caminhar a pé em direção ao Níger, uma distância de cerca de 15 quilômetros, debaixo de temperaturas que podem chegar aos 48 graus.

A Organização Internacional para as Migrações ainda não tem estimativas do número de mortos no deserto do Saara, mas a referência é de 30 mil desde 2014.

No que diz respeito à expulsão de imigrantes, a Argélia não publica seus dados. No entanto, a Organização Internacional para as Migrações tem os próprios números e adianta que, desde que começou a contabilização, em maio do ano passado, os números não param de aumentar.

Em abril, por exemplo, foram mais de 2.800 os migrantes nessa situação. “A escala das expulsões que estou vendo agora, nunca tinha visto nada parecido. É uma catástrofe”, disse à Associated Press Alhoussan Adouwal, responsável da OIM na localidade de Assamaka (Níger).

Tanto a OIM como a ACNUR têm equipes no deserto e, algumas vezes, chegam mesmo a conseguir salvar quem encontram vagueando no calor infernal. Mas há muitos imigrantes que não aguentam essa rota mortífera pela sobrevivência.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA vão fornecer 20 milhões de vacinas contra Covid-19 para outros países

Os Estados Unidos fornecerão 20 milhões de doses adicionais de vacinas contra a Covid-19 para outros países até o final de junho, elevando o total destinado ao exterior para 80 milhões de doses. O …

Demi Lovato vai comandar programa de TV investigativo sobre OVNIs

A atriz e cantora Demi Lovato está prestes a se aventurar em um desafio de outro mundo. A artista anunciou na última semana a sua participação em uma série limitada para a plataforma de streaming …

CPI da Covid: como 'isolamento vertical' pode virar arma contra Bolsonaro

Uma das linhas de investigação da CPI da Covid apura se o governo federal adotou a estratégia da imunidade de rebanho, ou seja, a obtenção da imunidade coletiva por meio da infecção da população, no …

Astrônomos continuam encontrando inexplicáveis anéis circulares misteriosos no céu

Nos últimos anos, astrônomos avistaram vários objetos de rádio gigantescos e quase perfeitamente circulares no universo distante. Embora ninguém tenha uma explicação para essas entidades misteriosas ainda, uma equipe adicionou recentemente outra ao seu catálogo, …

Conflito tem seu dia mais sangrento em Gaza

Bombardeios israelenses deixam pelo menos 42 palestinos mortos e elevam total de vítimas a 188. Netanyahu diz que ataques continuarão. Sem um cessar-fogo à vista, o atual conflito entre Israel e Hamas teve neste domingo (16/05) …

Apple é acusada de enganar usuários através de aplicativos fraudulentos na App Store

A Apple segue batendo recordes financeiros. No entanto, escândalos um atrás do outro aumentam a preocupação em torno da App Store. Após chamar a atenção internacional com as recentes revelações sobre a existência de cassinos ocultos …

Chile escolhe representantes para elaborar nova Constituição

O domingo foi o último dia de votação no Chile para a escolha dos redatores da nova Constituição do país. Os 155 representantes eleitos terão a tarefa de mudar o texto herdado da ditadura. …

China consegue pousar veículo não tripulado em Marte

A China conseguiu neste sábado pousar um veículo autônomo não tripulado em Marte. A fase final da operação Tianwen-1 aconteceu sem falhas, informou a TV estatal chinesa, que transmitiu um programa especial chamado Alo …

Lewandowski permite que Pazuello fique em silêncio na CPI

Ex-ministro da Saúde será obrigado a comparecer ao depoimento, mas não precisará responder perguntas que possam incriminá-lo. No entanto, será obrigado a falar a verdade em fatos e questões relacionados a terceiros. O ministro do Supremo …

Como o coronavírus afeta o fígado

O SARS-CoV-2, vírus causador da covid-19, mudou completamente a cara do mundo que conhecíamos até então. Ele afetou praticamente todos os aspectos da vida cotidiana e causou mudanças substanciais nas ciências da saúde e, portanto, na …