Secretário nacional de Justiça critica UPPs implantadas no Rio de Janeiro

Fernando Frazão / Agência Brasil

-

No cargo desde o final de março, o secretário nacional de Justiça e Cidadania do Ministério da Justiça, Astério Pereira dos Santos, fez hoje (12) duras críticas às Unidades de Polícia Pacificadora (UPP), modelo de policiamento implantado no Rio de Janeiro em 2010, durante a primeira gestão do ex-governador Sérgio Cabral.

“Quem opera nas UPPs é um policial formado de maneira massificada, colocado [para atuar] em um projeto político – basta ver onde cada unidade está instalada para [concluir que o objetivo é] proteger a elite. São rapazes recém-formados, colocados para fazer um enfrentamento sem que, antes, houvesse uma investigação prévia para prender bandidos e apreender armas de grosso calibre [em posse das facções criminosas que controlam a comunidade]”, declarou.

Ex-procurador de Justiça, Santos foi secretário de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro entre 2003 e 2006, durante o governo de Rosinha Garotinho.

“Eles chegam lá para enfrentar isso, então, ou fingem que policiam ou se aliam. E falta coragem política para dizer que [o modelo] faliu porque não tem ação social junto deste projeto. É só a polícia. E quem determina que a polícia vá lá são as autoridades que decidem no ar-condicionado e não tem nenhuma responsabilidade nas mortandades”, disse Santos durante audiência pública na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado para discutir as mortes de dez trabalhadores rurais sem-terra em Pau D´Arco, no Pará.

As críticas às UPPs foram feitas enquanto o secretário defendia que a responsabilidade por eventuais arbitrariedades, irregularidades e crimes contra os direitos humanos praticados por policiais muitas vezes envolvem outras autoridades.

“Ângulo muito maior”

“Em um episódio como este de Pau D´Arco, pensa-se a responsabilidade de quem está na linha de frente, as polícias militar e civil. Mas as responsabilidades devem ser vistas por um ângulo muito maior”, comentou o secretário, lembrando que os policiais militares e civis paraenses que participaram da operação que resultou nas mortes dos dez sem-terra estavam cumprindo mandados judiciais de busca e apreensão e de prisões provisória e temporária expedidos pela Vara Agrária de Redenção (PA).

O juiz titular estava afastado. A juíza substituta deferiu o pedido de imediato, ouvindo ou não o Ministério Público. Vejam a decorrência disso tudo. Via de regra, só enxergamos a ponta da linha, a polícia arbitrária”, acrescentou o secretário, admitindo a necessidade de capacitação dos policiais, inclusive para saberem que “ordem errada não se executa”.

Polícia apura mortes

As mortes de nove homens e de uma mulher que faziam parte de um grupo de sem terra que ocupavam a Fazenda Santa Lúcia, em Pau D´Arco, no sudeste do Pará, continuam sendo apuradas pela Polícia Civil, pela Corregedoria da Polícia Militar (PM) e pelo Ministério Público do Pará, além da Polícia Federal (PF), que instaurou um procedimento investigatório a pedido do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH).

Os 21 policiais militares e oito policiais civis que participaram da operação foram afastados de suas funções dois dias depois da ocorrência vir a público e ganhar as páginas dos jornais brasileiros e estrangeiros.

Os policiais afirmam que foram recebidos a tiros na fazenda e que, por isso, reagiram. Horas após a operação, a Polícia Civil e a Secretaria de Segurança Pública e Defesa apresentaram à imprensa 11 armas apreendidas na área ocupada pelos sem-terra – entre elas um fuzil 762 e uma pistola Glock modelo G25.

Já os sobreviventes da ação policial e os parentes das dez vítimas refutam a versão policial – rapidamente endossada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup).

Em depoimento a promotores e integrantes da comitiva federal que visitou a região logo após a ocorrência, as testemunhas garantiram que os policiais chegaram ao local atirando, atingindo pelas costas algumas pessoas que tentavam fugir da confusão.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Brasil caminha para ter 200 mil mortes pelo coronavírus até outubro, diz especialista

Na semana em que o Brasil deverá registrar 100 mil mortes pelo novo coronavírus, um especialista brasileiro indica que o país caminha para dobrar esse número em dois meses, atingindo 200 mil óbitos pela pandemia …

Petição defende que França assuma controle do Líbano

Suspeita de que desastre em Beirute foi causado por negligência eleva indignação dos libaneses, que pedem mandato francês pelos próximos dez anos no país. Apelo recebe mais de 50 mil assinaturas após visita de Macron. Quase …

Macron visita Beirute devastada e cobra reformas no Líbano

Presidente francês visita local da explosão e ouve apelos por mudanças por parte da população, para quem o desastre é consequência de anos de corrupção, caos público e má gestão. O presidente da França, Emmanuel Macron, …

Após ser engolido, besouro consegue escapar do intestino dos sapos

Uma pesquisa mostrou que o besouro aquático Regimbartia attenuata tem a capacidade de sobreviver ser engolido por um sapo. Todos já ingerimos coisas que parecem querer sair correndo de dentro de nós, mas deve ser muito …

Disney+ chegará à América Latina em novembro

Ao divulgar que ultrapassou a marca de 60 milhões de assinantes, a Disney também reforçou uma informação que traz esperança a muita gente: o Disney+ deve mesmo chegar à América Latina em novembro. A informação foi …

China exorta Trump a não abrir 'caixa de Pandora' com aquisição do TikTok

China apela aos EUA que não abram a caixa de Pandora, exigindo vender a companhia TikTok, eles serão os próprios culpados pelas consequências, declarou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, Wang Wenbin. O presidente …

Twitter bloqueia conta oficial de campanha de Trump

O Twitter anunciou nesta quarta-feira (5) ter bloqueado temporariamente a conta oficial da campanha de reeleição do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por conta de um tuíte que continha informação equivocada sobre a …

Líbano inicia luto nacional e recebe ajuda internacional

Diversos países enviam suprimentos médicos a Beirute. Presidente da França chega ao Líbano para avaliar situação. Megaexplosão deixou ao menos 137 mortos, incluindo diplomata alemão, e mais de 5 mil feridos. Beirute amanheceu nesta quinta-feira (06/08) …

StarShip finalmente levanta voo: a nave que um dia levará cem humanos para Marte e Lua

A SpaceX fez um lançamento de teste com sucesso do seu gigantesco protótipo do StarShip SN5 em Boca Chica, Texas (EUA), a uma altura planejada de 150 metros. A massiva torre de aço inoxidável flutuou no …

EUA conduzem lançamento de teste do míssil balístico Minuteman III

O projétil não tinha ogiva de combate, mas era equipado com três veículos recuperáveis que foram submetidos a testes. Militares dos EUA lançaram na manhã desta terça-feira (4) um míssil balístico Minuteman III a partir da …