Reciclagem e empoderamento: as mulheres catadoras que sustentam milhares de famílias no Brasil

O empoderamento feminino já pode ser visto como uma das mais importantes afirmações sociais do século 21. Um dos grupos profissionais mais engajados no Brasil atualmente em tais questões é o dos catadores de latinhas.

O trabalho que não só ajuda na proteção ao meio ambiente e limpeza das cidades em geral (impactando também na geração de empregos) como sustenta famílias inteiras, reciclando a lata e transformando-a em sobrevivência, dignidade, afirmação e luta.

Dentro desse movimento, a questão da mulher catadora tem se tornado central.

No universo da catação de material reciclável, o papel da mulher é de protagonismo: hoje, as mulheres são maioria, representando entre 60% e 70% dos profissionais da área em atividade no Brasil.

Como em qualquer outra profissão, em especial entre as mulheres mais pobres, o trabalho não se encerra necessariamente quando o expediente termina – além de trabalharem na coleta, triagem e reciclagem, muitas ainda precisam exercer o papel de mãe e, muitas vezes sozinhas, cuidarem dos filhos e da casa.

Por ser o item mais reciclado e de maior valia, a lata é o principal meio de sustento desse ofício. Feita de alumínio e infinitamente reciclável, anualmente a indústria da lata retorna seus produtos à prateleira em cerca 60 dias, em um processo circular.

Trata-se de uma conquista brasileira bastante especial, pois por aqui quase a totalidade das unidades de latas produzidas (em torno de 98%) é de fato reciclada.

Se muitos profissionais são fundamentais para que esse processo e toda essa indústria – que movimenta mais de R$ 1 bilhão anualmente no Brasil – funcione, pode-se assumir que a estrela dessa conquista são as catadoras.

Para se ter uma ideia, a indústria é fundamental para a sobrevivência de 400 a 600 mil profissionais em atividade. Segundo a catadora Guiomar Conceição dos Santos, presidente da Cooperativa Sempre Verde, em São Paulo, o valor arrecadado ainda é abaixo do que a classe precisaria e gostaria, mas ela vive orgulhosamente deste trabalho.

“Eu sobrevivo há aproximadamente 25 anos só da reciclagem. Criei três filhas, tenho uma formada na faculdade e duas terminaram o ensino médio”, diz a catadora.

O valor arrecadado depende do material reciclado, e Guiomar confirma que o alumínio é o material mais valioso dentro para a reciclagem – cerca de R$ 4 o quilo. Plásticos em geral arrecadam uma média de R$ 1,40 por quilo, enquanto celulose, em torno de R$ 0,35.

O valor não é o que eu gostaria, mas dá pra viver. Me sinto orgulhosa com meu trabalho”, afirma Guiomar.

Para resistirem às crises econômicas e as desigualdades em geral, a categoria dos catadores se tornou especialmente organizada, em nível nacional ao redor do Movimento Nacional dos Catadores de Material Reciclável (MNCR), e da Associação Nacional de Catadoras e Catadores de Material Reciclável (Ancat).

Elizabeth Nader / Prefeitura de Vitória

A organização está sendo bem produtiva e de fortalecimento para nós, mulheres. Através da organização estamos descobrindo o nosso potencial em vários aspectos”, lembra Guiomar, que aponta a luta por direitos não só como uma causa que visa a igualdade e a valorização da profissão, como também uma luta por condições melhores de vida, para que assim possa melhorar a realização do próprio trabalho.

Lutamos para garantir vagas em creches e escolas para nossos filhos, para que possamos trabalhar com a cabeça tranquila”, diz ela.

Dentro do movimento, o projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta visa justamente reconhecer a força desta maioria feminina, para que elas ocupem espaços de decisão e possam influenciar políticas públicas, entre as diversas cooperativas que trabalham com as catadoras em todo o país.

É fato que a profissão de catadora é fundamental para uma cidade mais sustentável e para a luta por igualdade social e de gênero. Ainda assim, há muita luta pela frente – especialmente num país tão grande e populoso como o Brasil, que produz tanto lixo e culturalmente não o destina da forma correta.

Ciberia // Hypeness

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Uma imensidão de novos mundos podem conter vida após essa nova descoberta

Pesquisadores observaram um planeta gigante orbitando sua estrela, uma anã branca, pela primeira vez. É a mais forte evidência até o momento de que planetas conseguem sim sobreviver a morte violenta de suas estrelas-mãe. A estrela …

Covid-19 vira “oportunidade" para golpistas na internet

Incertezas sobre os sintomas, alta contagiosidade, milhares de mortes no mundo. Ao atingir em cheio o medo das pessoas, o coronavírus se tornou uma “oportunidade" para golpistas na internet, que se aproveitam da ansiedade …

Trump ofereceu perdão a Assange em troca de fonte de e-mails vazados, diz advogada

Advogada de Assange afirmou que administração Trump ofereceu liberdade para o fundador do WikiLeaks caso ele revelasse a fonte por trás dos vazamentos de e-mails do Partido Democrata dos EUA. A oferta teria sido feita através …

Estudo mostra material especial que pode ser usado em construções em Marte

A NASA planeja levar humanos novamente à Lua com o programa Artemis a partir de 2024, que irá contribuir para a realização de futuras visitas a Marte. E Elon Musk é um entusiasta da ideia …

YouTube, Facebook: redes sociais bloqueiam contas de pesquisadores de maconha medicinal

No final do ano passado o uso medicinal da maconha foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e legalizado no Brasil. A lei, que beneficia a saúde de milhares de pessoas que sofrem com …

Telescópio Hubble revela Júpiter se preparando para mudar de cor

"A visão nítida do Hubble oferece um informe meteorológico atualizado sobre a atmosfera do monstruoso planeta", afirmam astrônomos. O telescópio espacial Hubble capturou uma imagem de uma singular tormenta branca em Júpiter, que começou em 18 …

Pessoas anti-máscaras são obrigados a virar coveiros de vítimas do Covid-19

Máscaras são comprovadamente uma das melhores, mais simples e baratas maneiras de proteger a si mesmo e aos demais contra o Covid-19. Mas ainda há uma imensidade de pessoas que insistem em recusar usar máscaras …

Manifestantes protestam em Tel Aviv a poucas horas do reconfinamento em Israel

Centenas de israelenses foram às ruas na noite desta quinta-feira (17) protestar contra o reconfinamento determinado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a partir desta sexta-feira (18) em Israel. O isolamento imposto nas próximas três semanas, para …

Zuckerberg quer controlar discussões políticas entre funcionários do Facebook

Mark Zuckerberg não parece muito contente com as denúncias e discussões políticas que têm surgido em fóruns e redes internas de funcionários do Facebook. De acordo com relatos da imprensa internacional, em encontro com eles nesta …

Drones serão usados para ajudar na manutenção de vagões de trens

A vistoria de vagões e trilhos na serra do mar paranaense, que antes levava uma hora ou mais para ser feita, agora tem sido realizada em poucos minutos após a concessionária Rumo passar a usar …