Startup brasileira cria mesa de jogos interativos que auxiliam crianças com dificuldades motoras ou físicas

(dv) PlayTable

A gameficação está deixando a aprendizagem mais divertida. Exemplo disso é a PlayTable, uma mesa de games interativos que auxiliam crianças com dificuldades motoras e/ou físicas. Criada pela startup brasileira Playmove, a ferramenta digital já está sendo utilizada em tratamentos na Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), em escolas e consultórios médicos.

O uso de jogos no desenvolvimento intelectual é reconhecido por diversos profissionais na área da educação. Criada em 2014 por Marlon Souza e Jean Gonçalves, que trabalhavam, respectivamente, com games e fabricação de brinquedos, a mesa PlayTable funciona como uma espécie de console educativo e personalizado de acordo com as necessidades de cada escola ou instituição.

A partir dos 3 anos de idade, as crianças com mobilidade reduzida conseguem se exercitar brincando com os jogos de montar peças, além de pintar e contornar, que também ajudam as que possuem deficiências psíquicas. Algumas opções podem ser jogadas em pares ou quartetos, o que tem auxiliado a inclusão de alunos autistas, por exemplo. Há ainda os jogos com cores que facilitam a identificação no caso de crianças daltônicas e os livros digitais em Libras.

A mesa foi doada para as unidades da AACD, que não só apoia o ensino, mas também torna o tratamento menos exaustivo e mais lúdico. Além de ser utilizada por pacientes, também serve para que a startup implemente possíveis melhorias de acordo com os feedbacks da equipe de profissionais.

Quem também usa o recurso é a fonoaudióloga mineira Geórgia Pereira Nejaim, que atua na Clínica Infantus, em Juiz de Fora (MG). Através do universo lúdico dos jogos, consegue descontrair e estimular crianças e adultos em busca de melhorias da fala, linguagem, atenção, concentração, memória e raciocínio lógico.

(dv) PlayTable

Através da ludopedagogia, que alia o brincar e a aprendizagem, ela trata pacientes como o Enzo Negreiros Pereira De Magalhães, de nove anos. Com diagnóstico de paralisia cerebral, ele encontrava bastante dificuldade na execução de movimentos ligados à coordenação motora fina, como pinça ou apreensão de objetos pequenos.

“Dentre vários jogos usados na terapia, ele vem demonstrando excelentes resultados na alfabetização, com o uso do Papa Letras, em que precisa arrastar as letras faltantes para formar/completar as palavras. Estamos obtendo excelentes resultados. Ele está se superando, com melhora dos movimentos e aprimoramento dos aspectos que envolvem atenção, concentração e memória”, explica Geórgia.

Ela comenta que utiliza a mesa com várias patologias. “Pacientes com paralisia cerebral, autistas, afásicos, síndrome de down, deficit de atenção, alteração do processamento auditivo, discalculia. Todos têm os games incluídos no tratamento. O progresso pode ser desde uma troca de olhar, um convite para se sentar ao lado, uso do toque para ajudar na escolha do jogo, até o início de uma vocalização, nomeação espontânea, memória aprimorada ou maior habilidade da coordenação motora fina”, destaca.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Polícia libera filho do chefe do narcotráfico El Chapo depois de emboscada

Alvos de uma violenta represália dos narcotraficantes, os policiais mexicanos foram obrigados a soltar Ovidio Guzmán López, um dos filhos do célebre El Chapo, do cartel de Sinaloa, pouco depois de prendê-lo, nesta quinta-feira (17) …

Pesquisa identifica quais as preferências musicais em cada região do Brasil

Ainda que a cultura brasileira tenha o hábito de importar, no bom e no mal sentido, tudo que pode de países estrangeiros – em especial dos EUA e alguns países da Europa – na hora …

Estudo descobre que humanos têm capacidade de regeneração como a salamandra

Infelizmente, seres humanos não podem se dar ao luxo de perder nenhum pedacinho do corpo, porque todos são insubstituíveis. Ou talvez não. Um estudo da Universidade Duke (EUA) descobriu que somos muito melhores em regenerar cartilagem …

Polícia da Holanda encontra família que diz ter passado 9 anos fechada em quarto secreto ‘esperando o fim do mundo’

Uma família de seis pessoas que passou nove anos em uma fazenda "esperando o fim do mundo" foi descoberta pela polícia na Holanda, depois que um deles apareceu em um bar da região de Ruinerworld. Um …

Ter um cachorro pode te ajudar a viver mais, aponta estudo

Nos últimos anos diversas pesquisas apontaram as vantagens de se ter um cachorro em casa. Nossos fiéis amigos de quatro patas são muito mais do que companheiros, mas podem nos ajudar a viver mais. É …

Desde 1970 a NASA sabe que existe vida em Marte, diz ex-engenheiro da agência

Em um artigo publicado na terça-feira (15) na revista Scientific American, Gilbert Levin, um ex-engenheiro da NASA que trabalhou nas missões Viking, faz uma afirmação polêmica: a de que, desde a década de 1970, a …

Brexit: União Europeia e Reino Unido anunciam um acordo em Bruxelas

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou na manhã desta quinta-feira (17) que encontrou um "excelente novo acordo" para o Brexit com a União Europeia, a poucas horas da cúpula da UE para selar a saída …

Câmara dos EUA condena retirada militar do norte da Síria

Por 354 votos a 60, deputados rejeitaram decisão de Trump de abandonar forças curdas que lutavam ao lado dos EUA. Resolução contou com apoio de mais da metade da bancada republicana. A Câmara de Representantes dos …

Vacina contra o câncer de mama pode estar disponível em 8 anos, diz a Clínica Mayo

Pesquisadores da Clínica Mayo desenvolveram uma vacina contra o câncer ovário e de mama que poderia estar disponível dentro de apenas oito anos. A ideia da vacina é estimular o próprio sistema imunológico dos pacientes a …

Líder de Hong Kong abandona discurso no Parlamento após protestos

Parlamentares pró-democracia forçam Carrie Lam a interromper pronunciamento anual. Sem conseguir completar fala, chefe do Executivo faz discurso sobre futuro político da região administrativa especial da China em vídeo. A chefe do Executivo de Hong Kong, …