UE pede que Netflix e YouTube limitem serviços para evitar queda de conexões

Netflix

A União Europeia (UE) pediu que empresas que ofereçam serviços de grande demanda de conexão banda larga, como Netflix e YouTube, limitem seus serviços de forma a aliviar o tráfego em conexões de banda larga no velho continente.

Isso porque, com o avanço do da COVID-19 pelo mundo, companhias de muitos países adotaram o regime de trabalho remoto a fim de se evitar novos casos do problema.

Com esse êxodo imposto pela doença, a população efetivamente usará mais e mais serviços de conexão de banda larga residencial, o que de causar um aumento significativo de tráfego para os provedores de serviços de internet e, embora as empresas de telefonia assegurem estruturas capazes de suportar a alta súbita de demanda, a UE teme que o aumento taxativo de streaming de vídeos, jogos online e outros serviços similares possam causar quedas de funcionamento da rede como um todo.

O temor pelo aumento não vem sem causa: de acordo com Scott Petty, CTO da britânica Vodafone, os picos de consumo de banda larga antes eram limitados às noites (quando, em situação normal, você volta do trabalho para casa), mas hoje já se tem registros de altas começando tão cedo quanto meio dia, em alguns casos.

Já a Telecom Italia registrou 75% de aumento de tráfego no país — um surto atribuído a jogos online como Call of Duty e Fortnite. Vale citar: a Itália é um dos países mais afetados pelo avanço do coronavírus no mundo. O país se encontra quase que totalmente fechado para o exterior e o volume de casos confirmados lá é de quase 36 mil, sendo 28.710 ativos, 4.025 recuperados e 2.978 mortes, segundo o Bing COVID Tracker.

Diante do quadro, a União Europeia pede por uma limitação de certos serviços: embora ela não possa exigir que as empresas parem de atuar, medidas de interesse do bloco vêm sendo sugeridas pelas autoridades, como restringir a qualidade dos vídeos para definição padrão, ou seja, inferior ao Full HD (1080p), além de comunicados populacionais pedindo que usuários tenham parcimônia ao usar a internet.

Falando ao Techradar, um dos comissários de tecnologia da UE, Thierry Breton, disse que as empresas “têm uma responsabilidade conjunta para assegurar que sejam tomados os passos que garantam um funcionamento fluído da internet”.

Um porta-voz da Netflix concordou, em certo grau, com a opinião da UE: “O comissário Breton está certo em ressaltar a importância de assegurarmos que a internet continue a funcionar devidamente durante esse período tão crítico. “Nós viemos nos concentrando na eficiência da rede há muitos anos, incluindo a oferta de nosso serviço de conexão aberta de forma gratuita para empresas de telecomunicação”.

Ainda não se sabe, porém, se o pedido da União Europeia será atendido pelas empresas de internet.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

UE teme que política autoritária adotada na Hungria por causa do coronavírus tenha efeito dominó no bloco

Em nome da luta contra o novo coronavírus, a Hungria estabeleceu estado de emergência e concedeu poderes ilimitados ao governo de Viktor Orbán. A Europa condena o uso político da pandemia da Covid-19 e …

Grécia põe campo de refugiados em quarentena após infeção

Autoridades confirmam ao menos 20 infecções, todas sem sintomas. Exames foram feitos após uma mulher que deu à luz ter testado positivo para o novo coronavírus no hospital. A Grécia colocou em quarentena o campo de …

Bactérias em rochas a 6 km de profundidade no Pacífico reacendem esperanças de vida em Marte

Bactérias unicelulares recém-descobertas nas profundezas marinhas deram aos investigadores pistas sobre como podem encontrar vida em Marte. A novidade científica foi anunciada hoje (2) no portal SciTechDaily em um artigo da Universidade de Tóquio, Japão. Estas …