UE pede que Netflix e YouTube limitem serviços para evitar queda de conexões

Netflix

A União Europeia (UE) pediu que empresas que ofereçam serviços de grande demanda de conexão banda larga, como Netflix e YouTube, limitem seus serviços de forma a aliviar o tráfego em conexões de banda larga no velho continente.

Isso porque, com o avanço do da COVID-19 pelo mundo, companhias de muitos países adotaram o regime de trabalho remoto a fim de se evitar novos casos do problema.

Com esse êxodo imposto pela doença, a população efetivamente usará mais e mais serviços de conexão de banda larga residencial, o que de causar um aumento significativo de tráfego para os provedores de serviços de internet e, embora as empresas de telefonia assegurem estruturas capazes de suportar a alta súbita de demanda, a UE teme que o aumento taxativo de streaming de vídeos, jogos online e outros serviços similares possam causar quedas de funcionamento da rede como um todo.

O temor pelo aumento não vem sem causa: de acordo com Scott Petty, CTO da britânica Vodafone, os picos de consumo de banda larga antes eram limitados às noites (quando, em situação normal, você volta do trabalho para casa), mas hoje já se tem registros de altas começando tão cedo quanto meio dia, em alguns casos.

Já a Telecom Italia registrou 75% de aumento de tráfego no país — um surto atribuído a jogos online como Call of Duty e Fortnite. Vale citar: a Itália é um dos países mais afetados pelo avanço do coronavírus no mundo. O país se encontra quase que totalmente fechado para o exterior e o volume de casos confirmados lá é de quase 36 mil, sendo 28.710 ativos, 4.025 recuperados e 2.978 mortes, segundo o Bing COVID Tracker.

Diante do quadro, a União Europeia pede por uma limitação de certos serviços: embora ela não possa exigir que as empresas parem de atuar, medidas de interesse do bloco vêm sendo sugeridas pelas autoridades, como restringir a qualidade dos vídeos para definição padrão, ou seja, inferior ao Full HD (1080p), além de comunicados populacionais pedindo que usuários tenham parcimônia ao usar a internet.

Falando ao Techradar, um dos comissários de tecnologia da UE, Thierry Breton, disse que as empresas “têm uma responsabilidade conjunta para assegurar que sejam tomados os passos que garantam um funcionamento fluído da internet”.

Um porta-voz da Netflix concordou, em certo grau, com a opinião da UE: “O comissário Breton está certo em ressaltar a importância de assegurarmos que a internet continue a funcionar devidamente durante esse período tão crítico. “Nós viemos nos concentrando na eficiência da rede há muitos anos, incluindo a oferta de nosso serviço de conexão aberta de forma gratuita para empresas de telecomunicação”.

Ainda não se sabe, porém, se o pedido da União Europeia será atendido pelas empresas de internet.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …