Por que gostamos tanto de filmes de terror?

Warner Brothers

Se você pensa que gostar ou não de filmes de terror se trata de uma preferência pessoal, está enganado. Afinal, tem tudo a ver com algum tipo de necessidade psicológica.

Quando você escolhe um filme de terror para ocupar seu tempo, escolhe também estar perante uma situação de medo e perigo de forma voluntária – ainda que o perigo não seja real. Mas por que gostamos tanto de ver filmes de terror? “Ironicamente, o medo reduz o estresse e a ansiedade.”

Margee Kerr, cientista norte-americana conhecida como a “socióloga do medo”, explicou ao Público o que nos faz gostar de situações assustadoras.

“Quando estamos nesses momentos intensos, estamos presos ao momento, à realidade. Não se pensa no futuro, pensa-se no aqui e agora. Não ficamos emaranhados nos nossos pensamentos, ruminando ou pensando no que temos que fazer a seguir”, disse.

No início de outubro, a pesquisador publicou um estudo, no American Psychological Association, sobre esse tema. Atividades que nos levam ao limite, explica, fazem com que, no final, “sintamos que conquistamos algo, como se tivéssemos ultrapassado uma adversidade e sobrevivido, ainda que no fundo saibamos que não é verdade”.

Kerr e sua equipe analisaram os registros de atividade cerebral de alguns participantes da casa assombrada norte-americana e chegaram à conclusão de que o medo ajuda a “desligar” partes do cérebro, fazendo com que os participantes se sintam melhores depois da experiência.

Os pesquisadores analisaram 262 adultos que entraram na ScareHouse, uma casa assombrada com mais de uma centena de atores que tornam a experiência verdadeiramente assustadora.

Os participantes podem ser raptados, fechados em um caixão e até sujeitos a choques elétricos. O jornal informa ainda que podem, também, ser esfaqueados (tudo fingindo).

Os participantes foram entrevistados antes e depois dessa experiência aterrorizadora. Os cientistas concluíram que a disposição daqueles que participaram melhorou, sobretudo para os que se sentiam “cansados, aborrecidos ou estressados” antes de entrar.

De acordo com o estudo, 94% dos participantes disseram ter gostado da experiência e a maior parte deixou de se sentir “cansado” ou “ansioso”. No fundo, quanto mais assustados ficavam, melhor se sentiam no final.

Ainda assim, a socióloga frisa que é muito importante que essas experiências sejam completamente voluntárias para surtirem esse tipo de efeito positivo.

Por outro lado, no extremo oposto, Margee Kerr refere que a aversão ao terror “tem muito a ver com experiências pessoais, mas a parte genética também entra na equação”.

“Há diferenças na forma como as pessoas respondem ao estresse e, se não tiverem tido a oportunidade de sentir esse tipo de medo de uma forma segura, podem não saber que há benefícios”, explica a pesquisadora.

É nesse sentido que a cientista trabalha, para que seu estudo possa ajudar quem lide com casos de estresse e experiências traumáticas. “Estamos vendo se conseguimos fazer com que as pessoas melhorem seus estados de ansiedade, permitir que sintam medo de uma forma mais fácil e dar-lhes oportunidade de praticá-lo de uma forma segura.”

“Mesmo que não se goste de casas assombradas ou de filmes de terror, manter um espírito aventureiro é uma coisa boa que nos ajuda a desafiarmos nós mesmos de uma forma segura e criativa”, afirma, por fim, a cientista ao Público.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Metade da matéria do universo havia sumido, mas foi encontrada

Uma equipe internacional de pesquisadores parece ter finalmente resolvido o “problema dos bárions desaparecidos”. Bárion é uma classificação genérica para um tipo partículas que engloba prótons e nêutrons. Estas partículas, por sua vez, são os blocos …

Máscara elétrica autolimpante que carrega celular deverá custar apenas 1 dólar

Devido à pandemia do coronavírus, diversos especialistas alertam para a, cada vez mais real, possibilidade de usarmos máscaras para sair de casa até, no mínimo, o final do ano. Por isto, diversas empresas estão estendendo …

Bolsonaro bate recorde de rejeição, mostra Datafolha

Na primeira pesquisa feita após divulgação de vídeo da reunião ministerial, 43% dos entrevistados consideram governo ruim ou péssimo. Entre os quatro últimos presidentes eleitos, Bolsonaro é o pior avaliado. O índice de rejeição ao presidente …

Renault detalha plano econômico e anuncia 4.600 cortes na França

A empresa automobilística revelou nesta sexta-feira seu plano de cortes no país que integra um plano de economias de cerca de € 2 bilhões (cerca de R$ 12 bilhões) em três anos. A Renault …

Asteroide que dizimou os dinossauros teria atingido a Terra em "ângulo letal"

A teoria mais aceita é a de que os dinossauros foram extintos após um asteroide atingir a Terra de maneira catastrófica há 66 milhões de anos, causando danos sem precedentes em todo o planeta. Agora, segundo …

Repórter da CNN é preso ao vivo em protesto por morte de homem negro. Trump pede tiros em manifestantes

Minneapolis vive uma escalada de violência provocada por um policial branco que matou, de forma brutal, um homem negro. George Floyd foi asfixiado pelo joelho do oficial enquanto era filmado em plena luz do dia. Nem …

Diário de oficial nazista revela suposta localização de toneladas de ouro em castelo

Pesquisadores que buscam bilhões de dólares em tesouros nazistas roubados da Europa acreditam ter encontrado a localização de toneladas de ouro debaixo de antigo castelo alemão. Os pesquisadores acreditam ter encontrado 28 toneladas de ouro roubadas …

Coreia do Sul registra aumento de casos de coronavírus e teme nova onda da epidemia

A Coreia do Sul anunciou nesta quinta-feira (28) o maior aumento de novas contaminações por coronavírus em quase dois meses, devido a um surto de casos em um armazém de uma empresa de comércio …

Desigualdade eleva letalidade da covid na favela, diz estudo

Quase todos os dias, com ou sem pandemia, a diarista Joceliane Gomes Santos de Freitas, 29 anos, sai de casa às 7h em Barra do Ceará, comunidade de Fortaleza onde mora com o marido e …

Descoberta galáxia raríssima em forma de "anel de fogo" a 10 bilhões de anos-luz

Astrônomos capturaram uma imagem de uma galáxia localizada a cerca de 10,8 bilhões de anos-luz de distância. Mas o que realmente impressionou os pesquisadores é que se trata de um tipo muito raro: uma galáxia …