Universidade chinesa retira “liberdade de pensamento” de seu regulamento

Uma importante universidade chinesa removeu referências à “liberdade de pensamento” de seu regulamento, desencadeando um raro ato de desafio dos estudantes, enquanto duas outras instituições acrescentaram linguagem enfatizando a lealdade ao presidente Xi Jinping e ao Partido Comunista.

Um vídeo que circulou nesta semana mostrou estudantes da Universidade Fudan de Xangai cantando a música da escola – que exalta “independência acadêmica e liberdade de pensamento” – em um aparente protesto.

A mudança de estatuto da Fudan foi anunciada pelo Ministério da Educação em seu site na noite de terça-feira (17) e as críticas rapidamente se espalharam pelas mídias sociais antes que os sempre vigilantes censores online da China agissem para excluir postagens e bloquear discussões.

Além de remover a “liberdade de pensamento”, o regulamento acrescenta “armar as mentes de professores e alunos com a nova era da ideologia socialista de Xi Jinping com características chinesas”.

Também obriga o corpo docente e os alunos a aderirem aos “valores socialistas fundamentais” e a criar um ambiente de campus “harmonioso” – uma frase em código para a eliminação do sentimento antigovernamental.

O ministério anunciou mudanças pró-governo semelhantes para a Universidade de Nanjing, no leste da China, e a Universidade Normal de Shaanxi, no norte, no início deste mês, embora nenhuma instituição tenha mencionado anteriormente a liberdade de pensamento.

Xi assumiu o cargo em 2012 e implementou uma campanha para aumentar o domínio do Partido Comunista e construir um culto à personalidade em torno de si, que inclui apelos à adesão a um “Pensamento Xi Jinping” vagamente definido, lembrando os dias do fundador comunista Mao Zedong.

O governo de Xi estrangulou ativistas e outros críticos, ao mesmo tempo em que pressionava o dogma marxista em toda a sociedade chinesa, da política à cultura e à educação. Mas mesmo os estudantes marxistas enfrentaram uma reação negativa, pois a polícia reprimiu alguns que apoiaram um movimento pelos direitos trabalhistas no ano passado.

Os riscos de desafiar Xi impediram uma grande reação do público. Mas a Fudan, uma das instituições de ensino superior mais seletivas da China, também está entre as mais liberais, com um corpo discente orgulhoso de sua reputação de relativa liberdade acadêmica.

Em um breve clipe, dezenas de pessoas são vistas cantando a música da escola em uma cantina do campus na quarta-feira, quando um segurança parece adverti-los levemente. “Eu gostaria que os alunos tivessem tido o direito de expressar suas opiniões sobre a alteração do regulamento”, disse um estudante que deu apenas seu sobrenome, Song, nesta quinta-feira (19).

Outros disseram que não esperam muito impacto prático. “Acho que as pessoas devem se expressar, e eu, pessoalmente, concordo com a liberdade de pensamento”, disse uma mulher que planeja se matricular em estudos de pós-graduação na Fudan. “Continuarei mantendo minha posição.”

Atualmente, Pequim está enfrentando protestos antigovernamentais de Hong Kong, nos quais estudantes universitários tiveram um papel de destaque. O governo da China já mantém um olhar atento sobre os campi universitários, que incubaram alguns dos movimentos políticos mais importantes do século XX no país.

Em 1989, milhares de estudantes universitários participaram de protestos pró-democracia na Praça da Paz Celestial de Pequim, provocando uma repressão sangrenta que continua sendo um assunto tabu.

// RFI

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

“Bolsonaro não está dando os anéis, mas os dedos para tentar salvar o braço”, diz cientista política

O novo ministro super poderoso do governo de Jair Bolsonaro, Ciro Nogueira, nomeado para a Casa Civil, toma posse esta semana. Apesar de todo o fisiologismo, a analista Graziella Testa, da Escola de Políticas …

Não vacinados ameaçam combate à covid nos EUA

Em meio à disseminação de teorias da conspiração e a uma alta das infecções pelo coronavírus entre não vacinados, autoridades de saúde dos EUA lutam para convencer mais pessoas a se imunizarem contra a covid-19. Em …

Helicóptero da NASA estabelece novo recorde durante seu 10º voo em Marte

Neste sábado (24) o pequeno helicóptero da NASA em Marte, Ingenuity, conseguiu ultrapassar a marca de 1,6 km de distância percorrida acumulada após sobrevoar uma região rochosa na cratera Jezero. No sábado, o helicóptero robótico completou …

A curiosa rejeição de parte dos franceses ao passaporte sanitário na pandemia

No país onde o debate é uma espécie de esporte nacional, qualquer imposição verticalizada do governo pode ser considerada um acinte. Desde a Revolução, os franceses alimentam uma espécie de ojeriza ao compulsório que …

Astrônomo amador descobre nova lua na órbita de Júpiter

O corpo celeste recebeu o nome provisório de EJc0061 e mais provável é que seja um novo membro do grupo Carme, que orbita o planeta junto a outras 78 luas. O estudante Kai Ly se tornou …

Microsoft diz que 70% dos brasileiros já foram alvos do golpe de suporte técnico

Imagine estar navegando pela internet e se deparar com uma janela afirmando que há algo de errado com sua instalação do Windows. Ao clicar, você consegue entrar em contato com um técnico, que dá instruções …

Orçamento recorde não salva Jogos Olímpicos de Tóquio do desânimo causado pela Covid-19

Os jornais franceses desta detalharam o desafio dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que começaram oficialmente nesta sexta-feira (23) sob a ameaça da Covid-19 e uma impopularidade recorde no Japão. Para a imprensa …

Comunidade LGBTQ da Hungria teme repressão e perseguições

Nos últimos meses, Boldizsár Nagy teve que lidar com situações que nunca imaginara. Por muito tempo, ele foi um jornalista e editor de livros infantis desconhecido, "ninguém especial", em suas próprias palavras. Quando, em 2020, ele …

68 anos! Conheça a história do homem com a maior crise de soluço do mundo

Você provavelmente já teve soluços ao longo da vida, certo? Alguns minutos de soluço são suficientes para deixar qualquer um emburrado. Mas já pensou soluçar por nada menos que 68 anos seguidos? Pois foi isso …

Mesmo após crise gerada por pandemia, Brasil terá 10 milhões de desempregados, dizem economistas

Com a aceleração da vacinação na maior parte do país, os brasileiros já começam a vislumbrar uma luz no fim do túnel da pandemia do coronavírus. Diante da perspectiva de gradual volta à normalidade, espera-se …