Vacinação em SP começa em janeiro, segundo diretor do Butantan

USACE Europe District / Flickr

Com a pandemia, inúmeras empresas estão dedicadas ao desenvolvimento de uma vacina que possa ajudar na luta contra a COVID-19. Nesta quarta-feira (12), o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, afirmou que o estado de São Paulo pode iniciar a vacinação em janeiro de 2021.

Acontece que, em meio a essa corrida pela vacina, o Instituto Butantan fez acordo com a farmacêutica chinesa Sinovac para testar e produzir o imunizante.

Os ensaios clínicos envolvem 9 mil voluntários em 12 centros de pesquisa, e os testes da vacina também estão sendo feitos em Campinas, pelo Hospital de Clinicas da Unicamp. 500 voluntários recebem a vacina até o fim do mês.

Durante a entrevista, o diretor do Instituto Butantan afirmou que o estudo chinês é atualmente o mais avançado do mundo, e que a vacina depende de resultados positivos de eficácia e segurança para obter registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Já em relação à China, a vacina já está sendo produzida e aguarda autorização de uso emergencial.

Excesso de otimismo?

Frente a essa previsão de vacinação em janeiro, Dimas Tadeu Covas foi questionado sobre excesso de otimismo, considerando que os ensaios clínicos ainda estão em andamento, e respondeu que a vacina da chinesa Sinovac já está em processo de produção e chegou muito rapidamente nessa fase porque eles já tinham iniciado o seu desenvolvimento lá atrás, quando teve a epidemia de SARS (síndrome respiratória aguda grave).

A expectativa do diretor quanto à vacina chinesa no Brasil é de que, em outubro, teremos 5 milhões; em novembro, 5 milhões; e em dezembro, mais 5 milhões. Segundo o diretor, o estudo publicado envolveu 744 pessoas. A indução da imunidade protetora tanto celular quanto humoral foi acima de 90% nos indivíduos vacinados.

Ele ainda defendeu que janeiro é um prazo realista para o início da imunização, e que a forma como o estudo foi desenhado é muito propícia considerando a atual situação, a incidência de casos, os profissionais de saúde expostos.

Grupos prioritários ainda não foram definidos no estado de São Paulo,  mas Covas reiterou que o perfil será muito assemelhado ao da vacina da gripe: indivíduos idosos, com comprometimento imunológico, comorbidades, muito expostos, profissionais de saúde e de segurança.

O diretor esclareceu que se trata, num primeiro momento, de uma população que não vai passar de 50 milhões, e então ficaria uma segunda etapa da vacinação para atingir a imunidade de rebanho, para controlar definitivamente a circulação do vírus.

Mas para isso, ressaltou a necessidade de 95% de adesão da população. Covas contou também que a vacina já vem com seringa, e essas 15 milhões iniciais são doses únicas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

George W. Bush: o suposto plano para matar ex-presidente dos EUA desbaratado pelo FBI

Um simpatizante do Estado Islâmico planejava assassinar o ex-presidente dos EUA George W. Bush, mas o plano foi descoberto pelo FBI (polícia federal americana), segundo autoridades dos Estados Unidos. O suspeito, um residente de Ohio, supostamente …

O que se sabe sobre misterioso surto de varíola dos macacos

Casos recentes da doença na América do Norte e Europa acenderam o alerta entre especialistas. Endêmico na África, vírus é transmitido por animais contaminados e por contato próximo prolongado entre pessoas. Autoridades de saúde na América …

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …