Vaticano tentou abafar orgia homossexual com cocaína do capelão do Papa

O escândalo só chegou a público na semana passada, mas há cerca de dois meses a polícia do Vaticano pegou em flagrante um sacerdote de 50 anos, capelão do Papa e secretário de um dos seus mais próximos conselheiros, em uma orgia homossexual – com muita cocaína à mistura.

A imprensa italiana começou a reportar o caso a semana passada, sem revelar nomes dos envolvidos, e só agora se sabe que no centro do escândalo está o monsenhor Luigi Capozzi, de 50 anos, capelão do Papa em 2007 e secretário do Cardeal Francesco Coccopalmerio, o líder do Conselho Pontifício do Vaticano para os Textos Legislativos e um dos mais próximos conselheiros de Francisco.

Papa Francisco “furioso”

Neste momento, não é sequer certo quando a polícia do Vaticano flagrou a orgia, mas tudo teria acontecido há dois meses, com o Vaticano tentando abafar o caso.

Depois das acusações de abuso sexual de menores contra o Cardeal Pell, considerado o “número 3” do Vaticano, o novo escândalo é “mais uma pedra no sapato do Papa Francisco”, escreve o jornal italiano Il Fatto Quotidiano, um dos primeiros a reportar o novo caso.

Fontes afirmam que a orgia teria sido ocultada do próprio Papa Francisco, até que ele se deparou com o assunto nos jornais. Francisco teria ficado “furioso” e pretenderia que o assunto fosse tratado com a “máxima clareza”, refere o jornal Libero Quotidiano.

Queixas de barulho e de visitas constantes de “jovens”

A mídia italiana revela detalhes sobre o escândalo, afirmando que a polícia do Vaticano irrompeu orgia adentro, apanhando cocaína e vários homens nus, entre os quais o Monsenhor Capozzi.

A orgia estaria ocorrendo no apartamento habitado por Capozzi no chamado Palácio do Santo Ofício, onde vivem vários cardeais e onde viveu o Papa Bento XVI, antes de ser designado. Naturalmente, tendo em conta o posicionamento na hierarquia do Vaticano, deveria ser o Cardeal Francesco Coccopalmerio a ocupar a habitação, mas o certo é que era seu subordinado que morava lá.

A intervenção da polícia do Vaticano surgiu depois de queixas dos outros inquilinos, quase todos cardeais, devido ao barulho excessivo e ao “fluxo constante de jovens homens”, conforme relata o Il Fatto Quotidiano.

A imprensa italiana aponta ainda que o capelão do Papa tinha direito a um carro de luxo, com a placa da Santa Sé, que lhe permitia transportar a quantidade de drogas que desejasse sem que a polícia italiana o importunasse.

Aparentemente, a orgia estava tão regada à drogas que o Monsenhor Capozzi foi levado para fazer uma desintoxicação em uma clínica, depois de ser apanhado em flagrante. Finalmente, teria ido para um “retiro espiritual”.

Neste momento, seu paradeiro é incerto, mas já teria sido afastado do cargo de secretário do Cardeal Coccopalmerio, embora continue a surgir no site do Conselho Pontifício do Vaticano para os Textos Legislativos como fazendo parte da equipe cristã.

Comprometida ficou também sua nomeação para bispo, que tinha sido proposta pelo seu superior hierárquico.

“É absurdo que o Cardeal Coccopalmerio não soubesse”

E mesmo que o Cardeal Coccopalmerio não tenha sido apanhado envolvido na orgia, há quem defenda que ele deve ser aposentado à força, em virtude do escândalo, segundo nota o Libero Quotidiano – até porque muitos consideram que é impossível que o Cardeal não soubesse das orgias do seu secretário.

“Dada a monitorização e os sussurros que ocorrem no Vaticano, é improvável até ao ponto do absurdo que o Cardeal Coccopalmerio não soubesse das atividades do Monsenhor Capozzi”, considera Michael Hichborn, presidente do Instituto Lepanto, organização baseada nos EUA que defende os princípios mais conservadores da Igreja Católica.

Michael Hichborn diz ainda que, “se considerarmos o documento de 300 páginas sobre o lobby homossexual entregue por Bento XVI, antes de resignar, há muitas probabilidades de que muitos dos que trabalham no Vaticano estivessem a par das atividades de Capozzi, e que tais atividades estejam também acontecendo com outros clérigos”.

Há quem lembre também que, em uma entrevista de 2014, Coccopalmerio destacou que os sacerdotes devem realçar as “realidades positivas” das relações homossexuais.

Nos últimos tempos, Hichborn, que lidera o órgão que interpreta as Leis da Igreja, tem sido um dos fortes aliados do Papa Francisco no âmbito da política de abertura do Pontificado no que concerne à permissão aos divorciados para se casarem novamente.

// ZAP

COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Que falta de vergonha. Esse lixos deveriam ter sido presos por se aproveitarem dos cargos e provavelmente participar de estupro de menores. Essa falta de punição aos clérigos da igreja católica pelo mundo deveria já ter acabado faz décadas. E ainda vão em frente ao púlpito pra falar mal dos homosexuais, quando boa parte entre eles são muito mais imorais que aqueles que não se escondem atrás de uma batina para enganar o povo é determinar seus direitos.

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Dois anos após mortes de Marielle e Anderson, Anistia Internacional cobra identificação de mandantes

Dois anos após os assassinatos da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) e do motorista Anderson Gomes, em 14 de março de 2018, o crime permanece sem solução e ilustra a impunidade no combate à violência …

Coronavírus poderia ser a 1ª de muitas outras pandemias futuras, adverte cientista

Apesar do registro de mais de um milhão de infectados à escala mundial, a doença poderia ser suplantada por patologias bem mais perigosas. Comparando com as doenças que poderiam reaparecer como resultado do aquecimento global, o …

Pesquisadores portugueses revelam que os neandertais foram pioneiros na exploração de recursos marinhos

Um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) descobriu que a familiaridade dos hominídeos com o mar e os seus recursos é muito mais antiga do que se pensava – ao que …

Filipinas: presidente Duterte diz que polícia deve matar quem perturbar confinamento

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, disse que as forças de ordem podem abater qualquer pessoa que provoque “transtornos” nas regiões onde o confinamento da população foi decretado. As autoridades do país tentaram minimizar as declarações …

Evangélicos fazem coro com Bolsonaro e negam riscos do coronavírus

O presidente Jair Bolsonaro gosta de copiar o seu ídolo americano, Donald Trump – da suposta inofensividade do coronavírus até os poderes de cura de medicamentos como cloroquina e hidroxicloroquina, passando pela teoria da conspiração …

'Estamos em guerra': França confiscou 1 milhão de máscaras destinadas à Espanha e Itália

Os dois países se envolveram em uma disputa diplomática depois que parte das máscaras com destino a outros países vindas da China foram retidas em cidades francesas. As autoridades francesas apreenderam milhões de máscaras que uma …

Sobrevivente da 2ª Guerra e Gripe Espanhola se cura do coronavírus ao 104 anos

Depois da Segunda Guerra Mundial e da pandemia de gripe espanhola, a nova inimiga do soldado aposentado William ‘Bill’ Lapschies, nascido em Salem em 1916, foi a Covid-19 – e ele venceu a batalha! Aos 104 …

Quarentena em todo o mundo deixou a crosta terrestre mais "silenciosa"

As medidas de isolamento social adotadas para conter o novo coronavírus (SARS-CoV-2) estão deixando a Terra mais silenciosa - ao menos para os “ouvidos” sensíveis dos sismógrafos. É que as atividades humanas, tais como a circulação …

UE teme que política autoritária adotada na Hungria por causa do coronavírus tenha efeito dominó no bloco

Em nome da luta contra o novo coronavírus, a Hungria estabeleceu estado de emergência e concedeu poderes ilimitados ao governo de Viktor Orbán. A Europa condena o uso político da pandemia da Covid-19 e …

Grécia põe campo de refugiados em quarentena após infeção

Autoridades confirmam ao menos 20 infecções, todas sem sintomas. Exames foram feitos após uma mulher que deu à luz ter testado positivo para o novo coronavírus no hospital. A Grécia colocou em quarentena o campo de …