Wuhan planeja testar toda a população após novos casos de covid-19

Berço da pandemia de covid-19, cidade chinesa anunciou planos para administrar testes em seus 11 milhões de habitantes, após o relato de novos casos de contágio. Região não registrava novas infecções desde 4 de abril.

A cidade chinesa de Wuhan, considerada o berço da pandemia do novo coronavírus, anunciou que planeja realizar testes em toda a população da cidade depois que surgiram novos casos pela primeira vez em semanas, comunicou a mídia estatal chinesa nesta terça-feira (12/05).

Autoridades receberam ordens para apresentar planos para administrar testes de ácidos nucleicos em todos os 11 milhões de moradores de Wuhan, de acordo com um comunicado oficial divulgado por agências de notícias.

“Cada distrito deve fazer planos e arranjos para realizar testes de ácido nucleico em toda a população em sua jurisdição dentro de um prazo de 10 dias”, diz trecho do comunicado, sem deixar claro quando serão iniciados os testes.

A estratégia foi divulgada depois que Wuhan registrou o primeiro grupo de novas infecções por covid-19 desde que a cidade foi reaberta em 8 de abril, após uma quarentena de 76 dias. Seis novos casos foram registrados nos últimos dois dias num complexo residencial no distrito de Dongxihu.

Wu Zunyou, epidemiologista-chefe do Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, disse à emissora estatal CCTV que “não é necessário” que todas as pessoas em Wuhan sejam testadas. “Bairros sem nenhum caso não precisam examinar cada indivíduo”, disse Wu, que acrescentou que a triagem em grande escala deve se concentrar em “trabalhos-chave” e outros critérios.

Na opinião do diretor da UTI do hospital Zhongnan em Wuhan, Peng Zhiyong, o governo deve se concentrar em grupos de risco, como aqueles que estiveram em contato próximo com pacientes com covid-19 e suas famílias, equipes médicas, idosos e pessoas com outras patologias.

Por sua vez, o vice-diretor do departamento de biologia patogênica da Universidade de Wuhan, Yang Zhanqiu, afirmou acreditar que Wuhan está tentando realizar uma “investigação epidemiológica para determinar a situação atual” do coronavírus na cidade, o que também serviria para fazer com que os residentes se sentissem mais confiantes e participassem mais ativamente do processo de retorno ao trabalho e às escolas.

A China tem conseguido controlar o vírus, em grande parte. Mas há preocupação de uma segunda onda. Nas últimas semanas, nichos do coronavírus surgiram nas províncias de Jilin e Heilongjiang, que fazem fronteira com a Rússia.

Wuhan e a província da qual é a capital, Hubei, estavam sem registro de novos casos locais desde 4 de abril. A região soma 80% dos casos detectados na China e 97% das mortes.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Revelada consequência grave da COVID-19 mais frequente do que se acreditava

Novo estudo revelou que os pacientes com COVID-19 que foram internados em unidades de terapia intensiva (UTI) têm mais possibilidade de desenvolver deficiências cognitivas contínuas. O estudo de quase 150 pacientes internados no início da pandemia …

Fundo de Bill Gates investe US$ 50 milhões em robôs agricultores que poupam água

A startup norte-americana Iron Ox recebeu um aporte de US$ 53 milhões (R$ 280,5 milhões) para melhorar sua tecnologia de robôs usados na agricultura e que consomem 90% menos água que plantações tradicionais. O dinheiro veio …

Bolsonaro pede à população que tome banho frio e evite elevador

O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta quinta-feira (23/09) à população que tome banho frio e evite usar o elevador para economizar energia elétrica. "Aqui são três andares. Quando tem que descer, mesmo que o elevador esteja …

A incrível descoberta que indica presença humana nas Américas muito antes do que se pensava

Novas descobertas científicas apontam que humanos chegaram às Américas pelo menos 7 mil anos antes do que se estimava anteriormente. As pesquisas em torno do momento em que o continente americano passou a ser povoado a …

Mianmar: Justiça americana ordena quebra de sigilo do Facebook para investigar ameaças contra rohingyas

Um juiz americano ordenou ao Facebook que divulgue os arquivos de contas ligadas de membros do exército birmanês e de milícias budistas que perseguiram a minoria Rohingya em Mianmar. A decisão, que encontra resistência …

Eduardo Bolsonaro está com covid-19

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está com covid-19. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24/09) por vários sites brasileiros de notícias. O próprio Eduardo teria confirmado seu diagnóstico ao portal …

Covid: o que alta em internação de idosos revela sobre efetividade da vacina e 3ª dose

As últimas estatísticas de casos, internações e mortes por covid-19 no Brasil trazem uma conclusão importante: as vacinas funcionam e protegem contra as formas graves da doença, mas algumas pessoas mais vulneráveis realmente precisam tomar …

Líder separatista catalão Carles Puigdemont é detido na Itália

Carles Puigdemont, que foi presidente do governo regional catalão durante a declaração de independência frustrada de 2017, foi detido na ilha italiana da Sardenha (oeste) nesta quinta-feira (23) após quatro anos foragido da justiça …

Por que as drogas psicodélicas estão mais perto do mercado convencional

O aumento da permissão de uso de psicodélicos como terapia promete transformar a forma como vemos o extraordinário. Foi em 1971 que Rick Doblin usou LSD pela primeira vez. Era uma tarde de sábado na Flórida, em …

Covid-19: EUA autorizam 3ª dose da vacina da Pfizer para idosos e grupos de risco

Os Estados Unidos autorizaram nesta quarta-feira a aplicação de uma terceira dose da vacina contra a covid-19 da Pfizer para maiores de 65 anos, pessoas com alto risco de contrair uma forma grave da …