Xi deixa alerta para Biden: protecionismo norte-americano pode gerar ‘nova Guerra Fria’

United Nations / Flickr

Xi Jinping, o presidente da China

O líder chinês deixou um aviso para o presidente norte-americano, Joe Biden: os EUA arriscam entrar em uma nova Guerra Fria se continuarem com as políticas protecionistas do ex-presidente Donald Trump.

Em um discurso virtual na segunda-feira (25) durante o primeiro dia do Fórum Econômico Mundial (WEF, na sigla em inglês), o presidente chinês, Xi Jinping, pediu uma abordagem multilateral para resolver a crise econômica causada pelo novo coronavírus e que a pandemia não deve ser usada como uma desculpa para reverter a globalização em favor da “dissociação e isolamento”.

“Construir pequenos círculos ou iniciar uma nova Guerra Fria, rejeitar, ameaçar ou intimidar os outros, impor deliberadamente dissociação, interrupção do fornecimento ou sanções e criar isolamento ou alienação só vai empurrar o mundo para a divisão e até mesmo para o confronto”, afirmou Xi, citado pelo jornal The Guardian.

O líder chinês evitou mencionar o presidente norte-americano, Joe Biden, ou os EUA, mas deixou claro que a China não seria ditada por Washington, aponta a mídia. Repetindo a defesa do multilateralismo feita no mesmo WEF há quatro anos, Xi disse que a alternativa era a lei da selva.

“Nenhum problema global pode ser resolvido por qualquer país sozinho. Deve haver ação global, resposta global e cooperação global […]. Devemos construir uma economia mundial aberta, apoiar o regime de comércio multilateral, descartar padrões, regras e sistemas discriminatórios e excludentes e derrubar barreiras ao comércio, investimento e intercâmbio tecnológico.”

Xi disse ainda que as relações entre os países devem ser coordenadas e reguladas por meio de instituições e regras adequadas. “O forte não deve intimidar o fraco. As decisões não devem ser tomadas simplesmente exibindo músculos fortes ou acenando com um punho grande”, ressaltou.

Até o momento, Biden não deu nenhuma indicação de que pretende suavizar a atitude linha dura do ex-presidente Donald de Trump em relação a Pequim.

Direitos humanos

Xi também deixou claro que a China não será influenciada por críticas aos direitos humanos, que recentemente se concentrou na repressão à dissidência em Hong Kong e no tratamento dos muçulmanos uigures, descrito como “genocídio” pelo secretário de Estado de Trump, Mike Pompeo.

“Não existem duas folhas no mundo idênticas, e nenhuma história, cultura ou sistema social é igual. Cada país é único com sua história, cultura e sistema social, e nenhum é superior ao outro […]. A diferença em si não é motivo para alarme. O que soa o alarme é arrogância, preconceito e ódio; é a tentativa de impor hierarquia à civilização humana ou de forçar sua própria história, cultura e sistema social sobre os outros”, comentou o líder chinês.

O 51º Fórum Econômico Mundial teve início nesta segunda-feira (25) com a intervenção do secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, e continua até a sexta-feira (29).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Oxford testa ivermectina como possível tratamento contra covid-19

Universidade quer verificar se medicamento antiparasitário pode trazer benefícios a infectados pelo coronavírus e evitar hospitalizações. Remédio é defendido por Bolsonaro como parte do chamado tratamento precoce. A Universidade de Oxford, no Reino Unido, afirmou nesta …

Aquecimento global fará milhões de vítimas, diz texto da ONU

Dezenas de milhões de pessoas deverão sofrer de fome, seca e doenças nas próximas décadas devido às mudanças climáticas, segundo rascunho de relatório de 4 mil páginas preparado por painel de especialistas. As mudanças climáticas irão …

Blocos flutuantes podem indicar que Vênus está geologicamente ativo

Uma equipe internacional de cientistas descobriu que a superfície de Vênus possui um manto gelatinoso, com pedaços sólidos de crosta flutuando e se movimentando como blocos de gelo. Para os especialistas, esta atividade fornece possíveis indicações …

Fábrica russa eliminará deficiências na produção da Sputnik V de acordo com recomendações da OMS

Em resultado de inspeções efetuadas na Rússia, o grupo de especialistas da Organização Mundial da Saúde fez várias observações sobre a fabricação da vacina Sputnik V. Estas são ligadas principalmente à proteção do meio ambiente …

Brasil ultrapassa Índia e volta a ser líder mundial em mortes diárias por coronavírus

Em meio ao avanço da terceira onda da pandemia, o Brasil ultrapassou a Índia e voltou à liderança do número de mortes diárias por covid-19 registradas, em média. São mais de 2.000 óbitos registrados por …

Rajadas rápidas de rádio ajudarão a mapear distribuição de matéria no universo

O novo levantamento dos dados coletados pelo radiotelescópio CHIME (Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment) resultou em mais de 500 rajadas rápidas de rádio devidamente catalogadas, todas feitas durante o primeiro ano de atuação do telescópio. Agora, …

Lider da UE chama lei húngara anti-LGBT de vergonha

Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, afirma que vai usar poderes de que dispõe para garantir direitos de todos os cidadãos do bloco. Países pediram à UE que agisse. A presidente da Comissão Europeia, …

Apesar de ter vacinado mais da metade da população, Israel teme 2ª onda de Covid

O primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus. Segundo ele, o aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta, “importada” por …

Cientistas resolvem enigma de esculturas de pedra de 3.200 anos da Turquia

Um recente estudo permitiu descobrir finalmente o significado e a função dos relevos em pedra criados há 3.200 anos no santuário de Yazilikaya, na Turquia, após 200 anos de conjeturas. No século XIII a.C., a alguns …

EUA não devem esperar retomada do diálogo com Pyongyang, diz irmã de Kim Jong-un

As expectativas de retomada do diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte são erradas, podendo levar a uma "decepção ainda maior", declarou a irmã do líder norte-coreano. Na terça-feira (22), Kim Yo Jong, alta …