Mais de 18 mil pessoas são demitidas após decreto de lei na Turquia

UNAOC / Flickr

Recep Tayyip Erdogan, o presidente da Turquia

Mais de 18 mil pessoas foram demitidas na Turquia neste domingo (8), incluindo vários membros das forças de segurança, professores e acadêmicos, na sequência da publicação de uma lei no diário oficial turco.

Ao todo, 18.632 pessoas, entre as quais mais de 9 mil funcionários da polícia e 6 mil das forças armadas turcas, viram seu nome publicado no documento. Em contrapartida e, de acordo com o mesmo texto, foram readmitidas na função pública 148 pessoas que perderam seus empregos em decretos anteriores.

A mídia local turca afirma se tratar do último decreto antes de um provável levantamento do estado de emergência. Os veículos de comunicação turcos revelam que o regime de exceção será levantado nesta segunda-feira (9), após a posse de Erdogan, reeleito no cargo no dia 24 de junho.

O fim do estado de emergência foi uma das promessas eleitorais do presidente turco. O decreto determinou também o encerramento de 12 associações, três jornais e uma cadeia televisiva.

O estado de emergência foi decretado pelo presidente turco, Recep Erdogan, no dia seguinte à tentativa de golpe de Estado de julho de 2016, que o vice-primeiro ministro da Turquia nega que tenha sido orquestrado pelo próprio Erdogan, e após o qual o presidente turco lançou uma caça às hierarquias militares, meios acadêmicos e jornalistas.

Em coletiva de imprensa para assinalar o 1º aniversário do golpe, o vice-primeiro-ministro, Numan Kurtulmus, considerou que o episódio não tinha sido “uma tentativa de golpe controlado, mas sim uma tentativa de defender o povo turco”.

“Nosso objetivo é encontrar todos aqueles que têm ligações a essa organização [do golpe] e a apoiam. Estamos tentando eliminá-los da sociedade“, declarou na época Kurtulmus.

A organização não-governamental Human Rights Joint Platform indicou que 112.679 pessoas foram demitidas no dia 20 de março, incluindo mais de 8 mil nas forças armadas, cerca de 33 mil do Ministério da Educação e 31 mil do Ministério do Interior. Destas, 22.600 pertenciam à direção-geral de Segurança.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

TikTok impõe restrições em anúncios de emagrecimento para combater gordofobia

O TikTok anunciou nesta quarta-feira (23) uma série de novas regras que restringem a veiculação de anúncios de aplicativos e suprimentos de emagrecimento dentro da plataforma. Segundo o comunicado oficial da rede social, o objetivo das …

Volkswagen vai indenizar ex-trabalhadores que denunciaram ditadura militar no Brasil

A subsidiária da montadora alemã Volkswagen anunciou que vai indenizar ex-trabalhadores por violações de direitos humanos no Brasil. Como reconhecido pela própria empresa, seus serviços de segurança interna colaboraram com a ditadura militar brasileira …

Coreia do Sul acusa Norte de ter matado brutalmente um de seus funcionários desaparecido

A Coreia do Sul afirmou que um dos funcionários de seu Ministério dos Oceanos e Pesca foi morto e queimado após ter desaparecido durante o serviço no mar. O funcionário de 47 anos teria desaparecido nesta …

Pedaço de gelo quase do tamanho do Recife se descola da última plataforma do Ártico

Um pedaço de quase 110 quilômetros quadrados de gelo se desprendeu da última plataforma de gelo da Groenlândia, chamada de Nioghalvfjerdsfjorden ou 79N. A título de comparação, o tamanho da parte que se soltou equivale …

Blue Origin quer criar habitats espaciais comerciais já na década de 2020

Parece que a Blue Origin, empresa de Jeff Bezos focada em voos espaciais comerciais, está mesmo querendo entrar no novíssimo e vindouro mercado de habitats na órbita da Terra — e pode ter a NASA …

Brasil é líder em conflitos socioambientais na Amazônia

Dono da maior extensão de Floresta Amazônica, o Brasil também é campeão em conflitos socioambientais na região. Um levantamento inédito comparando a situação de quatro países mostrou que, dos 1.308 confrontos registrados em 2017 e …

Lukashenko toma posse em cerimônia secreta em Belarus

O presidente de Belarus prestou juramento, nesta quarta-feira (26), em uma cerimônia mantida em sigilo. Este é o sexto mandato do chefe de Estado, no poder há 26 anos. "Alexander Lukashenko prestou juramento no idioma bielorrusso, …

Pássaros sacrificados como oferenda aos deuses são encontrados no Egito

Milhões de aves, que teriam sido utilizadas como oferenda aos deuses Hórus, Rá ou Thoth foram encontradas por uma equipe de arqueólogos no Egito. Os arqueólogos da Universidade Claude Bernard Lyon estavam trabalhando nas escavações de …

Navalny deixa hospital em Berlim

Oposicionista russo recebe alta após um mês de tratamento para curar envenenamento por agente neurotóxico do tipo Novitchok. Médicos dizem que recuperação total é possível, mas não sabem estimar efeitos de longo prazo. O oposicionista russo …

Governo pede suspensão de filme da Netflix após acusações de pedofilia

Após diversas acusações de pedofilia nas redes sociais ao filme Lindinhas, que estreou com exclusividade na Netflix, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos pediu a suspensão e investigação sobre sua distribuição …