Líderes mundiais saúdam cessar-fogo entre Israel e Hamas

Mohammed Saber / EPA

Líderes mundiais saudaram o cessar-fogo entre Israel e o Hamas, intermediado pelo Egito, que começou às 2h (horário local) desta sexta-feira (21/05). Não houve registro de novos disparos nas primeiras horas de vigor do acordo.

Ambas as partes alertaram, no entanto, que o cessar-fogo seria suspenso em caso de violação pelo outro lado. “A decisão de retomar os ataques com foguetes contra Israel continua sendo uma opção”, afirmou um porta-voz das Brigadas al-Qassam, a ala militar do Hamas, em entrevista à televisão islâmica al-Aqsa.

Os militares israelenses suspenderam as medidas de segurança para o sul do
país, área mais afetada pelos foguetes dos militantes palestinos.

“Chance à paz duradoura”

Em discurso na Casa Branca, o presidente dos EUA, Joe Biden, saudou o cessar-fogo como uma chance de progresso rumo a uma paz duradoura na região. Ele também agradeceu aos líderes egípcios que mediaram a trégua.

Israel e o Hamas se confrontavam há 11 dias depois que as tensões aumentaram em Jerusalém por causa dos despejos de famílias palestinas e da repressão policial israelense contra fiéis palestinos na mesquita de al-Aqsa, m Jerusalém Oriental.

O Ministério da Saúde de Gaza contabilizou pelo menos 232 palestinos foram mortos durante o conflito, incluindo 64 crianças, além de 1.620 feridos. Em Israel, as autoridades registraram a morte de 12 pessoas, entre as quais dois menores, e 340 feridos.

UE elogia esforços

Biden prometeu reabastecer o sistema de Domo de Ferro de Israel e disse que seu governo trabalhará com a Autoridade Palestina para fornecer ajuda humanitária a Gaza.

“Acredito que israelenses e palestinos merecem igualmente viver com segurança e desfrutar de medidas iguais de liberdade, prosperidade e democracia”, disse Biden. “Acredito que temos uma oportunidade genuína de fazer progressos e estou empenhado em trabalhar para isso”, acrescentou.

O Departamento de Estado americano anunciou que o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, irá ao Oriente Médio e se encontrará com seus colegas israelense e palestino nos próximos dias.

O presidente egípcio, Abdel Fattah el-Sissi, agradeceu a Biden, através do Twitter, por seu papel nos esforços de cessar-fogo após comentários da Casa Branca.

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, enalteceu os esforços para o acordo. “A União Europeia congratula o anunciado cessar-fogo que põe fim à violência em Gaza e arredores. Louvamos o Egito, o Catar, as Nações Unidas, os Estados Unidos e outros que desempenharam um papel facilitador neste processo”, disse Borrell, através de nota.

“Estamos consternados e lamentamos a perda de vidas ao longo destes últimos 11 dias”, acrescentou o Alto Representante da UE para a política externa, observando que a situação na Faixa de Gaza era “há muito insustentável”.

Alemanha e Reino Unido

O chefe da diplomacia alemã saudou o cessar-fogo, mas ponderou que agora é necessário “atacar as causas profundas” do conflito. “É bom que um cessar-fogo tenha ocorrido”, comemorou no Twitter o ministro alemão do Exterior, Heiko Maas, e que “não haja mais vítimas”. Ele, que regressou de uma visita nesta quinta-feira a Israel e aos territórios palestinos, enviou um “grande obrigado ao Egito pela sua mediação”, que resultou no cessar-fogo.

“Agora é momento de atacar as causas profundas, restaurar a confiança e encontrar uma solução para o conflito no Médio Oriente”, concluiu Maas.

O secretário do Exterior do Reino Unido, Dominic Raab, também elogiou a trégua. “Todos os lados devem trabalhar para tornar o cessar-fogo durável e acabar com o ciclo inaceitável de violência e perda de vidas civis”, tuitou Raab. “O Reino Unido continua apoiando os esforços para trazer a paz.”

“Saúdo o cessar-fogo entre Gaza e Israel, após 11 dias mortais de hostilidades”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, expressando suas condolências aos que morreram na violência e a seus entes queridos. Guterres pediu aos líderes israelenses e palestinos que discutam as “raízes” do conflito.

“Enfatizo que os líderes israelenses e palestinos têm uma responsabilidade, além da restauração da tranquilidade, para iniciar um diálogo sério visando as raízes do conflito”, acrescentou. “Gaza é parte integrante de qualquer futuro Estado palestino, e nenhum esforço deve ser poupado para trazer a reconciliação nacional e acabar com a divisão.”

O anúncio da trégua foi feito nesta quinta-feira pelo governo israelense. Poucas depois, o grupo islâmico Hamas confirmou a trégua “mútua e simultânea” com Israel. “Obtivemos garantias dos mediadores de que a agressão contra Gaza vai parar”, disse o porta-voz do Hamas em Gaza, Hazem Qassem sobre o papel do Egito e da ONU na resolução do conflito.

Segundo comunicado do gabinete de segurança do governo do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, foi aceita a proposta feita pelo Egito de um “cessar-fogo bilateral e incondicional, que entrará em vigor numa data posterior”.

Primeiras horas de trégua

O governo egípcio se comprometeu a enviar duas delegações para observar a implementação da trégua em Tel Aviv e nos territórios palestinos.

Além de Israel e do Hamas, o cessar-fogo também incluiu a Jihad Islâmica Palestina, o segundo grupo armado mais poderoso em Gaza.

Entre o anúncio da trégua e o início oficial do cessar-fogo, disparos de foguetes palestinos continuaram, e Israel realizou pelo menos um ataque aéreo.

Na Faixa de Gaza, milhares foram às ruas assim que o cessar-fogo entrou em vigor. Cercadas por ruínas, as pessoas expressaram seu alívio agitando bandeiras, soltando fogos de artifício, disparando tiros para o alto e gritando “Allahu akbar “(Deus é o maior). Celebrações semelhantes ocorreram na Cisjordânia.

No entanto, espera-se que dezenas de milhares de palestinos participem das orações semanais na mesquita de Al-Aqsa no final da sexta-feira, em evento com potencial para reacender o conflito.

Ciberia // Deutsche Welle

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …