A cidade mais antiga das Américas – com a mesma idade do Egito faraônico – está sendo invadida

Tendo sobrevivido por 5 mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob ameaça de posseiros alegando que a pandemia coronavírus os deixou sem outra opção a não ser ocupar a cidade sagrada.

A situação tornou-se tão ruim que a arqueóloga Ruth Shady, que descobriu o sítio de Caral no Peru, foi ameaçada de morte se ela não abandonar a investigação de seus tesouros.

Arqueólogos disseram a uma equipe da AFP que visitou Caral que invasões e destruição de posseiros começaram em março, quando a pandemia forçou um bloqueio nacional, informa o Science Alert.

“Há pessoas que vêm e invadem este local, que é propriedade do Estado, e o usam para plantar”, disse à AFP o arqueólogo Daniel Mayta.

“É extremamente prejudicial porque eles estão destruindo evidências culturais de 5 mil anos.”

Caral está situado no vale do rio Supe cerca de 182 quilômetros ao norte da capital Lima e 20km do Oceano Pacífico a oeste.

Desenvolvido entre 3 mil e 1.800 a.C. em um deserto árido, Caral é o berço da civilização nas Américas.

Seu povo era contemporâneo do Egito Faraônico e das grandes civilizações mesopotâmicas.

É 45 séculos mais antiga que o império inca.

Nada disso importava para os posseiros, porém, que aproveitaram a vigilância policial mínima durante 107 dias de confinamento para tomar mais de 10 hectares do sítio arqueológico Chupacigarro para plantar abacates, árvores frutíferas e feijões.

“As famílias não querem sair”, disse Mayta, 36.

“Explicamos a eles que este local é um patrimônio mundial (da UNESCO) e o que eles estão fazendo é sério e poderia vê-los ir para a cadeia.”

Ameaças de morte

Shady é o diretor da zona arqueológica de Caral e tem gerenciado as investigações desde 1996, quando começaram as escavações.

Ela diz que os traficantes de terras — que ocupam o estado ou protegeram terras ilegalmente para vendê-la para ganho privado — estão por trás das invasões.

“Estamos recebendo ameaças de pessoas que estão aproveitando as condições pandêmicas para ocupar sítios arqueológicos e invadi-los para construir cabanas e mexer a terra com máquinas … eles destroem tudo o que encontram”, disse Shady.

“Um dia eles ligaram para o advogado que trabalha conosco e disseram que iam matá-lo e a mim e nos enterrar a cinco metros de profundidade” se o trabalho arqueológico continuasse no local.

Shady, 74 anos, passou os últimos 25 anos em Caral tentando trazer de volta à vida a história social e o legado da civilização, como como as técnicas de construção que eles usaram e que resistiram a terremotos.

“Essas estruturas de até cinco mil anos permaneceram estáveis até o momento e os engenheiros estruturais do Peru e do Japão aplicarão essa tecnologia”, disse Shady.

Os habitantes de Caral entenderam que viviam em território sísmico.

Suas estruturas tinham cestos cheios de pedras na base que amorteceu o movimento do solo e impediu que a construção desmoronasse.

As ameaças forçaram Shady a viver em Lima sob proteção.

Ela recebeu a Ordem do Mérito pelo governo na semana passada pelos serviços prestados à nação.

“Estamos fazendo o que podemos para garantir que nem sua saúde nem sua vida estejam em risco devido aos efeitos das ameaças que você está recebendo”, disse o presidente do Peru, Francisco Sagasti, na cerimônia.

Prisões

Caral foi declarado Patrimônio Mundial da UNESCO em 2009.

Ele se estende por 66 hectares e é dominado por sete pirâmides de pedra que parecem se iluminar quando os raios solares as banham.

Acredita-se que a civilização tenha sido pacífica e não usou armas nem muralhas.

Fechado devido à pandemia, Caral reabriu aos turistas em outubro e custa apenas US$ 3 (cerca de R$ 15 atualmente) para visitar.

Durante o confinamento, várias peças arqueológicas foram saqueadas na área e em julho a polícia prendeu duas pessoas por destruir parcialmente um local contendo múmias e cerâmicas.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

EUA: Estudo traz primeiros resultados 'promissores' de vacina de RNA mensageiro contra Aids

Uma vacina usando a tecnologia de RNA mensageiro, a mesma que algumas vacinas contra a Covid-19, pode ser usada desta vez contra a Aids. É o que mostram os primeiros resultados promissores de testes …

Viagem de Lula à Argentina visa fortalecer governo de Fernández e teoria de lawfare contra Kirchner

O ex-presidente Lula será o primeiro estrangeiro a discursar diante de uma multidão na Praça de Maio, em Buenos Aires, em um ato destinado a renovar o vínculo do governo argentino com o seu …

Após EUA, vários países se mobilizam em boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim

Reino Unido, Austrália, Canadá, Nova Zelândia seguiram os passos dos Estados Unidos e anunciaram que também vão participar do “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, previstos para fevereiro. Os países acusam …

Musk anuncia que Neuralink testará microchips neuronais em humanos em 2022

O bilionário e empreendedor norte-americano referiu que já testou com sucesso um implante cerebral em um macaco, e quer agora que essa tecnologia seja aplicada em humanos. Os humanos poderão ter implantes cerebrais da empresa Neuralink …

Cientistas americanos encontram substância contra coronavírus em algas para sushi

Biólogos americanos esperam que sua descoberta ajude na criação de tratamentos antivírus com base em plantas. Os cientistas determinaram que o sulfato de rhamnan – polissacarídeo componente das algas verdes Monostroma nitidum, utilizadas para embrulhar o …

Mulheres comandam metade dos ministérios no governo Scholz

Futuro chanceler confirma nomes finais do seu governo, que deverá começar os trabalhos ainda esta semana. Percentual de mulheres no comando de ministérios federais é o maior da história da Alemanha. O próximo chanceler federal da …

Biden e Putin fazem videoconferência para tentar resolver impasse na Ucrânia

Joe Biden e Vladimir Putin se preparam para uma vídeoconferência nesta terça-feira (7) em um momento em que as tensões entre Washington e Moscou se intensificam com rumores de uma iminente invasão da Ucrânia …

Aung San Suu Kyi é condenada a 4 anos de prisão

Líder deposta por golpe militar em Mianmar enfrenta série de acusações que a Anistia Internacional chama de falsas. Novo veredicto deve sair nos próximos dias. A líder deposta de Mianmar, Aung San Suu Kyi, foi condenada …

Em último vídeo do mandato, Merkel pede que população se vacine

A chanceler alemã Angela Merkel, que deixará o poder na próxima quarta-feira (8), voltou a defender neste sábado (4) a vacinação contra a Covid-19, no último de uma série de mais de 600 vídeos …

Descobrem na China ferramenta de marfim de 99 mil anos, possivelmente a mais antiga do país

Pesquisadores desenterraram uma pá de marfim datada de há cerca de 99.000 anos em um sítio arqueológico do Paleolítico na província chinesa de Shandong. Acredita-se que o objeto seja uma das primeiras ferramentas de osso utilizadas …