Afinal, os neandertais foram os primeiros artistas do mundo

C.D Standish, A.W.G. Pike and D.L. Hoffmann

Pinturas Neandertais na Espanha

Tradicionalmente vistos como brutos e selvagens, os neandertais foram, na verdade, os primeiros artistas do mundo, criando pinturas em cavernas cerca de 20 mil anos antes da chegada da nossa espécie humana à Europa.

A conclusão é de um estudo publicado na Science que sugere que esses hominídeos fizeram pinturas em cavernas espanholas há cerca de 66 mil anos, ou seja, 20 mil anos antes da chegada do Homo sapiens à Europa.

Os neandertais seriam, assim, responsáveis pelas pinturas mais antigas do mundo em cavernas, o que muda a percepção que tínhamos até agora destes hominídeos.

Acreditava-se, até esse achado, que a produção artística era um comportamento único da espécie humana (a Homo sapiens) e que estava muito distante das habilidades dos nossos “primos” na linha evolutiva.

“Essa é uma descoberta incrível e empolgante que sugere que os neandertais eram muito mais sofisticados do que popularmente se acreditava”, refere o autor que liderou o estudo, Chris Standish, arqueólogo da Universidade de Southampton, no Reino Unido, em declarações divulgadas pelo Science Daily.

Mãos, padrões geométricos e círculos

Essas pinturas foram descobertas em três áreas arqueológicas, em diferentes partes da Espanha, em La Pasiega, Maltravieso e Ardales, localidades situadas até 700 quilômetros de distância entre si. Incluem impressões de mãos, padrões geométricos e círculos vermelhos.

A equipe de pesquisadores do Reino Unido, Alemanha, Espanha e França que as analisou usou uma técnica de medição chamada urânio-tório, que é utilizada para identificar com precisão a data de itens arqueológicos. A técnica se baseia na medição da degradação radioativa do urânio que é incorporado nas camadas minerais que cobrem as pinturas, explica a BBC.

Os resultados obtidos indicam que essas pinturas datam de há 65 mil anos, sendo que os humanos modernos só chegaram à Europa há cerca de 45 mil anos.

Deste modo, os pesquisadores concluem que a arte em cavernas só pode ter sido feita pelos neandertais, uma espécie “irmã” da Homo sapiens – e os únicos habitantes humanos da Europa naquela época.

As descobertas são sustentadas pela datação de conchas marinhas que foram perfuradas e pintadas com pigmentos para serem usadas como colares.

Dois de quatro exemplares analisados datam de 115 mil anos atrás – mais uma vez, muito antes de haver presença confirmada de humanos modernos na região.

Mudança de percepção

“Logo após a descoberta do primeiro dos seus fósseis, no século XIX, os neandertais passaram a ser retratados como brutos e sem cultura, incapazes de reproduzirem arte ou comportamentos simbólicos, e algumas dessas percepções persistem até hoje”, diz o Alistair Pike, cientista da Universidade de Southampton envolvido no estudo.

Pike nota que a nova descoberta acrescenta dados novos à “questão de quão semelhantes aos humanos (modernos) os neandertais eram”.

Artefatos simbólicos datados de há 70 mil anos já tinham sido encontrados na África, mas são associados a humanos modernos.

O pesquisador Paul Pettitt, coautor do estudo da Universidade de Durham, no Reino Unido, destaca que a nova descoberta permite concluir que “os neandertais criaram símbolos significativos em locais significativos”. “A arte não foi algo acidental que ocorreu uma só vez”, salienta.

“Temos exemplos em três cavernas distantes 700 quilômetros entre si e evidências de que se tratava de uma tradição antiga”, acrescenta Pettitt, que acredita que seria possível encontrar arte rupestre semelhante em outras cavernas da Europa “com origem neandertal”.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

A quantidade de nitrogênio emitida pela pecuária já ultrapassou os limites seguros

A quantidade de nitrogênio emitida pela criação de animais para abate é superior ao que o planeta pode aguentar. Cientistas alertam que é necessário diminuir o consumo de carne e laticínios. As principais fontes de nitrogênio …

França vai adotar teste de saliva nos aeroportos para evitar 2ª onda de Covid-19

O governo francês anunciou nesta sexta-feira (10) a implementação de testes a base de saliva em seus aeroportos. A medida, que tem como objetivo evitar uma segunda onda de contaminação pelo coronavírus, visa principalmente os …

De 4.200 anos? Arqueólogos desvendam em Israel 'emoji' mais antigo do mundo

Arqueólogos israelenses encontraram evidências de arte rupestre sem precedentes em dólmens de 4.200 anos. O novo projeto de pesquisa faz parte de um estudo de dólmens (monumentos megalíticos tumulares construídos por humanos) na Alta Galileia e …

Governo remarca Enem para janeiro e fevereiro de 2021

O Ministério da Educação anunciou nesta quarta-feira (08/07) as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, adiado em razão da epidemia de covid-19. As provas em papel serão aplicadas em 17 …

Steve Jobs dizia acreditar na eficiência do trabalho remoto já em 1990

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus e, consequentemente o isolamento social, muitas pessoas conseguem continuar trabalhando normalmente de forma remota. Mesmo dentro de casa, felizmente, algumas empresas conseguem manter o contato com seus funcionários …

Viagem tripulada a Marte seria melhor com passagem por Vênus, afirmam astrônomos

De acordo com cientistas norte-americanos, cálculos das órbitas entre a Terra e Marte os levaram a concluir que tais viagens seriam mais rápidas, eficientes, e permitiriam estudar os dois planetas. Uma viagem da Terra a Marte …

EUA: Suprema corte autoriza a divulgação de documentos financeiros de Trump

A Suprema Corte dos Estados Unidos impôs uma grande derrota a Donald Trump, ao decidir que um procurador de Nova York tem direito de acesso a vários documentos financeiros do presidente, incluindo declarações de …

O fenômeno "água morta", observado a mais de cem anos, é finalmente explicado

Finamente uma equipe com especialistas de múltiplas áreas CNRS e da Universidade de Poitiers, ambas na França, decifrou a misteriosa ocorrência pela primeira vez. O estranho é fenômeno que desacelera navios ou faz que eles parem …

Pode mesmo haver vida nas nuvens de Vênus, dizem cientistas

Quem gosta de astronomia não deve saber que Vênus não é o mais habitável dos planetas. Com temperaturas em torno de 470ºC e com uma atmosfera formada por dióxido de carbono e nitrogênio noventa vezes …

Cientistas rebatem decisão da China de coletar DNA de homens e meninos

Um relatório que revelou que a China está coletando DNA de milhões de pessoas para ajudar a solucionar crimes. Essa informação tem levantado preocupações entre os pesquisadores sobre privacidade e consentimento, sob o argumento de que …