Alemanha aprova obrigatoriedade de vacina contra sarampo

Governo dá luz verde para lei que prevê multa de até 2,5 mil euros para pais que não vacinarem filhos em idade escolar contra sarampo. Obrigatoriedade se estende a adultos que trabalham em creches e escolas.

O gabinete de governo alemão aprovou nesta quarta-feira a obrigatoriedade da vacinação contra sarampo para crianças no país, impondo multas de até 2,5 mil euros a pais que não vacinarem seus filhos em idade escolar contra a doença.

A decisão, adotada pelo gabinete federal e que ainda precisa ser ratificada pelo Bundestag (Parlamento), deverá entrar em vigor no ano que vem e torna obrigatória também a vacinação de menores em abrigos de refugiados.

Segundo a lei, a partir de março de 2020, os pais terão que apresentar comprovante de vacinação contra o sarampo para inscrever seus filhos em creches, jardins de infância e escolas.

A obrigatoriedade da vacina também se estende a educadores infantis, funcionários de creches, professores, equipe médica e pessoal que trabalha em instalações comunitárias, como abrigos de refugiados.

Crianças e funcionários não vacinados, que já trabalhem numa creche, escola ou instalação comunitária quando a nova lei entrar em vigor, terão até 31 de julho de 2021 para apresentar comprovante de vacinação. A comprovação pode ser fornecida por meio da caderneta de vacinação ou de exames da criança ou atestado médico, comprovando que já se contraiu sarampo.

A nova lei deverá responder ao aumento vertiginoso de casos de sarampo no país. Segundo números oficiais, no ano passado foram registrados na Alemanha um total de 543 casos da doença, e neste ano já são mais de 400.

A decisão do gabinete ministerial vem num momento em que diversos grupos na Alemanha e em grande parte da Europa questionam a importância das vacinas.

A Associação de Pediatras da Alemanha (BVKJ) saudou fortemente a obrigatoriedade. A obrigatoriedade da vacinação é uma reivindicação de longa data da BVKJ. Hermann Josef Kahl, porta-voz da Associação, afirmou: “Esperamos que a nova lei leve a uma alta taxa de imunização, de ao menos 95%.” Segundo o órgão, essa cifra evitaria uma epidemia de sarampo.

Para o Partido do Verde alemão, no entanto, a vacinação com o forte foco infantil não é a solução adequada. “Em adultos com mais de 30 anos, a taxa de vacinação é às vezes inferior a 50%. [O ministro da Saúde, Jens] Spahn não tem solução sobre como aumentar a cota de vacinação assustadoramente baixa em adultos de forma rápida e duradoura”, reclamou a política Cordula Schulz-Asche, especializada na área da saúde.

Com a chamada Lei de Proteção contra o Sarampo” o governo tenta, paralelamente, conter ainda outras doenças. O objetivo é que, no futuro, amplie-se novamente a vacinação em série nas escolas contra difteria, tétano e coqueluche.

As empresas de seguro de saúde serão obrigadas a fechar acordos com as autoridades de saúde pública para o financiamento dessas vacinas. A vacinação em escolas deverá ser voluntária.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Mal de Parkinson pode 'começar' antes do nascimento, diz estudo

Um novo estudo investigando a origem da doença de Parkinson jogou células do cérebro de pacientes em um verdadeiro "túnel do tempo". O objetivo foi identificar, especificamente em pacientes com manifestação precoce do Parkinson — diagnosticados …

Neste hotel os hóspedes dormem em bolhas na selva em meio a elefantes resgatados

Paraíso dos amantes de natureza e belas praias, a Tailândia já figura como destino preferido dos aventureiros há alguns anos. Com hospedagens para todos os gostos e bolsos, o país também possui diversas reservas ambientais …

Jamais pediria ajuda a Trump, diz Bolsonaro sobre brasileiros deportados

O presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo (26/01), em visita de Estado à Índia, que "jamais" pediria ao líder americano, Donald Trump, para que brasileiros deportados por terem entrado ilegalmente nos Estados Unidos recebessem tratamento …

Destroços de navio de centenas de anos são encontrados na Polônia

Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma ponte destruída da 2ª Guerra Mundial em um rio polonês. Arqueólogos encontraram um navio naufragado de várias centenas de anos, bem como uma …

Por que cientistas estão determinados a provar que Einstein estava errado

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …

Bolsonaro faz apologia à ignorância, afirmam historiadoras no jornal Le Monde

  O jornal Le Monde que chegou às bancas na tarde desta segunda-feira (27) traz um texto de meia página criticando a política cultural em vigor atualmente Brasil. Assinado por duas historiadoras francesas e uma brasileira, …

OMS considera elevado risco global de coronavírus

A Organização Mundial da Saúde admitiu nesta segunda-feira (27/01) um erro na avaliação de risco global do novo coronavírus, que surgiu na China, e disse que o nível correto é elevado. Anteriormente, ele havia sido …

Quem é Vanessa Nakate, ativista negra cortada de foto com Greta em Davos

O tema era o meio-ambiente, mas o debate sofre o futuro da humanidade ganhou outros vultos quando a jovem ativista climática de Uganda, Vanessa Nakate, descobriu que havia sido cortada pela agência de notícias Associated …

Sobreviventes retornam a Auschwitz nos 75 anos da libertação

Autoridades de 50 países participam da solenidade no antigo campo de concentração na Polônia, em meio a temores pelo aumento do antissemitismo. "Precisamos tomar cuidado para que não volte a acontecer", diz sobrevivente. Mais de 200 …

Por que cientistas querem tanto provar que Einstein e Galileu estavam errados

Ano entra, ano sai, e tanto a lei dos corpos em queda de Galileu Galilei quanto a teoria da relatividade de Albert Einstein são testadas novamente apenas para os pesquisadores confirmarem pela enésima vez que …