Alzheimer: cientistas descobrem droga que pode rejuvenescer cérebro

Elisa Paolini / Flickr

Cientistas da Universidade de San Francisco, na Califórnia, EUA, descobriram uma droga experimental capaz de reverter problemas na memória causados pelo envelhecimento.

O estudo publicado este mês no jornal eLife Sciences, mostra que a droga ISRIB pode oferecer uma rápida restauração das habilidades cognitivas.

Os experimentos, feitos em camundongos idosos, conseguiram um rejuvenescimento do cérebro e das células imunológicas.

Os pesquisadores descobriram que a droga também proporcionou alterações nas células T do sistema imunológico, indicando que a ISRIB pode ter implicações para doenças de Alzheimer e diabetes, que têm sido associadas ao aumento da inflamação causada por um sistema imunológico em envelhecimento.

Eles acreditam que perdas cognitivas, que afetam a memória por conta da idade, não são permanentes e podem ser restauradas.

O estudo conclui que o cérebro envelhecido bloqueia recursos cognitivos por um possível ciclo vicioso de estresse celular.

Peter Walter, coordenador do levantamento e professor do Departamento de Bioquímica e Biofísica, informou em comunicado da universidade, que o estudo encontrou uma maneira de quebrar o ciclo e restaurar as habilidades do cérebro bloqueadas pela idade.

A droga, chamada de ISRIB, já foi utilizada em estudos anteriores para restaurar a função da memória, após o traumatismo cranioencefálico (TCE), para reverter deficiências cognitivas na síndrome de Down, prevenir perda auditiva relacionada ao ruído, combater tipos de câncer de próstata e melhorar a cognição em animais saudáveis.

Para a realização do estudo, os pesquisadores treinaram os animais idosos para escaparem de um labirinto aquático, por meio de uma plataforma oculta. Uma tarefa com um nível de dificuldade maior para animais mais velhos.

Os animais que receberam uma pequena quantidade de doses diárias de ISRIB, durante o processo de treinamento de três dias, foram capazes de realizar a tarefa tão bem quanto os camundongos jovens e relativamente melhor do que aqueles que tinham a mesma idade e não receberam a droga.

Semanas após o tratamento inicial com ISRIB, os mesmos animais foram treinados para realizar um teste de flexibilidade mental, que consistia em encontrar um caminho para sair de um outro labirinto cuja saída mudava diariamente.

Os camundongos que receberam um breve tratamento com ISRIB três semanas antes, ainda tiveram o mesmo desempenho que os mais jovens, enquanto os camundongos não tratados continuaram com as mesmas dificuldades apresentadas anteriormente.

Para entender os impactos da droga na função cerebral, os cientistas analisaram a atividade e a anatomia das células no hipocampo – local do cérebro com papel fundamental no aprendizado e na memória – um dia depois de dar aos animais uma dose da droga.

As assinaturas comuns do envelhecimento neural, registradas no hipocampo, desapareceram nos animais que receberam a ingestão de ISRIB.

Os camundongos também apresentaram uma atividade elétrica dos neurônios mais ágil e responsiva à estimulação e células com conectividade maior e mais resistente com as células ao seu redor, atividade registrada apenas em animais mais novos.

Os estudos continuam e agora os cientistas querem descobrir quanto tempo duram os benefícios cognitivos do ISRIB.

// SNB

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Queiroga testa positivo para covid-19 e fica em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, testou positivo para covid-19 durante a viagem a Nova York, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro, e ficará em isolamento na cidade, comunicou nesta quarta-feira (21/09) a Presidência da …

Vulcão em erupção nas Canárias: o cenário 'desolador' enfrentado por moradores afetados pelo Cumbre Vieja

Juan Vicente Rodríguez ainda não chegou às lágrimas, mas ele garante que no final "todos vão acabar chorando". Morador da ilha canária La Palma, Rodríguez observa nas redondezas os rios de lava do vulcão Cumbre Vieja …

Anistia Internacional acusa empresas farmacêuticas de deixar países pobres sem vacinas anticovid

A ONG Anistia Internacional divulgou um relatório nesta quarta-feira acusando os grandes grupos farmacêuticos que produzem vacinas contra a Covid-19 de alimentar uma crise de direitos humanos sem precedentes. Por essa razão, a entidade …

Descobrem na Espanha dezenas de pegadas de espécie extinta de elefantes

Paleontólogos descobriram em Huevla, na Espanha, em um sítio da época do Pleistoceno Superior, trilhas e rastros de elefantes recém-nascidos e juvenis atribuídos a elefantes de presas retas (Palaeoloxodon antiquus). Os elefantes de presas retas são …

Na ONU, Bolsonaro defende ineficaz "tratamento precoce"

O presidente Jair Bolsonaro usou nesta terça-feira (21/09) seu discurso de abertura da 76ª Assembleia-Geral das Nações Unidas para defender o desacreditado "tratamento precoce" promovido pelo seu governo, que consiste num coquetel de drogas ineficazes …

Turismo em reservas naturais federais no Brasil triplica em 13 anos

Cerca de 15 milhões de turistas visitaram reservas ambientais federais no Brasil em 2019, uma alta de 300% nos últimos 13 anos. Se por um lado esse aumento reflete um maior interesse dos brasileiros em …

Presidente do Conselho da UE acusa EUA de "falta de lealdade" após ruptura de contrato com a França

O presidente do Conselho da União Europeia, Charles Michel, acusou nesta segunda-feira (20) os Estados Unidos de falta de lealdade depois que a Austrália cancelou um amplo contrato com a França para comprar submarinos …

Morcegos das cavernas de Laos podem revelar origem da COVID-19

Descobriu-se que os morcegos que habitam as cavernas do norte de Laos transportam um coronavírus que compartilha uma característica importante com o SARS-CoV-2, dando pistas aos cientistas para desvendar a causa da COVID-19. Uma equipe de …

Em Nova York, Bolsonaro vai se reunir com Boris Johnson

O presidente Jair Bolsonaro viajou neste domingo (19/09) para Nova York, nos Estados Unidos, onde participará nesta semana da Assembleia Geral das Nações Unidas e terá seu primeiro encontro bilateral com o primeiro-ministro do Reino …

Os softwares de home office mais importantes

A pandemia de COVID-19 obrigou muita gente a trabalhar a partir de casa. Nesse momento, se uma pessoa pode fazer seu trabalho em home office, ela deve seguir este caminho. Toda essa situação ajudou as empresas …