Animal que vivia nos Pirineus foi o único a ser extinto duas vezes

A cabra-montesa, ou Pyrenean ibex, foi a primeira espécie animal extinta pelos seres humanos – e a primeira extinta duas vezes.

Durante séculos, a cabra-montesa, também conhecida como bucardo, viveu nos Pirineus, cordilheira que faz fronteira natural entre a Espanha e a França. Apesar de sobreviver a diferentes predadores, o animal adornado com grandes chifres encaracolados não resistiu às ações do ser humano.

Desde meados do século XIX, seus cornos converteram o ruminante em um atrativo alvo para os caçadores e, pela metade do século XX, seus ossos eram mais facilmente encontrados em paredes do que ao ar livre.

Segundo a IFLScience, ao longo da década de 1980 foram realizados intensos esforços de reprodução, mas foram insuficientes e já era muito tarde. Em 1997, só restava viva a cabra-montesa Celia, mas, ao fim de três anos, também acabou morrendo, esmagada por uma árvore no Parque Nacional de Ordesa, em Aragão, Espanha.

Tudo parecia perdido, mas não foi exatamente isso que aconteceu. Dez meses antes de Celia morrer, Alberto Fernández-Arias, o veterinário espanhol que a tinha capturado, tinha recolhido amostras de suas células, cultivadas em laboratório e congeladas.

Na época, pensava-se ainda que a clonagem de mamíferos era impossível, mas o aparecimento da ovelha Dolly em 1996 “mudou tudo”, explicou o veterinário. Então, uma equipe hispânico-francesa de cientistas dirigida por José Folch começou a trabalhar com essas células.

Seguindo o mesmo processo, os especialistas injetaram o DNA do animal em óvulos de cabras comuns sem núcleo e implantaram embriões em 57 desses animais. No entanto, apenas sete ficaram grávidas.

Contra todas as probabilidades, em 2003, uma destas cabras conseguiu levar a gestação até o fim, pariu um filhote e parecia que a Humanidade tinha derrotado a extinção, ainda que apenas durante um período muito breve.

“Quando peguei no animal com as minhas mãos, soube que sofria de dificuldades respiratórias. Tínhamos preparado oxigênio e medicamentos especiais, mas o animal não respirava de forma adequada. Ao fim de sete ou 10 minutos, morreu“, relatou Alberto Fernández-Arias.

A história só se tornou conhecida em 2009, quando o jornal Theriogenology publicou o estudo científico. Nessa época, o financiamento do projeto tinha acabado, forçando muitos dos cientistas a abandonarem o projeto.

E com a morte do último exemplar de Pyrenean ibex, a cabra-montesa foi extinta de novo, se tornando a primeira espécie a ser extinta duas vezes.

Ciberia // ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO:

Quantos anos de vida saudável os ricos ganham em relação aos pobres?

Um novo estudo europeu e americano descobriu que os ricos possuem cerca de nove anos de vida saudável a mais do que os pobres. A pesquisa foi bastante abrangente – os cientistas analisaram dados de mais …

O país sul-americano que deve crescer 14 vezes mais que a China neste ano

A Guiana ganhou na loteria e está prestes a resgatar o prêmio. Seus vizinhos, especialmente a Venezuela, aguardam intrigados para saber em que ela vai gastar. De acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a economia …

Portugal supera marca histórica de 500 mil imigrantes residindo no país; brasileiros são a maioria

Portugal atingiu um número recorde de imigrantes vivendo no país. O anúncio foi feito pelo governo nesta quarta-feira (15), durante debate no Parlamento sobre o Orçamento de Estado para 2020. "Os dados preliminares levam a dizer …

Papa Francisco nomeia primeira mulher para cargo de alto escalão no Vaticano

Pela primeira vez, uma mulher ocupará um cargo de alto nível no Vaticano. O Papa Francisco nomeou Francesca Di Giovanni para a função de vice-ministra da Secretaria de Estado da Santa Sé, órgão equivalente ao …

Khamenei chama Trump de "palhaço" e exalta ataque a bases dos EUA

Em primeiro sermão desde 2012, líder supremo do Irã afirma que Trump finge apoio ao povo iraniano e pede união após dizer que queda de avião foi "acidente trágico". EUA admitem que militares ficaram feridos. O …

Uma desconhecida explosão de ondas gravitacionais foi detectada na Terra

Os detectores de ondas gravitacionais da Terra, os observatórios LIGO e Virgo, identificaram uma misteriosa “explosão” de ondas gravitacionais não prevista na última terça-feira, 14 de janeiro. As ondas gravitacionais detectadas até hoje foram resultado de …

Twitter pede desculpas por permitir anúncios direcionados a neonazistas

O Twitter emitiu hoje (16), um pedido de desculpas público, logo após a BBC fazer uma denúncia de que a plataforma de anúncios da empresa estava permitindo o direcionamento de conteúdo para neonazistas e outros …

SP quer lei para incentivar uso de veículos híbridos e elétricos

Um novo projeto de lei apresentado em São Paulo pretende combater os problemas ambientais provocados pelos carros à combustão, que utilizam os tão poluentes combustíveis fósseis, através do incentivo ao uso de veículos elétricos ou …

Ataques iranianos teriam deixado 11 militares dos EUA feridos

Ao menos 11 militares norte-americanos foram retirados do Iraque para receberem tratamento médico em decorrência dos ataques iranianos contra as bases dos EUA. "Quando ficarem aptos para o serviço, estes militares regressarão ao Iraque", declarou à …

Evo recua e diz que não pretende mais criar milícias

Em carta pública divulgada nesta quinta-feira (16/01), o ex-presidente da Bolívia Evo Morales, que está refugiado na Argentina há mais de um mês, recuou da ideia de promover a formação de milícias no país. "Há alguns …